HORÁRIO ELEITORAL

Mendes cita Riva e Bezerra para atacar Silval; Wilson faz críticas

   O empresário Mauro Mendes (PSB) aproveitou o programa eleitoral desta segunda (30) para atacar o governador Silval Barbosa (PMDB) que, segundo ele, integra a ala de pessoas que fizeram da política uma carreira. Com intuito de “alfinetar” o peemedebista, Mendes frisou que Silval e o ex-deputado José Riva (PP), cassado por compra de votos, fizeram dobradinha duas vezes na Mesa Diretora da Assembleia, entre 1998 e 2002, quando o peemedebista foi eleito e reeleito deputado estadual. Neste período, ele foi primeiro secretário, enquanto Riva presidiu a Casa. Na sequência eles trocaram de cargo. “Silval está na política há 15 anos. Ele representa a longa história do deputado federal Carlos Bezerra. Chega desse povo aí. Tem que haver renovação”, diz Mendes num trecho do programa.

   Além de alfinetar Silval, o empresário utilizou depoimentos de populares que o credenciam para ser o novo comandante do Paiaguás. Depois voltou a se comprometer em gerar empregos, além de construir cinco hospitais regionais e uma outra unidade na Capital com 250 leitos e 30 UTIs. Tentou vincular seu nome ao da presidenciável Dilma Rousseff, veiculando trechos de uma reportagem onde aparece recebendo a petista no aeroporto internacional Marechal Rondon. O final do programa do socialista ficou “em branco” devido à condenação da Justiça Eleitoral, que puniu o socialista.

   Já o tucano Wilson Santos (PSDB) e Silval focaram seu marketing na impessoalidade e emoção. Ambos trouxeram depoimentos de populares, que choraram por gratidão ou desespero diante de problemas não solucionados. O tucano, que tem concentrado seus programas para falar de propostas voltadas à saúde, utilizou um depoimento de uma moradora de Nova Xavantina para demonstrar o caos vivido pelo setor em todo o Estado e o dos mato-grossenses que ficam sem atendimento. “Isso precisa mudar. Por causa da falta de hospitais, as pessoas procuram atendimento em Cuiabá e há uma superlotação”, argumenta o tucano. Logo em seguida, se comprometeu em melhorar o atendimento de forma regional, como fez em Cuiabá.

   Para demonstrar seu comprometimento com o setor, ele lembrou ter construído a policlínica do Pedra 90, além de reformar outras cinco e o Hospital Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá. Enfatizou também que dobrou o número de unidades do PSFs na Capital. Após enaltecer seus feitos, o tucano apresentou algumas de suas propostas para a área. Entre suas prioridades está a construção de seis novos hospitais regionais, capacitação dos profissionais da saúde e ampliação do número de PSFs no Estado. Segundo o ex-prefeito, para cada unidade nova de saúde são necessários R$ 12 milhões. Assim, para construir todos os novos hospitais, segundo ele, seriam necessários R$ 72 milhões. O dinheiro necessário para as obras seria viabilizado por meio do corte de gastos de alguns setores como o de propaganda, além da destinação correta dos recursos voltados ao setor. “ Este atual governo deixou de aplicar R$ 55 milhões por ano. Se eleito, este dinheiro irá para o destino correto”, ponderou Silval.

   Silval Barbosa, por sua vez, fez um programa eleitoral “ligth”, buscando emocionar os mais de dois milhões de eleitores. Frisou que até o final do ano o Estado vai entregar 80 mil casas populares e, embalado por uma trilha melódica, Silval conversou com Cícero Gomes, um dos mato-grossenses contemplados com um lar. Durante a “prosa”, ambos ficaram com os olhos marejados. Mostrou também depoimentos de pessoas beneficiadas pelo projeto “Nossa Terra, Nossa Gente”, voltado à agricultura familiar.

   Além de explorar o lado emocional, Silval voltou a reprisar depoimentos dos apoios do presidente Lula e da candidata à sucessão dele, Dilma Roussef. Já o candidato Marcos Magno (PSol) abriu a propaganda eleitoral desta segunda e mais uma vez reprisou seu vídeo, que é veiculado desde 18 de agosto, quando os pretensos candidatos ao governo apareceram pela primeira vez TV e Rádio.

Doação à campanha a pedido de Jayme

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto) não tirou um centavo do bolso para colocar na campanha de Kalil Baracat, mas é o responsável pela entrada de praticamente a metade dos R$ 1,4 milhão doados ao candidato do MDB à Prefeitura de Várzea Grande. Graças à...

Ex-senadora ajuda a afundar Reinaldo

selma arruda 400   Mesmo entregue ao ostracismo político, após ser cassada neste ano da cadeira de senadora por crimes eleitorais, como caixa 2, Selma Arruda (foto) ainda acha que consegue "arrebanhar" eleitores. E foi pensando nisso que ela apareceu no curto tempo do horário eleitoral de Reinaldo Morais para pedir voto ao...

Taques agora na lista de ficha-suja

pedro taques 400 curtinha   O ex-senador e ex-governador Pedro Taques (foto) entra na lista dos fichas-sujas. Ele se inscreveu para concorrer ao Senado pelo SD, mas teve registro indeferido pelo TRE devido a uma condenação aplicada pelo próprio Tribunal pelo uso eleitoreiro da Caravana da Transformação...

Briga eleitoral de parentes em General

renato vilela 400 general carneiro   A briga política, jurídica e eleitoral na pequena General Carneiro, de 14 mil habitantes, está acirrada e envolve, em palanques diferentes, grupos com vínculos familiares. São dois na disputa pela prefeitura. A ex-prefeita Magali Vilela desistiu de tentar de novo o teste das...

Ataques a EP e o revide dos amigos

fabinho 400 curtinha   O empresário Fábio Martins Defanti, o Fabinho Promoções (foto), que em 2016 disputou para vereador e perdeu, está sendo bombardeado de críticas em grupos de WhatsApp, inclusive pelos próprios amigos, por causa de comentários, gravados em dois vídeos, com um...

Luizão e 10 promessas em cartório

luizao 400   O empresário Luizão (foto), candidato a prefeito de Rondonópolis pelo Republicanos, registrou em cartório 10 comprimissos de gestão, garantindo, em caso de eleito, executá-los logo no primeiro mês de mandato. O primeiro deles é de zerar a fila de consultas, exames e cirurgias. E...