ELEIÇÕES 2020

Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 16h:04 | Atualizado: 30/10/2020, 16h:11

NAS REDES

Procurador critica Bolsonaro e considera crime privatizar saúde durante pandemia

selo elei�es 2020

“Contra os barões do agro”, o Procurador Mauro (Psol) tem mantido o tom combativo durante a campanha ao Senado e volta a defender a taxação na produção de grãos do estado. Em suas peças de campanha, o psolista critica o governo federal quanto à possibilidade de privatizar o Sistema Único de Saúde (SUS) avisa que, se eleito, vai votar contra a reforma administrativa apresentada pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“Durante a pandemia do coronavírus, o SUS está sendo fundamental na vida de nosso povo. O SUS é patrimônio do povo brasileiro. É um crime propor sua privatização”, postou em seu perfil no Facebook.

É a terceira vez que disputa uma cadeira no Senado, após concorrer por 9 vezes a cargos eletivos nos últimos 15 anos, sempre se apresentando como alternativa frente aos candidatos da bancada ruralista.

Em um dos VTs, o procurador cita a arrecadação de ICMS sobre consumo e produtos do cotidiano e compara com os lucros que produtores de grãos têm anualmente sem que sejam taxados. Segundo o candidato, em 2018 foram arrecadados R$ 268 milhões em ICMS sobre medicamentos, R$ 2,6 bilhões sobre combustíveis, R$ 7 milhões sobre bebidas e R$ 1,3 bilhão sobre a energia elétrica.

"Enquanto você, cidadão, pagou tudo isso para manter serviços públicos como a saúde, educação e segurança, barões do agronegócio exportaram R$ 49 bilhões sem o pagamento de nenhum centavo de ICMS. É um retrato da injustiça do sistema tributário”.

Ele defende que a taxação de 10% sobre a produção do agronegócio renderia R$ 4 bilhões aos cofres públicos e possibilitaria reduzir impostos de outros produtos.

Adianta já em campanha que, se eleito, vai votar contra a reforma administrativa. “Os defensores alegam que ela gerará crescimento econômico. É a mesma coisa que fizeram com a reforma trabalhista e da previdência que não geraram o prometido crescimento e só retiraram direitos do povo”, alerta.

Para ele, o objetivo da reforma é “precarizar as condições de trabalho dos servidores e serviços para a população ao dificultar o acesso à estabilidade e a realização de concurso público e ampliar a contratação de temporários”.

Cita ainda a Aprosoja que faz campanha pela aprovação da reforma administrativa. “Os barões do agronegócio e seus candidatos são contra o serviço público". Entre os candidatos que mais se alinham ao setor estão Carlos Fávaro (PSD), que conta com apoio de ruralistas como o deputado federal Neri Geller (PP), e o ex-senador Blairo Maggi (PP). O tucano Nilson Leitão também é conhecido por defender a pauta agrária.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • Dos Santos | Sábado, 31 de Outubro de 2020, 10h15
    3
    2

    Luciana Nova Mutum, não acredito que teve coragem de escrever isso. Meu Deus, como tem gente alienada nesse país!! O Brasil é um grande manicômio mesmo, só pode, não possível.

  • Paula | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 21h49
    4
    3

    O PSOL é um câncer, mas o procurador Mauro consegue ser um pouco pior kkkkkkkk

  • Guilherme Rosa | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 21h38
    4
    5

    Esse senhor só aparece em época de eleição, será porque??? O que ele fez ou faz pela coletividade???

  • Caio Oliveira | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 20h52
    4
    3

    Lucia, de Nova Mutum, cidade bem dividida, ou és ricas , que acredito e não pobre... Quando quer socorro né Lucia, vai a banco público pedir dinheiro, quando não és, leasing, usa arrebenta maquinaria e depois devolve, pois ano que vem safra nova. Você Lucia, eis de curtir uma boa CID 10 C76...

  • Lucia Nova Mutum | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 18h01
    3
    8

    Sou a favor da privatizar SUS. Pra pinga povo tem dinheiro? Economizem e paguem plano de saúde. Se virem.

Emanuel é quem mais realizou obras

emanuel pinheiro 400 curtinha   Um levantamento da empresa Percent Pesquisa & Consultoria, feita em Cuiabá entre os últimos dias 13 e 14, destaca que, na percepção de 49% dos cuiabanos, o prefeito reeleito Emanuel Pinheiro (foto) foi o que mais fez obras e serviços. Em segundo lugar, com 19,8%, é citado...

Emendas ajudam Unemat de ROO

thiago silva 400 curtinha   Em reunião com o reitor da Unemat, Rodrigo Zanin, e com o pró-reitor Alexandre Porto, o deputado estadual Thiago Silva (foto) tratou da emenda de R$ 1 milhão para manter o curso de direito e abertura do de jornalismo em Rondonópolis neste ano. E, juntos, definiram o modelo de...

Presidente da Ucmmat quer reeleição

edcley lopes ucmmat 400   Reeleito para o sexto mandato e com a maior votação em Vila Bela da Santíssima Trindade, o vereador Edcley Lopes Coelho (foto), que obteve 391 votos pelo Solidariedade, luta agora por outro desafio. Quer se reeleger presidente da Ucmmat, entidade que congrega as câmaras municipais com seus 1.404...

Elisângela conduz Secom da Câmara

elisangela tenorio 400 curtinha   A jornalista Elisângela Tenório (foto) está de volta ao comando da Comunicação Social da Câmara de Cuiabá. Ela ocupou o mesmo cargo na gestão Justino Malheiros, mas, na época, não teve à disposição estrutura para desevolver uma...

Logística em MT pra distribuir vacinas

mauro mendes 400 curtinha   O governo estadual já providenciou toda logística para levar as vacinas anti-Covid-19 aos municípios. O governador Mauro Mendes (foto) destaca que, em princípio, adquiriu 3,5 milhões de seringas. Os lotes de vacinas chegam a MT até a próxima quarta. Seguindo o Plano...

Emanuel no PTB e reeleição do filho

emanuelzinho 400   O PTB está sendo preparado para receber a filiação do prefeito Emanuel Pinheiro, que iniciou o segundo mandato em Cuiabá. Sem ambiente para seguir no MDB, onde passou a enfrentar resistência de toda a bancada do partido na Câmara Federal e na Assembleia, Emanuel recebeu convite de...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.