ELEIÇÕES 2020

Domingo, 16 de Fevereiro de 2020, 13h:20 | Atualizado: 16/02/2020, 13h:24

CÂMARA DE VEREADORES

Eleição deve provocar "troca-troca" e 11 vereadores já cogitam mudar de partido

SESSÃO NA CÂMARA

As eleições municipais de outubro devem provocar um verdadeiro “troca-troca” partidário na Câmara de Cuiabá. Dois fatores serão determinantes para os vereadores mudarem de partido: O apoio das siglas à reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) e as novas regras eleitorais que proíbem coligações na proporcional. Pelo menos 11 vereadores cogitam mudar de partido quando abrir a janela legal.

O presidente da Câmara, vereador  Misael Galvão, que era filiado ao PSB, se antecipou se conseguiu na Justiça Eleitoral o direito de migrar para o PTB sem o risco de incorrer em infidelidade partidária. Com isso, se abrigou no partido aliado de Emanuel e embora diga que seu foco é busca um segundo mandato de vereador, é cota para vice do emedebista nas eleições deste ano.

 Outro que deve deixar o PSB é Marcelo Bussiki, que faz oposição ao prefeito. No entanto, o caminho é o DEM do governador Mauro Mendes (DEM), de quem foi Controlador Geral do Município no período que o democrata administrou a Capital (2013-2016), com a promessa de ser o candidato prioritário na lista de candidatos a vereador neste ano.

O vereador licenciado Gilberto Figueiredo, atual secretário estadual de Saúde, também deve trocar o PSB pelo DEM, com a possibilidade até mesmo de ser o candidato a prefeito de Cuiabá do grupo do governador Mauro Mendes. Quando Mauro foi prefeito da Capital, Gilberto comandou a pasta da Educação.

Dois vereadores do PSDB também está inclinados a deixar a sigla tucana em nome do apoio a Emanuel. Isso porque a direção partidária insiste na pré-candidatura a prefeito do empresário Luiz Carlos Nigro. Adeivar Cabral está acertado com o PTB e Renivaldo Nascimento ainda busca uma sigla para viabilizar sua reeleição.  

Além disso, dois oposicionistas deixarão seus partidos rumo ao Cidadania justamente porque as siglas a  estão filiados apoiarão a reeleição de Emanuel. Felipe Wellaton deixa o PV com o projeto de fortalecer seu nome para deputado federal em 2022 enquanto Diego Guimarães sai do PP. Ambos buscarão o segundo mandato de vereador neste ano.

Indefinidos

Já um grupo de vereadores conversando com diversos partidos na tentativa de encontrar a sigla ideal para viabilizar a reeleição. Com o fim das coligações, estão convencidos que nos partidos onde estão abrigados, dificilmente conseguirão atingir o  quociente eleitoral, que chegou a quase 14 mil votos em 2016,  para garantir cadeira na Câmara.

A lista dos que avaliam mudança de partido inclui Toninho de Souza (PSD), Juca do Guaraná Filho (Avante), Chico 2000  (PL), Doutor Xavier (PTC),  Clebinho Borges (DC) e Marcrean Santos (PRTB). A concretização ou não das mudanças depende da janela para os parlamentares não incorrem em infidelidade partidária.

Rodinei Crescêncio

QUADRO DE VEREADORES

 

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Adriane de Oliveira | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 12h54
    1
    0

    Limpeza Geral, já!!!

  • jeferson de Andrade | Segunda-Feira, 17 de Fevereiro de 2020, 11h44
    3
    0

    Não vamos reeleger ninguém.

  • vania | Domingo, 16 de Fevereiro de 2020, 15h04
    9
    0

    convoco a todos os eleitores a não reeleger ninguem em Cuiaba e VG, pricipalmente aqueles que estão la no 2º, 3º ... mandato. precisamos de gente nova na politica sem aquele "ranço" de quem ja esta la ha muito tempo

  • Manoel Messias | Domingo, 16 de Fevereiro de 2020, 14h30
    6
    0

    Pois é negada da casa dos horrores, acho bom vcs mexerem o corpo porque a população nao anda enxergando vcs com bons olhos para esse novo pleito agora em 2020. Principalmente aqueles que não gostam de ser fiscalizados.

Redes sociais, lives e efeito colateral

Em tempo de coronavírus, as redes sociais têm sido fundamentais para disseminar informações. As plataformas são utilizadas, por exemplo, para realização de coletivas, mas, nesta segunda (6), houve um efeito colateral. O governador Mauro Mendes e o secretário de Saúde Gilberto Figueiredo foram "vítimas" de ferramenta de animação do Facebook. Os dois falavam sobre ações para combater a doença...

DEM agora sem amarras dos Campos

frankes siqueira curtinha 400   Sem o controle absoluto dos Campos, como nas últimas duas décadas, desde quando era PFL, o DEM, que não elege vereador em Cuiabá desde 2004, vive melhores expectativas, agora sob comando da ala ligada ao governador Mauro. É presidido pelo secretário de Estado de Governo,...

O pulo de Elias do PSDB para o DEM

elias santos 400 curtinha   Elias Santos (foto), irmão do deputado Wilson, agiu como estrategista na construção de sua pré-candidatura a vereador por Cuiabá. Concluiu que teria mais dificuldades de obter êxito nas urnas no PSDB porque os dois vereadores tucanos que vão à...

DEM e voz na Câmara após 16 anos

marcelo bussiki 400 curtinha   O DEM (antigo PFL) passa a ter voz na Câmara da Capital 16 anos depois. Aproveitando a janela de março em que a Justiça Eleitoral permite mudança de legenda sem risco de perda do mandato, dois vereadores migraram para o Democratas, sendo eles Marcelo Bussiki (foto) e Gilberto Figueiredo, que...

MDB agora com 2 na Câmara-Cuiabá

juca do guaran� curtinha 400   O MDB do prefeito Emanuel Pinheiro, que não elegeu vereador em 2016 em Cuiabá, agora ganha duas vozes na Câmara. Tratam-se de Juca do Guaraná (foto), militante histórico do nanico Avante que resolveu migrar para a legenda emedebista, e do recém-empossado...

PT segue sem voz na Câmara-Cuiabá

bob pt 400 curtinha   O PT, presidido em Cuiabá por  Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), está mesmo "queimado" e sem prestígio. Em meio ao troca-troca de partido entre os vereadores cuiabanos, aproveitando a janela de março, cujo prazo para mudanças para quem deseja se candidatar em outubro encerrou-se neste...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.