ELEIÇÕES 2020

Quarta-Feira, 16 de Dezembro de 2020, 09h:29 | Atualizado: 16/12/2020, 18h:32

PRESTAÇÃO DE CONTAS

Vaz gasta R$ 1,8 mi, paga diárias em hotel de Pivetta e declara doações do Agro

O prefeito eleito de Lucas do Rio Verde, Miguel Vaz (Cidadania), declarou R$ 1,8 milhão gastos em sua campanha vitoriosa. Vaz fez a entrega final da prestação de contas em 13 de dezembro e deve tomar posse em 1º de janeiro. Entre as contratações declaradas pela campanha estão despesas com hospedagem no Terras Hotel Ltda, de propriedade da filha do vice-governador Otaviano Pivetta, Francieli Fatima Pivetta.

Reprodução

Otaviano Pivetta e Miguel Vaz

Pivetta e Vaz fazem cerimônia de transferência do cargo de prefeito em 2013 em Lucas

Vaz utilizou apenas recursos próprios e doações de pessoas físicas na campanha, tendo arrecadado R$ 1,8 milhão, dinheiro suficiente para quitar todas as contratações. O maior doador foi Nilton Jose Dal Bem, diretor da Fiagril, empresa do agronegócio fundada pelo ex-prefeito da cidade Marino Franz. Nilton colocou R$ 275 mil na candidatura.

O próprio Vaz investiu R$ 250 mil em sua campanha, de acordo com a declaração, sendo o segundo maior doador. Entre os cinco maiores valores ainda constam o agricultor e fundador do Luverdense Esporte Clube, Helmute Augusto Lawisch, que doou R$ 210 mil; o sojicultor Hilario Renato Piccini, com R$ 150 mil; e o sócio da Vipagro Ltda e outras empresas do agronegócio Leandro Esteves Westphal, que investiu outros R$ 150 mil.

No hotel de Pivetta, a campanha de Vaz declarou que gastou R$ 4,5 mil em diárias. Os maiores gastos foram com serviços de marketing e publicidade fornecidos pela KGM Assessoria Institucional Ltda, do jornalista e empresário Kleber Lima: R$ 400 mil. A empresa foi responsável por produzir os programas de rádio, televisão e vídeo da campanha. Também foram gastos R$ 154 mil com locação de tendas, adesivos, bandeiras, lonas e outros materiais para a campanha de rua fornecidos pela empresa Joceley Da Silva Vieira Eireli.

Gastos com honorários advocatícios pagos ao escritório Cyrineu e Silva Advocacia S/S representaram 5,5% dos gastos de campanha, ficando em R$ 100 mil. O valor é próximo ao que foi pago à Grafica Igrapel Ltda, que recebeu R$ 93,6 mil pela impressão de materiais de campanha.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Limpeza e obras no entorno da Arena 

Beto 2x1 400 curtinha   Apesar da Arena Pantanal ser um cartão postal do Estado, o entorno do estádio vive situação crítica com lixo nas ruas, episódios de esgoto à céu aberto e matagal. O secretário estadual de Esporte e Cultura, Beto 2 a 1 (foto), em visita ao Rdnews, assegura que os...

VI de R$ 18 mil garantida na Câmara

A verba indenizatória de R$ 18 mil para os vereadores da Câmara de Cuiabá está garantida, pelo menos por enquanto. Depois de diversas ações judiciais, derrubando a alta indenização por gastos do mandato, os vereadores implantaram o benefício novamente em dezembro. O Ministério Público entrou com nova ação para declarar a verba inconstitucional. Um dos problemas é a falta de prestação...

Efeito-Covid adia vinda de Michelle

michelle bolsonaro A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro, e a secretária da Mulher, Luciana Zamproni, resolveram transferir para abril a agenda de 11 de março que teria como convidada a secretária nacional de Mulheres, do Ministério dos Direitos Humanos, Cristiane Britto e a primeira-dama do Brasil Michelle...

Governador entre a cruz e a espada

mauro mendes curtinha   Às vésperas da pandemia completar 1 ano em MT, o Estado vive o seu pior momento e o governador Mauro Mendes (foto) enfrenta uma verdadeira prova de fogo: liderar ações coordenadas em todo o território mato-grossense para evitar que o Estado viva cenas parecidas com as de Manaus e de Estados...

Câmara volta a realizar 2 sessões

juca 400 curtinha   A Câmara de Cuiabá, sob a presidência do vereador Juca do Guaraná Filho (foto), volta a realizar duas sessões semanais, nas terças e quintas. Por conta da pandemia, as sessões serão remotas. A resolução foi aprovada por unanimidade pelos parlamentares que vinham...

Coronel linha dura morre ao 91 anos

Coronel Abid 400   Morreu   em Campo Grande (MS), aos 91 anos,  o coronel da PM aposentado Adib Massad (foto), considerado  um dos principais nomes  da Segurança Pública de Mato Grosso na década de 1970. À época, ainda com a patente de  tenente, foi comandante regional...