HENRY NA BRONCA

"Eu não converso com Julier, Avelar e Taques porque são 3 psicopatas"

Deputado federal Pedro Henry   O deputado federal licenciado Pedro Henry (PP) é taxativo ao afirmar que não vai se calar sobre o que chama de formação de quadrilha entre o juiz Julier Sebastião da Silva, o procurador da República Mário Lucio Avelar e o ex-procurador da República Pedro Taques (PDT). Como pré-candidato à reeleição, afirma que devido ao apoio de Taques a Mauro Mendes (PSB), não vai abrir espaço para conversas com o candidato socialista. Mendes está em pré-campanha e saiu em defesa do pré-candidato pedetista ao Senado diante das declarações de Henry.  

   O parlamentar progressista se diz disposto a denunciar Julier, Avelar e Taques até por formação de quadrilha. Em visita ao RDNews, ele diz acreditar num esquema que visa "tomar o poder político". "Eles querem colocar um plano em ação. Já formaram um projeto político e o plano deles é derrubar para tomar o poder usando a toga de magistrado”, afirma. Henry lembrou da vontade de Julier de se candidatar ao governo neste ano e, inclusive declarou à imprensa esse desejo. Contudo, o juiz federal teria desistido após constatar, por meio de pesquisa encomendada por ele mesmo, que estaria na lanterna diante dos demais pretensos candidatos. “Ele deu diversas entrevistas confirmado sua vontade e chegou a falar para mim, quando eu fui conversar com ele sobre um projeto para Cáceres. Para mim, ele é um louco. Mais que isso, é psicopata”, disparou Henry. Os adjetivos também são remetidos a Avelar e Taques. Segundo Henry, o plano de Julier, Avelar e Taques é dominar a política de Mato Grosso. “Taques quer integrar o Senado e Julier quer se candidatar à Prefeitura de Cuiabá nas eleições de 2012”, avalia. “Tudo faz parte de um esquema perverso que tenta estraçalhar a credibilidade das pessoas para alcançar o poder político”, acrescenta.

   O parlamentar diz que já organizando as informações sobre o tal esquema para levar a denúncia ao Conselho Nacional de Justiça, Conselho Nacional do Ministério Público, chefia da Polícia Federal e até ao Judiciário. Ele tem procurado apoio para formalizar representações. Para isso, Henry já teria falado com o ex-governador Blairo Maggi (PR), governador Silval Barbosa (PMDB), deputado federal Carlos Abicalil (PT) e até mesmo com os Wilson Santos (PSDB) e Jayme Campos (DEM). “Eles disseram que após ver a representação vão assiná-la também, mas se eles não fizerem eu faço. Eu não vou me calar diante de toda a paranóia dos três falsos paladinos da moralidade”, acusa Henry.

   Ele pretende também mover uma ação contra Taques. “O que ele está fazendo é crime eleitoral, é propaganda antecipada. Além disso, eu gostaria de vê-los abrindo suas ligações telefônicas. Dele e do Julier. Tenho certeza que eles trocam figurinhas a todo momento e não venham me dizer que isso não está errado e que não é esquema”, salientou. Henry disse ainda que gostaria de ver a Polícia Federal conferindo os investimentos do promotor Mário Lúcio Avelar. “O prejuízo que estes homens têm dado ao Estado é uma verdadeira pirotecnia. Operação Pacenas e esta Operação Jurupari também faz parte do plano desses malucos”. Ainda pontuou que Julier coagiu um servidor para que os pedidos de prisão fossem distribuídos a ele. “Isto não é coisa que um juiz faça, mas ele usa a sua toga para agir como bem entende”, denuncia.

  O progressista também classifica como absurdo a prisão de Janete Riva, esposa do deputado José Riva e também coordenadora da Sala da Mulher na Assembleia. “Ela é uma mãe de família que se dedica a ajudar pessoas. Não tem indícios contundentes contra ela”, defendeu. Sobre a Operação Jurupari, deflagrada no último dia 21, ele também intenciona impulsionar denúncias contra arbitrariedades ocorridas. “Estão execrando pessoas. Rasparam o cabelo de algumas pessoas em Sinop, como se tivessem sido condenados e isso é abuso de poder”.

 Deputado mostra documento que revela decisão sob viés político do magistrado

  Pedro Henry chegou à redação com um documento em mãos. Uma página da primeira decisão que determinou a prisão de 91 pessoas pela Polícia Federal. Conforme o deputado, a página 787 do inquérito revela a intenção do juiz Julier Sebastião em avaliar rapidamente ou assinar decisões que envolvam apenas políticos. Segundo o parlamentar, a folha teria sido liberada à imprensa, sem querer, por Julier com um comentário suspeito. "Se não tiver político, não precisa analisar. Ver apenas se era de Arcanjo", diz trecho. Sobre a observação do juiz, o deputado faz um contraponto contundente: "Para mim, isso mais que esclarece as verdadeiras intenções do juiz. Ele quer promover uma devassa, mas só lhe interessa se for contra políticos", diz Henry.


Texto do inquérito traz, inicialmente, comentário do juiz sobre prioridades na investigação contra políticos

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...

Beto vê aliado como mais preparado

wellington marcos 400   O prefeito de Barra do Garças, Beto Farias (MDB), tem sido um cabo eleitoral fundamental para o candidato à sucessão municipal, advogado e atual vice-prefeito Wellington Marcos (foto), do DEM. Beto, que está concluindo o segundo mandato consecutivo com 80% de aprovação popular,...

Produtores e a unificação de eleições

antonio galvan 400 curtinha   Mato Grosso pode ter três eleições no mesmo dia, 15 de novembro. Isso porque, além das municipais e a suplementar ao Senado, alguns produtores rurais se movimentam para que a escolha do novo presidente da Aprosoja também seja na mesma data das eleitorais. Inicialmente, o pleito da...