GRUPOS POR UM FIO

Vai dar pipoco, diz Zeca ao defender vaga de Sachetti ao Senado na chapa de Mauro

Presidente do PDT em Mato Grosso, o deputado estadual Zeca Viana ameaça romper com a aliança que articula a pré-candidatura do ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes ao governo. O pedetista não aceita que o deputado federal Adilton Sachetti (PRB), que pretende concorrer ao Senado, seja preterido da chapa majoritária para que o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD) seja pré-candidato a senador, juntamente com Jayme Campos (DEM).

JLSiqueira

Zeca Viana

Zeca Viana, presidente do PDT, condena aproximação do PSD, do ex-vice-governador Carlos Fávaro, ao grupo de Mauro Mendes, para buscar Senado

“Eu quero que dêem jeito de abrir espaço para nosso companheiro. Não admito o Adilton ficar rodado. É nosso companheiro e sempre esteve junto conosco. Agora vamos deixar o Adilton de lado para abrir espaço para quem estava pendurado no s... do governador até ontem? Eu não admito esse tipo de coisa”, declarou Zeca em entrevista ao , na manhã desta quinta (12).

Segundo Zeca, o PSD de Fávaro esteve com o governador Pedro Taques (PSDB) desde o início da gestão e rompeu somente em março deste ano com objetivos eleitoreiros. Por isso, não aceita que os social-democratas sejam beneficiados em detrimento de Sachetti.

“Vai dar pipoco. Até ontem eu estava quieto, mas quando falei hoje de manhã com o Adilton e vi ele muito chateado, fiquei revoltado e já virei no capeta. Não vou carregar esse povo. São oportunistas. Ficaram no governo até abril. Os deputados são governistas até agora. Vão à m...”, esbravejou o pedetista.

Ocorre que enquanto Fávaro se aproxima de Mauro para se viabilizar ao Senado, a bancada na Assembleia pressiona para o PSD apoiar a reeleição de Taques. A manutenção da aliança com o tucano é defendida pelos deputados estaduais Gilmar Fabris, Pedro Satélite, Wagner Ramos e Ondanir Bortolini, o Nininho.

O PSD apoiava a pré-candidatura do senador Wellington Fagundes (PR) ao governo na aliança que também agrega PR, MDB, PTB, PP e PCdoB. No entanto, se afastou do republicano mediante a possibilidade de Fávaro concorrer ao Senado no grupo de Mauro.

Governo quita toda a folha de junho

O governo estadual concluiu nesta sexta (19) o pagamento de junho dos servidores ativos, inativos e aposentados que ganham acima de R$ 7,5 mil. Para essa quitação foram necessários R$ 61,8 milhões. Com isso, liquidou totalmente a folha de junho dos cerca de 100 mil funcionários públicos, que consomem R$ 472,7 milhões. No dia 10 deste mês, o governo pagou a primeira parcela dos salários de junho, depositando até R$ 5,5...

Emedebista pode ser candidato único

leonardo bortolin curtinha   Eleito na suplementar realizada em 2017, Leonardo Bortolin (foto), de Primavera do Leste, é considerado hoje o prefeito emedebista em MT mais bem avaliado. Na convenção do partido nesta quinta no município, lideranças, como o deputado federal Carlos Bezerra e os estaduais Thiago Silva,...

2 "amarelam" e faltam de propósito

nininho curtinhas   Dois deputados não pisaram os pés na sessão desta quinta propositalmente. "Amarelaram". Ao invés de tomarem posição quanto ao projeto de lei complementar do governo que reinstitui os incentivos fiscais, Nininho (foto) e o delegado Claudinei preferiram não comparecer. Assim como os...

Adevair vai para PTB e quer ser vice

adevair cabral curtinha   O PTB, que hoje não tem um representante entre os 25 vereadores cuiabanos, vai abrigar dois parlamentares, o presidente da Câmara Municipal Misael Galvão, hoje no PSB, e o primeiro-secretário da Mesa, o tucano Adevair Cabral (foto). O curioso é que ambos chegam na legenda petebista...

7 contra reinstituição dos incentivos

valdir barranco curtinha   Como já esperado pelo governador Mauro, apesar da pressão de diversos segmentos, como do comércio, do agronegócio e da indústria, o projeto de lei complementar número 53, que trata da reinstituição dos incentivos fiscais, passou facilmente pelo crivo da Assembleia....

Irmão de ex-senador já sai do governo

wener santos curtinha   Durou apenas seis meses a permanência do ex-prefeito de Nova Marilândia (2013/2016), Wener dos Santos (foto), como secretário-adjunto de Cidades do Estado. Irmão do ex-senador Cidinho Santos, Wener foi exonerado no último dia 2. Pediu para deixar o governo Mauro. O salário não...

ENQUETE

Profissionais da Educação estão em greve há mais de um mês. O que você acha disso?

estão corretos. Devem continuar

discordo. Deveriam voltar às aulas

pra mim, não faz diferença

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.