ELEIÇÕES 2020

Sexta-Feira, 18 de Setembro de 2020, 16h:29 | Atualizado: 19/09/2020, 08h:21

Rumo às urnas

Uma vice "sem partido" no Nortão

A candidata a vice-prefeita de Sinop Lucélia Alves dos Santos não é, oficialmente, filiada a nenhum partido. Trata-se de uma situação bastante incomum, uma exceção, mas legal. Lucélia, que integra a chapa encabeçada por Jorge Yanai (Podemos), é sargento da Polícia Militar e está na ativa, por isso, não pode se filiar a nenhuma legenda.

O nome dela foi escolhido para a chapa da Yanai em convenção no sábado (12) pelo Podemos. O advogado eleitoral Hélio Ramos explica que a ata da convenção que homologou o nome dela deverá servir como instrumento de filiação partidária. A jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), de 2002, estabelece que militares não precisam estar filiados, bastando a escolha do nome na convenção.

Assessoria

yanai_viceLuc�lia

Jorge Yanai posa ao lado da sargento Lucélia durante convenção realizada em Sinop. Militar não está filiada a nenhum partido e situação é amparada por lei

“A Constituição Federal foi feita saindo de um período de ditadura militar, então há nela casuísmos excepcionando os militares de uma série de obrigações. No caso da filiação partidária, é considerada a aprovação do nome na convenção. Como um militar se filia a um partido político? No caso dos nossos policiais militares, eles são proibidos de participação política pelo estatuto da PM. Então, quando têm o nome aprovado na convenção, o ato de ser aprovado na convenção, a ata vai ser o instrumento apto a aprovar a filiação”, explica.

Se tivesse menos de 10 anos na corporação, Lucélia seria obrigada a se afastar do serviço militar para ficar elegível.

Por estar na ativa há mais de uma década, a sargento ficará lotada no gabinete do Comando-Geral da PM durante a campanha, o que chamado de “agregação”. Se eleita, será reformada – o mesmo que colocada na reserva, aposentada - com a diplomação no cargo. Receberá aposentadoria integral se a chapa for vencedora em Sinop.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

PT na oposição independente do eleito

edna sampaio 400   Independente de quem ocupar o Palácio Alencastro, a partir de janeiro, a professora Edna Sampaio (foto), única eleita pelo PT à Câmara de Cuiabá, fará oposição ao prefeito. E dá sinais de que será uma parlamentar bastante atuante. Neste segundo turno, como o seu...

Secretário não consegue eleger Fred

fred gahyva 400 curtinha   O vereador licenciado e secretário estadual de Saúde, Gilberto Figueiredo, foi um cabo eleitoral incansável pela candidatura de Fred Gahyva (foto) a vereador pela Capital. Ele liderou reuniões nas unidades de saúde, reforçando pedido de voto para o aliado e amigo de...

Deputado agora pula de palanque

elizeu nascimento 400 curtinha   O ex-vereador e hoje deputado estadual Elizeu Nascimento (foto), que amargou a oitava colocação na disputa ao Senado na eleição suplementar do último dia 15, mudou de lado, como se troca de camisa. Em princípio, era apoiador do projeto de reeleição do prefeito...

Ex-aliado, Sales lembra quem é Abílio

coronel sales 400   Em mensagem enviada aos amigos, reforçando pedido de voto para Emanuel Pinheiro, o coronel PM da reserva e secretário de Ordem Pública da Capital, Leovaldo Sales (foto), diz conhecer bem os dois candidatos que disputam, neste segundo turno, o Palácio Alencastro. Sobre Emanuel, lembra que este tem...

Uma perna no muro e dicas indiretas

eduardo botelho 400 curtinha   O presidente da Assembleia, Eduardo Botelho (foto), chega ao final deste 2º turno das eleicões em Cuiabá com uma perna no muro. Ele liberou toda sua equipe para votar em quem quiser e todos pedem voto para Emanuel. Já Botelho, particulamente, preferiu não assumir publicamente o seu...

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

MAIS LIDAS