CONFRONTO

Wilson só conta estórias e piadas, diz Eder sobre adversário tucano

Secretário Eder de Moraes, da Casa Civil   O secretário-chefe da Casa Civil Eder de Moraes comentou, em tom de ironia, o encontro que o pré-candidato do PSDB à sucessão estadual, ex-prefeito de Cuiabá Wilson Santos, teve com o setor produtivo e a promessa deste de levar as problemáticas do setor para se buscar alternativas junto ao presidenciável José Serra. Porta-voz do governador e pré-candidato à reeleição Silval Barbosa (PMDB), Eder disse que, "além de contador de estórias, Wilson se revela um exímio contador de piadas. "Wilson Santos não gosta do agronegócio de Mato Grosso. Ele deixou isso claro aos setores produtivos e industrial quando falou que é veementemente contra a política de incentivos fiscais", contrapõe o ex-secretário de Fazenda e que, com a renúncia de Blairo Maggi e a posse de Silval no Paiaguás, passou a conduzir a Casa Civil. Na sua avaliação, esses setores não sobrevivem sem os incentivos. Diz que as gestões Maggi e Silval "implementaram uma política de incentivos, que garantiu a sobrevivência do agronegócio, diferente de Wilson, que vai acabar com o agronegócio". De acordo com Eder, a presença do tucano no encontro "é o mesmo que colocar o lobo entre as ovelhas”.

    O secretário afirma que o tucanato governou Mato Grosso por oito anos e "só fez obras virtuais". “Abandonou a logística do Estado, não investiu um centavo do Fethab na agricultura, nem mesmo para plantar uma muda de mandioca”, provocou Eder, ao lembrar que as vias de escoamento da safra quase sumiram do mapa e, às vezes, no arranca-safra, muitos caminhoneiros se perdiam no labirinto confuso de atoleiros e falta de asfaltamento.  “Isso era o reflexo da gestão PSDB. Perderam duas vezes as eleições para o governo estadual em virtude desse descaso com o agronegócio e com a população e, onde a população arriscou, no caso de Cuiabá, se arrependeu amargamente, basta ver o desastre e o estrabismo da gestão Wilson Santos".

    Segundo Eder, "antes de Wilson mentir para o setor produtivo, o melhor seria cobrar de José Serra a devolução do dinheiro do povo de Mato Grosso que São Paulo se apropria indevidamente, levando na mão grande o diferencial de alíquota que é mato-grossense". Pelos seus cálculos, são cerca de R$ 200 milhões por ano. Ressalta que o ex-governador de São Paulo deveria devolver o que não lhe pertence. Defende que escoamento da safra de Mato Grosso, barateameno do custo do frete, redução do ICMS do diesel e ainda redução de impostos para muitos insumos seriam uma realidade mais justa para o Estado. “Faço um desafio ao PSDB que, para cada R$ 1 real de devolução do diferencial de alíquota do ICMS do comércio eletrônico, nós aplicamos outro R$ 1 real na infraestrutura do agronegócio, mas, por favor, parem de lesar Mato Grosso!".

    O secretário diz ainda que MT não pode retroagir. "Não podemos voltar ao passado, nem tão pouco ser vítima de experiências de aventureiros. Temos compromisso com as próximas gerações e não com as próximas eleições".

Candidato amarga derrota na Justiça

adilson gon�alves 400 curtinha   O candidato a prefeito de Barra do Garças, delegado Adilson Gonçalves (foto), tentou, sem êxito na Justiça, censurar o Rdnews na publicação de matérias sobre o pleito eleitoral no município. Numa ação impetrada junto à...

Com certidão pra disputar 1ª suplência

dito lucas 400 curtinha   Filiado ao Podemos, Dito Lucas (foto), que entrou de última hora como primeiro-suplente da chapa ao Senado encabeçada por José Medeiros, assegura que vai apresentar novamente sua certidão junto à Justiça Eleitoral, de modo a provar que sua candidatura é legítima....

Um novo embate entre Diane x Adair

diane alves 400 curtinha   Adair José Alves Moreira, que vinha atuando na assessoria do vice-governador Otaviano Pivetta, decidiu mesmo concorrer de novo à Prefeitura de Alto Paraguai. Ele já foi prefeito por duas vezes. Adair será o principal nome da oposição à prefeita democrata Diane Alves (foto),...

Taques ofuscado e sob mira do MPE

pedro taques 400 curtinha   Pedro Taques (foto) achou que o recall dos tempos de senador e governador, ajudando-o a se posicionar de forma razoável nas pesquisas, bem antes do início da campanha, o manteria como favorito na corrida ao Senado. Ledo engano. Não levou em consideração o alto índice de...

2 caciques não disputam Alto Garças

roland trentini 400 curtinha   Após décadas de rixas, de campanhas ostentadoras, rachas e brigas eleitorais intermináveis em Alto Garças, os ex-prefeitos Rolando Trentini (foto) e Júnior Pitucha resolveram não mais concorrer ao Executivo. Mas, um deles segue se movimentando nos bastidores. Pela...

Um ex-prefeito inelegível em Poconé

clovis martins 400   Dificilmente o ex-prefeito petebista Clovis Damião Martins (foto) terá registro de candidatura a prefeito de Poconé deferido pela Justiça Eleitoral. O promotor de Justiça, Mário Anthero, já pediu impugnação do registro do petebista por inelegibilidades. Clovis, que...