ELEIÇÕES 2020

Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 12h:10 | Atualizado: 29/10/2020, 19h:41

DEPOIMENTO NA TV

Servidor afirma que dinheiro recebido por Emanuel em vídeo era dívida de pesquisa

selo elei�es 2020

Entrando na reta final da campanha eleitoral, o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) aproveitou seu programa no horário gratuito de TV e rádio para falar sobre o Caso Paletó e afastamento de 4 secretários em sua gestão. É a primeira vez que o emedebista fala sobre os temas que municiam seus adversários desde o período pré-eleitoral.

O candidato à reeleição exibiu nesta quinta (29) o depoimento do então servidor do gabinete do ex-governador Silval Barbosa, Valdecir Cardoso, que foi o responsável por instalar a câmera que filmou deputados no Palácio Paiaguás.

Valdecir confirmou que o valor recebido por Emanuel – à época deputado estadual – era relativo a uma dívida que Sílvio Correa, então chefe de gabinete de Silval, tinha com o irmão de Emanuel, o empresário Marco Polo, “Popó”.

“Chegamos no Palácio cedo, antes do governador. O Sílvio sentou na sala dele e falou assim: ‘Negão, vai ter um almoço aí, foram chamados vários deputados. Aqui tá a lista pra mim... pra você... quando estiver todos lá atrás e que eu pedir para você chamar, você chama um por um’”, recordou o servidor.

“Como eu tinha sido usado para centralizar a câmera, imaginei que seriam gravados todos que estavam lá atrás. Adentrei na sala do Sílvio e falei: ‘o Emanuel está aí e veio pela recepção. Ele quer falar com você sobre a dívida do Popó’”, emendou Valdecir.

Ele afirmou que, na ocasião, já tinha conhecimento sobre a dívida contraída por Sílvio com o irmão de Emanuel, bem como que o próprio Popó já havia lhe falado que pediria ao irmão para interceder junto a Silvio e ao governador.

Reprodução

Valdecir Cardoso

O candidato Emanuel Pinheiro mostrou em seu programa o depoimento do então servidor do gabinete do ex-governador Silval, Valdecir Cardoso

“Emanuel não estava na lista para ser gravado lá. Com Emanuel acho que foi injustiça. Eu ia fazer o que? Eu não podia tirar o Emanuel de lá, falar pra ele... falar nada. Porque empregado é empregado né. Quando eu vi o vídeo na televisão, em casa mesmo já falei pra minha esposa: ‘Emanuel não tem nada a ver com o pessoal que estava lá atrás’”, disse Valdecir.

Ainda no programa, o prefeito reiterou que foi ao Palácio naquela ocasião exatamente porque o gabinete do governador devia valores a seu irmão. “Ele [Popó] estava precisando, me pediu para ajudar a cobrar e eu concordei. Recebi apenas parte da dívida em dinheiro. O resto do pagamento seria feito em três cheques, que depois foram devolvidos porque estavam sem fundo”.

Emanuel afirmou que os fatos estão devidamente documentados no processo da Justiça Federal e confirmados, inclusive, pelo próprio delegado da Polícia Federal no inquérito policial.

O prefeito lembra que não se manifestou sobre os fatos anteriormente, uma vez que o inquérito corria em sigilo de justiça. Desta forma, ele não devia e não podia falar. “Mas a última decisão do juiz federal liberou para que eu pudesse me expressar. Desde então, tenho falado no assunto com tranquilidade, inclusive pela imprensa. Os cuiabanos que conhecem minha trajetória de mais de 30 anos de vida pública sabem quem sou, onde vivo e como vivo. As imagens são fortes e peço desculpas por elas. Mas esse incidente ficou no passado”.

“Na prefeitura, a gente tem trabalhado muito e feito grandes obras, com total transparência. Nenhuma dessas obras teve qualquer tipo de questionamento. Quando houve problemas com auxiliares, como acontece em qualquer gestão, eu os afastei imediatamente. Cuiabá segue com um modelo de gestão que prioriza quem mais precisa, os mais carentes”, concluiu.

Emanuel encabeça a coligação “A Mudança Merece Continuar”, composta por 11 partidos - MDB, PP, PV, PSDB, Republicanos, PL, PTC, PCdoB, PMB, PTB e Solidariedade - e tem como candidato a vice-prefeito, José Roberto Stopa (PV) (Com Assessoria).

Postar um novo comentário

Comentários (29)

  • Eduardo Alvarenga | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 11h47
    2
    5

    Muito boa essa, "Emanuel não tem nada a ver com o pessoal que estava lá atrás", ou seja, os outros eram, mas o Emanuel não. Me engana que eu gosto.

