ELEIÇÕES 2020

Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020, 23h:01 | Atualizado: 28/11/2020, 10h:00

DEBATE NA TVCA

Abílio tenta apagar imagem de inimigo do servidor e Emanuel aposta em experiência

G1

debate centro américa

Candidatos à Prefeitura de Cuiabá, Emanuel Pinheiro (MDB) e Abílio Júnior (Pode) abandonaram ofensas, desferidas na manhã de hoje (27) no debate do Grupo Gazeta, e foram mais direto às propostas de gestão esta noite na sabatina promovida pela TV Centro América, afiliada da Rede Globo em Mato Grosso. Aliás, este é o último enfrentamento entre eles do 2º turno. De acordo com o Ibope, neste momento estão empatados, cada um com 50% da preferência de votos. Decisão final somente neste domingo (29), com o resultado das urnas.

Em comparativo ao debate desta manhã, na TV Vila Real, o embate foi mais engessado. Apesar das críticas à gestão de Emanuel feitas pelo candidato do Podemos e das falas do emedebista citando o despreparo de Abílio, os dois postulantes abordaram assuntos de interesse popular.

Neste clima de rigor, os temas que polemizaram um pouco mais foram o combate à pandemia do novo coronavírus, o tratamento dispensado ao servidor público, a defesa da mulher, educação, saúde, corrupção e mobilidade urbana.

O debate teve 3 blocos. O primeiro e o terceiro foram com temas livres, enquanto o segundo trouxe temas determinados por sorteio. Ao todo, foram 30 segundos para cada pergunta, 1 minuto e meio para as respostas e 45 segundos para as tréplicas. No final, cada candidato teve espaço para suas considerações finais.

Confira alguns tópicos:

Defesa da mulher

Primeira pergunta de Emanuel a Abílio foi referente à causa da mulher. O candidato do Podemos respondeu que a eleição de duas vereadoras para Câmara de Cuiabá, Edna Sampaio (PT) e Michelly Alencar (DEM), são grandes conquistas na opinião dele. Afirmou ainda que, enquanto vereador, participou de diversos fóruns e debates sobre a temática. Citou o apoio da candidata derrotada em 1º turno, Gisela Simona (Pros), e afirmou que ela irá ajudar a propor políticas públicas destinadas às mulheres cuiabanas.

Emanuel, por outro lado, discorreu sobre a criação, em sua gestão, da Secretaria Municipal da Mulher e a reforma da Casa de Amparo, que recebe vítimas de violência doméstica. Citou ainda o Hospital Municipal de Cuiabá que tem ala feminina exclusiva para pacientes agredidas. Ressaltou também que um administrador público não pode deixar de observar o empoderamento feminino, pela competência e condição da mulher na sociedade.

Estação Alencastro

Em pergunta a Emanuel, Abílio citou a Estação Alencastro, ponto de ônibus na região central da Capital. De acordo com o candidato do Podemos, as placas de energia solar adotadas instaladas ali na gestão emedebista seriam ineficientes e caras. Ele também citou que o local não funciona como deveria e que Emanuel vive de propaganda. “É um serviço feito para propaganda. Você não conhece Cuiabá, mas conhece a propaganda que faz de Cuiabá”.

Rebatendo, Emanuel afirmou que em sua gestão facilitou o acesso da população ao transporte público com a implantação das estações e que só vai sentir isso quem depende de transporte coletivo. Para além da Alencastro, existem as estações Bispo e Ipiranga. Emedebista afirmou que tem a intenção de implementar outras estações em bairros periféricos e que Abílio desconhece o transporte coletivo municipal.

Coronavírus

Em pergunta a Emanuel, Abílio citou o dinheiro do Governo Federal destinado à Prefeitura de Cuiabá para enfrentamento da pandemia. Candidato emedebista afirmou que criou leitos de UTI e tornou o antigo Pronto-Socorro de Cuiabá em um hospital de referência no combate à Covid.

Abílio, em réplica, pontuou as atitudes que tomará caso eleito para sanar a crise econômica ocasionada pela pandemia. Ele afirmou que não fechará o comércio e que não irá prejudicar os empresários. Sua medida será a de investir na infraestrutura na área da saúde.

Em tréplica, Emanuel citou o episódio em que o candidato do Podemos utilizou uma sacola de plástico no rosto em tom de deboche durante o período mais crítico da pandemia, desconsiderando o potencial ofensivo do novo vírus, que acabou matando mais de mil cuiabanos até o momento. “Também não vamos usar saco plástico no rosto e postar nas redes sociais e dar um tapa na cara da sociedade cuiabana que viveu drasticamente a perda de mais de mil irmãos cuiabanos. Estamos prontos para a segunda onda”, afirmou.

Combate à corrupção

Já no segundo bloco, em que as perguntas foram feitas por sorteio, Abílio perguntou a Emanuel sobre combate a corrupção. Ele citou os secretários investigados e presos durante a gestão de Emanuel, como o ex-secretário de Saúde Huark Douglas, o ex-procurador-geral Marcus Brito e o ex-secretário de Educação, Alex Passos.

Emanuel afirmou que não houve corrupção em sua gestão e que qualquer fator que desabonou a conduta de seus gestores motivou afastamento deles, até que se prove a lisura deles.

“As suspeitas estão sendo investigadas pelo Ministério Público, pela Polícia Civil. Da minha parte me manifestei como maior interessado. Nenhuma das investigações atingiu o prefeito ou as secretárias. Envolvidos terão que exercer o direito de defesa e eu sigo investindo em Cuiabá”, disse Emanuel.

