POLÊMICA

Wellington diz que ir ao CNJ é forma de valorizar os políticos

   O presidente regional do PR, Wellington Fagundes, afirmou que a classe política precisa se valorizar mais e que este foi um dos motivos que o levou a assinar a representação no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) contra o juiz federal Julier Sebastião da Silva. O republicano entende que as ações do magistrado e do procurador da República Mário Lúcio Avelar prejudicam vários setores da sociedade e que, por isso, é necessário ter um acompanhamento do CNJ. “Isso está prejudicando toda a sociedade e criando um clima de apreensão”, disse ele.

  Wellington salienta que esse clima de instabilidade é resultado de várias operações deflagradas pela Polícia Federal e que culminaram na prisão de dezenas de pessoas entre políticos, funcionários públicos e empresários, numa referência à Jurupari, deflagrada no mês passado para combater crimes ambientais. Ele integra uma lista de 15 lideranças políticas, que classificam Julier como um “xerife” e o acusam de juntamente com Avelar e o pré-candidato ao Senado Pedro Taques (PDT), formar uma quadrilha, que usa a Justiça para atender a interesses políticos.

  Entre os que assinaram o documento está o ex-governador Blairo Maggi, o comandante do Paiaguás Silval Barbosa (PMDB), o presidente estadual do PT e deputado federal Carlos Abicalil, o presidente da Assembleia Legislativa José Riva e o deputado federal Pedro Henry, ambos do PP – veja aqui. Eles apontam a existência de excessos por parte de Julier, que só podem ser corrigidos por meio de ações que “estanquem” esse tipo de atitude. Durante a deflagração da Operação Jurupari foram expedidos 91 mandados de prisão. Setenta pessoas chegaram a ser detidas, entre elas a mulher de Riva, Janete Riva, o ex-secretário de Meio Ambiente LuisHenrique Daldegan e três assessores de Silval.

  São acusados de participar de um esquema que causou um prejuízo de pelo menos R$ 900 mihões em danos ambientais. Os crimes ocorreriam por meio de fraudes no sistema da Sema, inserção de créditos de manejo florestal fictícios e liberação de Laus irregulares. O inquérito ainda não foi finalizado e os advogados dos envonvidos impetraram recursos visando a redistribuição do processo e até a anulação de toda a investigação realizada pela PF.

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...