ELEIÇÕES 2020

Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 11h:30 | Atualizado: 16/01/2020, 16h:57

EMPENHO CONTRA SELMA

Fávaro está queimado com agronegócio e setor não sabe em quem votar, diz Galvan

Vinícius Bruno

Ant�nio Galvan

Presidente da Aprosoja, o produtor rural Antônio Galvan durante coletiva à imprensa, na manhã desta quinta (16), na sede da associação, em Cuiabá

O presidente da Aprosoja Antônio Galvan avalia que o agronegócio está dividido em relação ao nome que deverá apoiar para a eleição suplementar do Senado. Ele pondera que o 3º colocado nas eleições 2018, o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), está “queimado” entre os produtores rurais, isso porque se empenhou, principalmente na seara judicial, pela cassação da senadora Selma Arruda (Pode), que atraiu votos em massa do setor.  

“Acredito que a eleição passada não serve de espelho para a que vai acontecer agora. Essa disputa que o Fávaro fez para tirar a Selma de todo jeito lá do Senado, queimou ele com o setor, porque o agronegócio votou bastante com a Selma, pelo histórico dela. Eu vejo isso com grande preocupação. Eu não repito os votos não”, diz Galvan em entrevista à imprensa na manhã desta quinta (16), na sede da Aprosoja, em Cuiabá.

 Galvan avalia que por questão de “ego”, os diversos candidatos que se apresentam para disputar a vaga no Senado vão acabar dividindo os votos do agronegócio. O presidente cita o caso de Nilson Leitão (PSDB), que apesar de não ser produtor rural foi defensor do setor enquanto deputado federal. Também cita o ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB), que é produtor.

O presidente avalia que até é possível um consenso, mas que é pouco provável. “Essa possibilidade existe e dificilmente vai conseguir colocar em uma mesa, diante de 5 candidatos do agronegócio, para a gente sair com um nome só, o que seria correto”.

Além dos nomes já citados, o agronegócio também conta com o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), que tem se colocado como virtual candidato, e mantém simpatia com nomes como do ex-deputado federal Victório Galli (Pode) e do federal José Medeiros (Pode), que apesar de não serem ligados diretamente ao agronegócio, são defensores de pautas de interesse do campo.

Galvan inclusive se coloca como um nome à disposição do PDT, ao qual é filiado, para disputar as eleições ao Senado, mas sabe, que a predileção da sigla se dá em torno de Pivetta.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • ILDO DA SILVA | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 07h29
    1
    1

    Meu caro Presidente, primeiramente o Setor nao vota em ninguem, e depois os eleitores sao inteligentes, pois sabem que o unico meio de se sentirem representados e atraves do voto, com certeza irao votar com consciencia e nao alguem que represente algum setor, inclusive o setor que o Sr representa, ja tem um monte de beneficios fiscais concedido pelo governo Estadual e Federal.

  • paulo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h29
    9
    0

    Por conta dessas ienas os plantadores menores estão se enforcando e falindo, só querem mamatas, ajudam maia duzia de poiiticos e conseguem ficar nesse paraíso, mato grosso esta cagando para vocês .

  • paulo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h26
    5
    0

    esses plantadores de mandiocas só querem mamatas, não pagam impostos devidos, são beneficiados por que retornam para maia duzia e ainda querem mais mamatas......

  • Professora Silmara | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h12
    1
    7

    Vou votar no Elizeu Nascimento gente do povo, que conhece a nossa realidade.

  • pedro Souza | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 14h21
    12
    1

    Ja disseram, Nilson leitão, Piveta, medeiros e Gali se forem eleitos irão trabalhar apenas pelo agro e não pelo povo. Vamos eleger um que seja do povo.

  • Aldo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 12h50
    11
    0

    O agronegócio de Mato Grosso nunca pensa na população e no estado quando se fala de política, só pensam em eleger alguém que vai defender seus interesses. Cada vez mais querem incentivos fiscais e não pagar nada de impostos. Lamentável isso!

  • Davi | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 12h01
    14
    1

    Selma não foi eleita pelo agro e o povo está cansado dessa gente que só pensa em incentivos fiscais para os exportadores, enquanto os pequenos e médios agricultores, pecuaristas, comerciantes sangram para sustentar o Estado.

Joelson e as traições política e familiar

joelson 400   Dos 23 vereadores pela Capital que vão à reeleição, o que mais deve enfrentar dificuldades para obter êxito nas urnas é o sargento Joelson (foto), que aproveitou a janela de março e trocou o PSC pelo Solidariedade. Primeiro, por causa da atuação pífia. Trata-se de um...

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.