Educação

Emanuel questionou Abílio sobre as propostas para a educação infantil. Em resposta, candidato citou o município de Lucas do Rio Verde, no interior, como referência a ser implantada na Capital. Ele também afirmou que não existe manutenção dentro das salas de aula da rede pública da Capital e que a merenda é precária.

Emanuel, no mesmo sentido, afirmou que em 4 anos pretende criar mais 4,5 mil vagas na educação infantil, com a expectativa de 1 mil novas vagas ao ano.

Habitação

Para abordar o quesito habitação, Abílio citou os residenciais Nico Baract 1, 2 e 3. Para ele, obras demoraram muito tempo para serem entregues e mérito não é de Emanuel. Ele pontuou também que durante toda a gestão do candidato emedebista não houve qualquer planejamento de construção de novo condomínio habitacional.

Emanuel, por outro lado, entendeu as entregas como positivas e afirmou que mais de 2,1 mil moradores foram beneficiados com as obras.

Servidores públicos

Talvez um dos embates mais polêmicos entre os postulantes, questão do tratamento ao servidor público também foi tema do debate entre Emanuel e Abílio. Candidato do Podemos mudou de tom e afirmou que não é possível fazer uma gestão sendo inimigo do servidor público. Em falas anteriores, ele prometeu enxugar secretarias e demitir funcionários.

“Realmente ninguém governa sozinho. Qualquer pessoa que assumir a Prefeitura terá que ter o servidor ao seu lado. Por isso é impossível que o prefeito tenha como inimigo o servidor público. É importante valorizar e reconhecer o seu papel”, afirmou Abílio. Ele também prometeu a presença de Gisela durante essa construção.

Já Emanuel afirmou que valorizou o servidor em sua gestão, ao contrário do que, segundo ele, fizeram os antigos prefeitos, Mauro Mendes (DEM) e Roberto França (Patriota).

Considerações finais

Em suas considerações finais, Abílio agradeceu o opositor pelo tom ameno e propositivo com que transcorreu o debate. Ele citou novamente a corrupção e afirmou que a população precisa votar em seu partido para que ocorra uma mudança significativa em Cuiabá.

Emanuel, por outro lado, voltou a citar o despreparo do candidato opositor e afirmou que a população cuiabana deve comparar as propostas do plano de governo de cada postulante, com o intuito de escolher o melhor candidato, mais capacitado, para conduzir a Capital mato-grossense, "tão envolvente e cheia de perspectivas e desafios".

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Ze da roça | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 15h21
    4
    4

    QUALQUER CIDADÃO PODE SER PREFEITO GOVERNADOR DEPUTADO INDEPENDENTE DE SUA RELIGIÃO SE O PREFEITO COMETER ERROS SERÁ FISCALIZADO PELA CÂMARA DE VEREADORES E PELO TRIBUNAL DE CONTAS SEM ESSA DE TERRORISMO QUE ENCHER A PREFEITURA DE CRENTE VAMOS PARAR DE AGIR COMO HOMEM BOMBA TERRORISTA

  • Ze da roça | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 14h26
    0
    0

    Ze da roça , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Maicon | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 13h24
    9
    4

    Querem ver a Prefeitura de Cuiabá, virar o Grande Templo? Cheio de cargos comissonados, DAS, seu dinheiro , seu imposto, bancando os " irmãos " do Abelha? Querem isso???? Querem que a Prefeitura se chame Grande Prefeitura Assembleiana de Cuiabá? Querem isso????? Votem no Abelha!

  • Ze da roça | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 13h18
    0
    1

    Ze da roça , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Ze da roça | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 09h55
    0
    1

    Ze da roça , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Lapada | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 06h28
    5
    26

    Da é nojo desse povo que defende esse paletó rasgado,se o povo parar pra analisar a situação,não vota nesse cidadão,e olha que tem muitos desses que ensina o filho a não mexer nada ninguém,o que adianta ensinar ,e votar no corrupto.

  • Dr Milton R Pedra Preta | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 05h48
    12
    5

    Tem gente que não gosta, mas a GLOBO têm nível. Diferente da TV Gazeta que só teve baixaria. Esse foi o melhor debate de todos com disciplina e propostas. Nunca mais perco tempo na TV gazeta. Também com apresentadores fraquíssimos como Haroldinho Arruda Jr fica difícil Parabéns TVCA.

  • Neto | Sábado, 28 de Novembro de 2020, 00h40
    26
    5

    Abílio baixou o tom... está em queda livre, né meu caro?? Não vai adiantar nada, pois a população acordou a tempo e já percebeu o quanto vc é despreparado.

  • Lucas | Sexta-Feira, 27 de Novembro de 2020, 23h23
    26
    5

    " Abílio tenta apagar a imagem de inimigo do servidor.." Agora é tarde, Abílio. Depois que já fez a cagada, não tem mais jeito. O que você fala em pé, não sustenta sentado.

Desembargadores recebem 6 auxílios

maria helena povoas 400   O Tribunal de Justiça de MT, presidido pela desembargadora Maria Helena Póvoas (foto), paga uma série de direitos e vantagens que "engordam" substancialmente o subsídio de seus magistrados. O salário de desembargador é de R$ 35,4 mil. Entre os chamados penduricalhos pagos pelo...

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.