Eleições 2010

Yanai deixa cadeira de Goellner e garante que já mostrou trabalho

Jorge Yanai (DEM)   Eleito em 2002 como terceiro suplente do senador Jonas Pinheiro, Jorge Yanai (DEM), que neste ano teve a oportunidade de assumir a vaga por quatro meses, agora tenta voltar ao Congresso como titular, já que é um dos sete candidatos de Mato Grosso ao Senado. Seu mandato terminou na última quinta (9), quando o segundo suplente, Gilberto Goellner, que estava afastado por licença médica, retornou ao cargo. Ele era, até então, o único concorrente à senatória que já estava ocupando a vaga. Agora, a 20 dias das eleições, Yanai acredita que sua saída do Senado não prejudique seu desempenho nas urnas. “Setembro é um mês do chamado recesso branco, não são votados projetos e a presença não é obrigatória, portanto, não faz diferença nenhuma estar lá ou não”, explicou. Mesmo como senador, ele não conseguiu deslanchar nas pesquisas de intenção de voto, figurando na quinta colocação - veja aqui.

   Em seu programa eleitoral gratuito veiculado no rádio, na manhã desta segunda (13), Yanai demonstra que o tempo que permaneceu no Senado foi suficiente para atestar sua capacidade de trabalho e conquistar amizades. Neste sentido, uma das lideranças que gravaram apoio para seu horário eleitoral foi a senadora Kátia Abreu (DEM-TO), que chegou a ser um dos principais nomes cotados para concorrer à vice-Presidência da República ao lado do candidato tucano José Serra.

   Yanai ficou marcado como o primeiro senador de origem japonesa a tomar posse no Congresso e avalia que o período foi bastante produtivo. De acordo com ele, seu desempenho foi pautado por apresentações de projetos de leis e a briga pelos modais de Mato Grosso e questões sociais, principalmente na área da saúde. “Fiz um trabalho importante, a altura de quem ocupa a cadeira de Jonas Pinheiro”. Ele defende que o conhecimento que adquiriu neste tempo o ajudará bastante num eventual retorno ao Senado. “É importante que Mato Grosso me reconduza ao cargo”, destaca.

  Com uma campanha mais tímida, sem ataques incisivos aos adversários, contudo, o suplente de senador não ficou de fora das principais temáticas que envolvem a disputa. Em seu último programa eleitoral veiculado na televisão, por exemplo, Yanai fez questão de deixar claro seu posicionamento sobre o aborto, tema que tomou conta da corrida ao Senado.

   Para tentar se consolidar entre os eleitores, ele aposta no fato de ser o único representante do interior e, apesar de já ter desfrutado do mandato pleiteado, ser associado à renovação no cenário. “Sou conhecedor do Estado, sei das dificuldades do interior, das diferenças entre as regiões, mas também de suas necessidades em comum. Considero-me o novo dentro da política”, ressaltou.

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.