Liderança de Lula nas pesquisas favorece o crime, afirma Álvaro em Mato Grosso


De Barra do Garças

Alysson Cavalcante

�lvaro Dias Barra do Gar�as

  Acompanhado pelo senador Medeiros e por Saggin, Álvaro palestra em Barra do Garças

Embora preso, a liderança do ex-presidente Lula à corrida presidencial, é vista pelo pré-candidato do Podemos à presidência da República, Álvaro Dias, como um favorecimento ao crime e aos criminosos. Segundo ele, os números mostram claramente uma disposição neste sentido.

Ontem à noite (18), o presidenciável participou em Barra do Garças, de uma palestra para cerca de 400 pessoas sobre o fim do foro privilegiado, com projeto de sua autoria já aprovado pelo Senado e em tramitação na Câmara, e do combate à corrupção, quando falou sobre as eleições de 2018.

Conforme o presidenciável, o ex-presidente não lidera as pesquisas. "É uma questão de interpretação. Ele tem a maior visibilidade porque está na mídia há muitos anos, mas aparece com índice bem menor do que a rejeição. Lula é rejeitado por mais de 50% dos brasileiros. 57% querem ele na cadeia. Como é que pode ser presidente da República?" questiona.

Álvaro aproveitou para, indiretamente, criticar o comportamento da imprensa. Afirma que o Brasil precisa exigir vergonha daqueles que escrevem ou opinam. "Não podemos ficar defendendo o crime. Estamos afrontando o Estado de direito e a legalidade democrática. Ou há má fé, ou há uma disposição de favorecer o crime e os criminosos", pontuou.

Foro Privilegiado

Acompanhado pelo senador José Medeiros (Podemos) e pelo suplente de deputado federal Sandro Saggin (Novo), Álvaro foi bastante aplaudido ao abordar as questões e cobrar punição aos crimes de corrupção que se alastraram pelo país e colocaram Lula na cadeia.

Sobre o fim do foro privilegiado, o senador paranaense afirmou que o Brasil só terá uma nova Justiça, com todos iguais perante a lei, com o fim desse privilégio. Lembrou que 55 mil autoridades brasileiras são beneficiadas pelo instituto do foro privilegiado, que é o paraíso da impunidade, porque as ações não são julgadas. Elas prescrevem e ai prevalece a impunidade", ressalta.

Lula é rejeitado por mais de 50% dos brasileiros. 57% querem ele na cadeia. Como é que pode ser presidente da República?

De acordo com o presidenciável, o projeto foi apresentado em 2013, aprovado no Senado em maio de 2017, está na Câmara desde junho e, no entanto, não avançou. "Estamos contando com a pressão popular para a aprovação da matéria acabando com o foro privilegiado", enfatiza.

Durante a palestra, Álvaro também debateu questões diversas com o público, como a reforma tributária, um dos pontos de seu pré-projeto eleitoral; segurança pública, redução do Estado, redução do número de deputados e abordou também a desocupação da gleba Suiá-Missu, na região do Araguaia, com a expulsão de sete mil pessoas de suas terras.

Embora não tenha pedido votos por questão da legislação, o presidenciável recebeu manifestações de apoio a corrida presidenciável e prometeu, se eleito, refundar a República para que o país mude o seu sistema de governança que, conforme ele, fracassou, se transformando numa fábrica de escândalos e numa matriz de governos incompetentes.

Xuxu recusa diárias e cala Wilson

xuxu curtinha   Na tribuna da AL, o tucano Wilson Santos tentou ironizar o colega Xuxu Dal Molin (foto), que retornou de missão oficial à Ásia nesta semana, mas acabou se dando mal. Considerando que Xuxu é membro de uma das famílias mais abastadas de Sorriso, Wilson sugeriu que ele poderia ter custeado a viagem e...

TCE já suspende licitação na Câmara

misael galvao curtinha   O TCE determinou que a Câmara de Cuiabá, sob Misael Galvão (foto), suspenda de imediato um pregão para contratar empresa para fornecimento de material de informática e de equipamentos de áudio e vídeo. Técnicos de Controle Externo de Contratações...

Janaina, MDB e o Palácio Alencastro

janaina riva curtinha   A presidente interina da Assembleia Janaina Riva não assume publicamente mas, nos bastidores, alimenta a esperança de ser prefeita de Cuiabá. Para que isso ocorra, em 2020, teria que deixar o seu MDB o prefeito Emanuel que, aliás, já está com um pé no PTB. Na cúpula...

Respaldo jurídico para barrar grevistas

mauro mendes curtinha   O Governo Mauro Mendes, de forma estratégica, está se respaldando de forma técnica e juridicamente, para enfrentar setores do funcionalismo que caminham para a deflagração de greve geral. Primeiro, recebeu do MPE uma notificação para não conceder reajuste salarial,...

Bolsonaro veta algoz de Selma no TRE

ulisses curtinhas   Fatores políticos-partidários podem ter pesado na escolha do presidente Jair Bolsonaro (PSL) ao definir o novo membro do TRE. Ele optou por Sebastião Monteiro e não por Ulisses Rabaneda, que tentava ser reconduzido. Os presidentes costumam escolher o mais votado ou manter quem já está no...

Prefeitura de Barra garante legalidade

joaojakson   Procurador-geral de Barra do Garças João Jackson Vieira Gomes (foto) esclarece, em resposta à curtinha Contrato de R$ 4 mi pra limpeza, que a dispensa de licitação por 6 meses obedeceu todos os tramites legais, sendo que a empresa contratada ofertou o menor orçamento. A...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.