ELEIÇÕES 2020

Quinta-Feira, 17 de Dezembro de 2020, 17h:16 | Atualizado: 18/12/2020, 15h:22

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Emanuel acumula dívida de quase R$ 3 mi; MDB e irmão de Dante são doadores

Reprodução

Despesas e receita de campanha EP

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) gastou quase o dobro do que ganhou na sua campanha de reeleição para a Prefeitura de Cuiabá. O emedebista recebeu mais de R$ 3,3 milhões, mas gastou mais de R$ 6 milhões. A dívida milionária acumula em mais R$ 2,7 milhões. O grosso é com publicidade, atividades de militância e serviços terceirzados. O limite de gastos era de R$ 14,3 milhões.

Entre um dos principais doadores de campanha de Emanuel está o empresário Armando de Oliveira, irmão do ex-governador Dante de Oliveira, além de seu próprio partido. 

Segundo prestação de contas de Emanuel, protocolado nesta terça (15) na Justiça Eleitoral, o prefeito recebeu mais de R$ 2 milhões em doações de pessoas físicas e mais R$ 1,2 milhão do próprio partido. Entre as despesas de campanha, sobressaem os gastos com publicidade. O maior deles é com um contrato de produção de programas de rádio, televisão e vídeo no valor de mais de R$ 1,2 milhão. Emanuel já pagou R$ 259 mil, mas ainda faltam R$ 950 mil, representando a maior dívida do candidato reeleito.

Rodinei Crescêncio

Emanuel Pinheiro

Emanuel discursa durante comemoração, que reuniu centenas de cuiabanos em frente ao Chopão; campanha teve custo total de R$ 6 mi, diz Justiça Eleitoral

Em seguida vem os gastos com materiais impressos. Emanuel contratou o serviço por mais de R$ 1 milhão, mas pagou pouco mais que a metade, faltando pagar cerca de R$ 600 mil. As atividades de militância foi o terceiro maior gasto de campanha do prefeito, com gasto de mais de R$ 900 mil, dívida já quitada pelo candidato. Os serviços prestados por terceiros vem em seguida como quarto maior gasto de campanha do prefeito, com um contrato de mais de R$ 846,7 mil, mas ainda faltando pagar mais de R$ 475,7 mil.

Os adesivos foram o quinto maior gasto de campanha do emedebista no valor de mais de R$ 690 mil, mas ainda falta pagar mais de R$ 550,4 mil – a terceira maior dívida de Emanuel. Ele também contratou R$ 150 mil em publicidade para jornais e revistas, mas ainda não pagou nenhum valor pelo serviço. Outros gastos grandes incluem carro de som e combustíveis, de mais de R$ 81,7 mil e R$ 35 mil respectivamente, já quitados.

Doações

A maior fatia das doações, na ordem de R$ 1,256 milhão, veio do próprio partido. O irmão do ex-governador Dante de Oliveira, o empresário Armando Martins de Oliveira, foi o segundo maior doador para campanha de Emanuel com R$ 300 mil.

Na ordem de maiores doadores, vem a Direção Estadual do Partido Progressista (PP) com R$ 225 mil. O empresário Claudyson Martins Alvez doou R$ 100 mil e foi o quarto maior financiador. O também empresário Fernando Mendonça França é o quinto doador do emedebista com R$ 100 mil.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • APOLINARIO GENTIL USKNOV | Quinta-Feira, 17 de Dezembro de 2020, 20h27
    2
    1

    Dá nada não! Continha “fassinha” de quitar, afinal são mais quatro anos com chave do cofre nas mãos, obras e obras serão lançadas [a que preço não sabemos], torcida para COVID será implementada após carnaval [dinheiro federal a vista], e haja alfaiates para fazer paletós. Mas fazer o que o eleitor cuiabano optou pela certeza [“experiência” em se vestir de paletó] e não pela duvida [inexperiência em alfaiataria].

  • JUSTO VERISSÍMO | Quinta-Feira, 17 de Dezembro de 2020, 19h13
    3
    1

    Agora vocês sabem de onde o Mané vai tirar esse dinheiro para pagar essa conta???? Adivinhe.

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...

Mauro e vitórias na briga de decretos

orlando perri 400 curtinha   A estratégia do governador Mauro Mendes de articular com os Poderes a edição do decreto de toque de recolher vem dando frutos. O governo publicou decreto impondo toque de recolher das 21h às 5h, com fechamento do comércio às 19h. O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro,...

Prefeito é intubado e pode ir para SP

Prefeito de Tapurah Carlos Alberto Capeletti   É grave o quadro de saúde do prefeito de Tapurah (432 km de Cuiabá), Carlos Alberto Capeletti (PSD). Após piora, ele precisou ser intubado nesta quinta (4). Foi internado na terça (2), após testar positivo para Covid-19, em uma UTI no Hospital 13 de Maio, em...