ELEIÇÕES 2020

Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 07h:53 | Atualizado: 29/10/2020, 11h:12

"E VAMOS À LUTA"

Julier entra com ação contra Abílio por violar direitos autorais de Gonzaguinha

selo elei�es 2020

A chapa do candidato a prefeito de Cuiabá Julier Sebastião (PT) entrou com uma representação contra os também candidatos Abílio Júnior (Pode) e Felipe Wellaton (Cidadania) pelo uso ilegal da música “E vamos à luta”. O caso ganhou repercussão nacional ontem (28) quando um dos filhos do compositor falecido Gonzaguinha, autor da canção, denunciou o uso sem autorização.

O documento diz que Julier a candidata vice, Vera Bertoline (PT), foram "surpreendidos" na quarta (28) pela notícia, divulgada até mesmo pela mídia nacional, de que a música tinha sido utilizada ilegalmente. Ela também assina a ação. O fato foi denunciado por Daniel Gonzaga, filho do cantor, em sua conta no Twitter.

“Ou seja, é cristalino que os requeridos estão utilizando material autoral do cantor e compositor Gonzaguinha de forma ilegal, uma vez que não possuem autorização para tanto, violando, de forma clara, o disposto na legislação brasileira no que se refere aos direitos autorais”, diz o documento.

Reprodução

Professora Vera Bertoline e Julier Sebasti�o

A professora Vera Bertoline, candidata a vice-prefeita, e o candidato a prefeito Julier Sebastião, ambos do PT, entraram com ação no TRE-MT

O pedido diz que os candidatos estão “Portanto, Excelência, irresignados com às condutas irregulares cometidas” por Abílio e Wellaton e que “não resta outra alternativa aos requerentes, senão a propositura” da representação eleitoral.

Os advogados Cesar Henrique de Almeida Sampaio, Luis Felipe Sampaio Werner, Vivianne Taques de Oliveira Garibotti assinam a petição. Eles afirmam que há violação dos direitos autorais, que estão hoje com os herdeiros do compositor.

“Dessa forma, ainda que a discussão sobre violação de direitos autorais seja de competência da Justiça Comum, cabe à Justiça Eleitoral, no exercício de sua função reguladora da política brasileira, fiscalizar as propagandas políticas, coibindo qualquer tipo de abuso e/ou irregularidade cometidos durante sua veiculação”, afirma.

É pedida a suspensão da veiculação da propaganda com o jingle que utiliza a música de Gonzaguinha e a imposição de sanções. A música, porém, já foi tirada do ar pela própria campanha de Abílio depois da repercussão.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • Carlos Eduardo Fortes | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 11h03
    5
    3

    Doutor Julier, que papelão de Izabel. Já é uma vergonha você estar neste partido que foi e é um antro de ladroagem, agora vem processar o Abílio. Tenha um pouco de ética, isso é problema dos filhos de Gonzaguinha. Até que ponto você chegou. Deve ser as más companhia. Como diz o provérbio: Digas com quem anda que direi quem tu és!

  • César Fernandes | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 10h53
    2
    5

    O Brasil não precisa do PT... Mas também não precisa de um demagogo como o ABÍLIO

  • deovaldo | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 10h08
    6
    3

    Essa petezada sabe que não ganhará a eleição e querem ganhar algo para se sentirem vitorioso em alguma coisa,,,kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkbostaiada vão trabalhar

  • sandoval | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 09h52
    8
    3

    Ué! Agora o PT defende a propriedade dos outros?

  • Marco Antonio Moura | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 09h48
    3
    1

    Só um factóide. Meu partido deveria ficar em propostas para cudade de Cuiabá. Deixar as pendengas dos direitos autorais para família do cantor compositor. Lamentável perda de tempo

  • antonio da silva | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 09h35
    5
    2

    Por que o PT não processa o Lula

  • Paula Gomes | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 09h12
    3
    5

    No Brasil do PT não é seu, é nosso! Viva ao Comunismo!

  • Salomao | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 08h57
    9
    3

    Petezada vai trabalhar, deixa o dono da música resolver o problema.

  • Roberto Ferreira | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 08h56
    7
    9

    Meu Deus!!!! Como podem usar música dos outros em campanha eleitoral! Tem que cassar Abílio!!!!!

  • indignado | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 08h52
    1
    0

    indignado, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...