  • Rodrigocpa | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 10h38
    6
    1

    Discordo do Helder. Pela logica dele entao todo gestor iria ser reeleito. Nao é assim, vide Rio de Janeiro, Porto Alegre e outros inúmeros casos. Se o gestor nao for capaz, a gestao sera ruim inevitavelmente. Gestao publica boa Cuiabá experimentou nos últimos 4 anos, cabe ao eleitor decidir....

  • Helder Santos | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 08h18
    10
    0

    Thelmo Alberto, qual politico que quer reeleição a prefeito ou um cargo de maior expressão como a de governador nãovai fazer uma boa gestão? Isso é óbvio, todos fazem isso. Ou você acha que MM foi eleito governador só porque é um grande empresário? teu comentário perde a razão ao defender uma Ex-juiza, que foi cassada por Caixa 2 e ao generalizar todo STF e Poder judiciário, por conta de uma minoria. As pessoas tem que parar de ser hipócritas, moralistas por conveniência.

  • Jedae | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 08h11
    0
    1

    Jedae, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Eleitor Atento | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 07h10
    8
    10

    Deixa o homem trabalhar

  • Thelmo Alberto | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 02h14
    3
    7

    Infelizmente alguns tem opiniões que não condis com a situação e todo politico é sábio, quem não é somos nós a população que sempre quando faz algo que agrada, esquece os corruptos, fez uma administração boa já pensando na reeleição, isso todos fazem para enganar, veja todas os candidatos que foram reeleitos e depois o que fizeram, tudo isso é pensado e nós só vamos pensar em quem votar quando tem eleição e ai já é tarde demais, e justiça aqui no Brasil é para quem tem dinheiro, veja o congresso e o que fizeram com a Selma eleita Senadora, e quantos tem lá no Senado que são intactos perante e justiça, e outra coisa o Vereador Mizael ai, más isso não prova nada né.

  • Vidal | Sexta-Feira, 30 de Outubro de 2020, 00h30
    0
    1

    Vidal, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Rodrigo Dias | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 23h19
    10
    6

    Meu amigos, todo dinheiro que vc recebe vc questiona de onde veio? O cara estava devendo, ha muito tempo, e se propos a pagar em dinheiro, qual o problema de receber em dinheiro ja que as notas fiscais foram apresentadas e recolhido o imposto. Entao parem de conversa fiada e de hipocrisia. A populacao ira julgar a gestao, e com sabedoria escolhera o melhor gestor para a cidade. O resto é mimimi....

  • CANHÃE | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 21h52
    0
    2

    CANHÃE, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Cuiabano | Quinta-Feira, 29 de Outubro de 2020, 20h13
    13
    4

    "opa, entrei numa fila aqui e peguei 50K num escritório que tavam pagando propina, mas pra mim não era propina não hein?" Ahh conta outra pow...

Deputado ajudou a enterrar Binotti

neri 400 curtinha   O deputado federal Neri Geller (foto), que se acha um grande líder político, ajudou a enterrar nas urnas o projeto de reeleição do prefeito Luiz Binotti (PSD), derrotado à reeleição. Perdeu para o ex-vice-prefeito Miguel Vaz (Cidadania), que contou com apoio do ex-prefeito e atual...

Euclides "torra" R$ 8 mi na campanha

euclides ribeiro 400 curtinha   O advogado milionário Euclides Ribeiro (foto), que tem na carteira de clientes grandes produtores rurais, registra R$ 8,2 milhões de receitas e despesas de campanha ao Senado. Concorrendo pelo Avante, Euclides só chegou a 58.455 votos. Ficou em nono lugar, à frente apenas de Reinaldo...

Fávaro é quem mais gastou ao Senado

carlos favaro 400 curtinha   O senador reeleito Carlos Fávaro (foto) foi o que mais gastou na campanha. Oficialmente, arrecadou R$ 11,7 milhões. As maiores contribuições financeiras vieram de empresários do agronegócio. Orcival Guimarães, dono de rede de empresas de implementos agrícolas, doou...

Beto deve repensar projeto a federal

beto farias 400 curtinha   A derrota nas urnas do seu afilhado político, vice-prefeito Wellington Marcos (DEM), que tentou o Executivo de Barra do Garças e ficou em segundo lugar, obtendo somente metade dos votos em relação aos atribuídos ao eleito Adilson Gonçalves, pode levar o prefeito Beto Farias (foto)...

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...