ELEIÇÕES 2020

Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 11h:30 | Atualizado: 16/01/2020, 16h:57

EMPENHO CONTRA SELMA

Fávaro está queimado com agronegócio e setor não sabe em quem votar, diz Galvan

Vinícius Bruno

Ant�nio Galvan

Presidente da Aprosoja, o produtor rural Antônio Galvan durante coletiva à imprensa, na manhã desta quinta (16), na sede da associação, em Cuiabá

O presidente da Aprosoja Antônio Galvan avalia que o agronegócio está dividido em relação ao nome que deverá apoiar para a eleição suplementar do Senado. Ele pondera que o 3º colocado nas eleições 2018, o ex-vice-governador Carlos Fávaro (PSD), está “queimado” entre os produtores rurais, isso porque se empenhou, principalmente na seara judicial, pela cassação da senadora Selma Arruda (Pode), que atraiu votos em massa do setor.  

“Acredito que a eleição passada não serve de espelho para a que vai acontecer agora. Essa disputa que o Fávaro fez para tirar a Selma de todo jeito lá do Senado, queimou ele com o setor, porque o agronegócio votou bastante com a Selma, pelo histórico dela. Eu vejo isso com grande preocupação. Eu não repito os votos não”, diz Galvan em entrevista à imprensa na manhã desta quinta (16), na sede da Aprosoja, em Cuiabá.

 Galvan avalia que por questão de “ego”, os diversos candidatos que se apresentam para disputar a vaga no Senado vão acabar dividindo os votos do agronegócio. O presidente cita o caso de Nilson Leitão (PSDB), que apesar de não ser produtor rural foi defensor do setor enquanto deputado federal. Também cita o ex-deputado federal Adilton Sachetti (PRB), que é produtor.

O presidente avalia que até é possível um consenso, mas que é pouco provável. “Essa possibilidade existe e dificilmente vai conseguir colocar em uma mesa, diante de 5 candidatos do agronegócio, para a gente sair com um nome só, o que seria correto”.

Além dos nomes já citados, o agronegócio também conta com o vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), que tem se colocado como virtual candidato, e mantém simpatia com nomes como do ex-deputado federal Victório Galli (Pode) e do federal José Medeiros (Pode), que apesar de não serem ligados diretamente ao agronegócio, são defensores de pautas de interesse do campo.

Galvan inclusive se coloca como um nome à disposição do PDT, ao qual é filiado, para disputar as eleições ao Senado, mas sabe, que a predileção da sigla se dá em torno de Pivetta.

Postar um novo comentário

Comentários (7)

  • ILDO DA SILVA | Sexta-Feira, 17 de Janeiro de 2020, 07h29
    1
    1

    Meu caro Presidente, primeiramente o Setor nao vota em ninguem, e depois os eleitores sao inteligentes, pois sabem que o unico meio de se sentirem representados e atraves do voto, com certeza irao votar com consciencia e nao alguem que represente algum setor, inclusive o setor que o Sr representa, ja tem um monte de beneficios fiscais concedido pelo governo Estadual e Federal.

  • paulo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h29
    9
    0

    Por conta dessas ienas os plantadores menores estão se enforcando e falindo, só querem mamatas, ajudam maia duzia de poiiticos e conseguem ficar nesse paraíso, mato grosso esta cagando para vocês .

  • paulo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h26
    5
    0

    esses plantadores de mandiocas só querem mamatas, não pagam impostos devidos, são beneficiados por que retornam para maia duzia e ainda querem mais mamatas......

  • Professora Silmara | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 17h12
    1
    7

    Vou votar no Elizeu Nascimento gente do povo, que conhece a nossa realidade.

  • pedro Souza | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 14h21
    12
    1

    Ja disseram, Nilson leitão, Piveta, medeiros e Gali se forem eleitos irão trabalhar apenas pelo agro e não pelo povo. Vamos eleger um que seja do povo.

  • Aldo | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 12h50
    11
    0

    O agronegócio de Mato Grosso nunca pensa na população e no estado quando se fala de política, só pensam em eleger alguém que vai defender seus interesses. Cada vez mais querem incentivos fiscais e não pagar nada de impostos. Lamentável isso!

  • Davi | Quinta-Feira, 16 de Janeiro de 2020, 12h01
    14
    1

    Selma não foi eleita pelo agro e o povo está cansado dessa gente que só pensa em incentivos fiscais para os exportadores, enquanto os pequenos e médios agricultores, pecuaristas, comerciantes sangram para sustentar o Estado.

Matéria(s) relacionada(s):

França, convite do Pode e suspense

roberto franca 400 curtinha   Roberto França (foto), que exerceu vários mandatos eletivos, entre eles de vereador e de prefeito de Cuiabá, ficou empolgado com o convite para se filiar ao Podemos, inclusive com abertura para concorrer novamente ao Palácio Alencastro. Para evitar conflitos, antes de fazê-lo, o...

Neurilan critica Pivetta e faz campanha

otaviano pivetta 400 curtinha   Em discurso em Tangará da Serra, num evento promovido pela AMM que serviu de palanque eleitoral, Neurilan Fraga disparou críticas ao vice-governador Pivetta (foto), que também pretende concorrer ao Senado. Disse que Pivetta não aceita nem discutir o valor repassado hoje aos...

Evento da AMM para pré-candidatura

neurilan fraga 400   Neurilan Fraga (foto), que aproveita o trunfo de presidente da AMM para tentar projeção política, insiste na pré-candidatura ao Senado, mesmo com a filiação oficial ao PL fora do prazo exigido pela legislação, o que ensejará no indeferimento do registro. E...

Selma, carreata e "ciúmes políticos"

selma arruda 400 curtinha   Quem vê Selma Arruda (foto), senadora cassada por crimes eleitorais, e o ex-senador e federal José Medeiros afinados no Podemos, nem imagina que no pleito de 2018 ela optou por distanciá-lo motivada simplesmente por "ciúmes políticos". Selma carregava o slogan de "Senadora de Bolsonaro"....

Reunião pra debater viabilidade do VLT

wellington 400 curtinha   Após participar de uma reunião na Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, o senador Wellington (foto) revelou que no próxmo dia 10 vai ser realizado encontro com o secretário José Carlos Medalia e com integrantes do Governo de MT para discutir a viabilidade do VLT, cujas obras...

Estado reduz número de homicídios

alexandre bustamante curtinha 400   O secretário Alexandre Bustamante (foto), de Segurança Pública, está comemorando a redução do número de crimes em MT.  O Estado fechou 2019 com a menor taxa de homicídios dos últimos 10 anos. Nos 12 meses do ano passado foram contabilizados...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Sobre a senadora Selma Arruda, que teve mandato cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico, você acha que ela foi...

ingênua

corrupta

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.