Rumo a 2010

Tucano tem oratória, mas se enrola nas obras

    Wilson Santos se prepara para enfrentar, a partir de abril, o maior desafio político de suas quase três décadas de vida pública: disputar candidatura de governador. Para ter legitimidade no pleito, conforme estabelece a Justiça Eleitoral, o tucano precisa renunciar ao mandato de prefeito de Cuiabá. Principal aposta do tucanato, que sonha em voltar ao Palácio Paiaguás após a gestão Dante de Oliveira (1995/2002), Wilson está mesmo disposto a encarar o teste das urnas. Sua situação, enquanto pré-candidato, levanta discussões sobre prós e contras.

   Entre os pontos positivos que carrega está o fato de ser bom de discurso. Num embate eleitoral com os possíveis concorrentes, vice-governador Silval Barbosa (PMDB) e com o empresário Mauro Mendes (PSB), o tucano certamente se sobressairia. O prefeito é daqueles que não param. Mantem uma agenda intensa. Isso o ajuda quando estiver em campanha num Estado com 141 municípios e com uma extensão territorial de 906.069 km2. Demostra ter disposição física para tanto.

   Entre os discursos de campanha, Wilson deve destacar o cursinho pré-vestibular que implantou em Cuiabá e está sendo copiado por alguns municípios, o bolsa universitária e a elevação do piso salarial dos professores. O tucano não carrega mancha em sua biografia sobre envolvimento em escândalo político e possui uma base eleitoral consolidada na Grande Cuiabá. O fato do PSDB nacional, com o governador paulista José Serra, vir forte acaba ajudando Wilson na corrida à sucessão do governador Blairo Maggi (PR).

     Problemáticas

     Já por outro lado, o pré-candidato do PSDB enfrenta problemas que podem complicá-lo. No meio político, continuam fortes os rumores de que Wilson não cumpre acordos legítimos e de que é muito centralizador. Também pesa sobre os ombros as dificuldades para executar obras dentro do cronograma estabelecido. Exemplo disso são os empacados projetos de conclusão das avenidas das Torres, do rodoanel e do PAC. Enquanto em âmbito nacional o PSDB vem forte, em Mato Grosso se mostra minguado, o que representa obstáculo para um pré-candidato majoritário que precisa ser bem recepcionado e ter nome respaldado nos municípios. Wilson precisa fazer campanha e, ao mesmo tempo, reconstruir a sua legenda, que conta apenas com 6 prefeitos.

     Wilson deve enfrentar questionamentos sobre o envolvimento de membros de sua equipe em fraudes nas obras do PAC, embora o processo tenha sido arquivado. Também convive com rejeição em Cuiabá, por força do desgaste de cinco anos do mandato de prefeito, embora tenha uma base eleitoral sólida. Se mostra instável quanto à equipe de assessores. Nenhum deles se destaca. Wilson Santos ainda convive com embaraços para fechar composições políticas, visando sua eleição a governador.

Túlio, desgaste e disputa em Cáceres

tulio 400 caceres   Derrotado a deputado estadual duas vezes, a última em 2018, Túlio Fontes (foto) não sustenta mais o que declarou há três meses, quando anunciou que ficaria de fora da corrida à Prefeitura de Cáceres. Mesmo tendo abandonado o município por um bom tempo, desde quando concluiu...

Disputa em Sinop e vaga na Câmara

juarez costa 400 curtinha   O deputado federal Juarez Costa (foto) tem espalhado que será candidato a prefeito de Sinop, posto já ocupado por ele por dois mandatos. No fundo, o emedebista espera que Rosana Martinelli (PL), que foi sua vice e depois se elegeu prefeita nas urnas de 2016, desista do projeto de reeleição...

Francis forçando a barra ao Senado

francis maris 400 curtinha   Francis Maris (foto), empresário e prefeito de Cáceres, é mesmo corajoso. Ele anunciou que vai reunir colegas prefeitos da região Oeste para discutir a ideia de entrar na disputa ao Senado, na eleição suplementar para a vaga de Selma, cassada esta semana. Francis se acha "o...

Sindal repudia postura de "indicado"

O presidente do Sindal Jovanildo da Silva se diz traído por Osmar Capilé, representante dos segurados da AL e que exerce cargo de diretor dos Aposentados, que votou favorável a nova alíquota de 14% no Conselho da Previdência. O apoio ao aumento da cobrança gerou revolta entre os servidores do Legislativo, que partiram para cima de Jovanildo cobrando explicações. Em nota de repúdio, o sindicato, que o indicou como representante no...

Arena fechada ao público por 3 dias

virginia mendes curtinha 400   Nos seis primeiros dias de portas abertas, a Arena Encantada, considerada o maior parque natalino que Mato Grosso já viu, recebeu quase 10 mil visitantes. Mas ficará três dias inacessível ao grande público. Na segunda (16), a Arena será exclusiva das milhares de crianças...

Insistência em 2 disputas em 2020

adilton sachetti curtinha 400   Aliados de Adilton Sachetti (foto), como Blairo Maggi, orientaram-no a desistir da nova disputa ao Senado, no pleito suplementar do próximo ano, já que pretende concorrer de novo à Prefeitura de Rondonópolis. Avaliam que ele pode se queimar politicamente se continuar demonstrando sede...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.