Taques volta a criticar governo

Em andanças pelo Nortão, senador diz não concordar com desvio do Fethab

Assessoria

nilson santos leitao pedro taques (500x332).jpg

Prefeito de Colíder Nilson Santos, deputado federal Nilson Leitão e  senador Pedro Taques em audiência pública realizada no norte de Mato Grosso hoje

Em suas andanças por Mato Grosso, a fim de consolidar seu nome para candidatura ao Governo, o senador Pedro Taques (PDT) voltou a criticar a atual gestão. Para ele, o Executivo deixa desamparados os demais municípios, tendo em vista que as forças do poder público estão concentradas para a realização da Copa do Mundo. “Existe o Estado da Copa, em Cuiabá, e o Estado do interior, sem prioridade para nenhum dos dois”, dispara o pedetista em viagem à região Norte do Estado. 

Taques lembra que Cuiabá foi escolhida como subsede da Copa do Mundo em março de 2009, portanto, cinco anos atrás. No entanto, as obras demoraram a começar. Além disso, o governo fez a opção política de trocar a implantação do BRT pelo VLT, que não irá ficar pronto para o Mundial, conforme já assumido pela próprio Executivo. “Muitos me criticaram quando me posicionei contra a mudança do modal de transporte, inventaram mentiras sobre mim. O VLT, com 22 km, vai custar R$ 1,4 bilhão. Com R$ 1,1 bilhão seria possível duplicar a BR-364 de Rondonópolis ao posto Gil”, comparou o senador.

O pedetista afirma ainda que investimentos prometidos para o interior não foram cumpridos como, por exemplo, o fortalecimento dos hospitais regionais, ao invés da implantação das OSS que, na sua visão, não deram certo. “Prometeram 2,6 mil km de asfalto ligando os municípios, mas até agora só uma obra foi inaugurada”, disse o senador. 

As declarações foram feitas durante audiências públicas realizadas nas cidades de Novo Mundo, Guarantã do Norte, Matupá, Peixoto de Azevedo e Terra Nova. Neste sábado (26) Taques ainda passará por Colíder, Nova Canaã do Norte e Itaúba. 

Fethab é desviado 

Taques também questiona o “desvio de recursos” do imposto cobrado no transporte de toda produção agrícola e pecuária, o Fethab, que o governo utiliza parte para custear as obras da Copa.

Para colocar em prática o projeto MT Integrado, que pretende fazer a interligação asfáltica de 44 municípios, o governo fez um empréstimo de R$ 2 bilhões junto ao BNDES. Com o Fethab, Mato Grosso arrecada cerca de R$ 900 mil por ano. “A ligação por asfalto em todos os municípios é muito importante, deve ser feita. Mas o produtor está pagando duas vezes por esse asfalto, no imposto do Fethab e depois também teremos que pagar a conta desse empréstimo”, observou o senador.(Com Assessoria)

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.