HORÁRIO ELEITORAL

Mendes cita Riva e Bezerra para atacar Silval; Wilson faz críticas

   O empresário Mauro Mendes (PSB) aproveitou o programa eleitoral desta segunda (30) para atacar o governador Silval Barbosa (PMDB) que, segundo ele, integra a ala de pessoas que fizeram da política uma carreira. Com intuito de “alfinetar” o peemedebista, Mendes frisou que Silval e o ex-deputado José Riva (PP), cassado por compra de votos, fizeram dobradinha duas vezes na Mesa Diretora da Assembleia, entre 1998 e 2002, quando o peemedebista foi eleito e reeleito deputado estadual. Neste período, ele foi primeiro secretário, enquanto Riva presidiu a Casa. Na sequência eles trocaram de cargo. “Silval está na política há 15 anos. Ele representa a longa história do deputado federal Carlos Bezerra. Chega desse povo aí. Tem que haver renovação”, diz Mendes num trecho do programa.

   Além de alfinetar Silval, o empresário utilizou depoimentos de populares que o credenciam para ser o novo comandante do Paiaguás. Depois voltou a se comprometer em gerar empregos, além de construir cinco hospitais regionais e uma outra unidade na Capital com 250 leitos e 30 UTIs. Tentou vincular seu nome ao da presidenciável Dilma Rousseff, veiculando trechos de uma reportagem onde aparece recebendo a petista no aeroporto internacional Marechal Rondon. O final do programa do socialista ficou “em branco” devido à condenação da Justiça Eleitoral, que puniu o socialista.

   Já o tucano Wilson Santos (PSDB) e Silval focaram seu marketing na impessoalidade e emoção. Ambos trouxeram depoimentos de populares, que choraram por gratidão ou desespero diante de problemas não solucionados. O tucano, que tem concentrado seus programas para falar de propostas voltadas à saúde, utilizou um depoimento de uma moradora de Nova Xavantina para demonstrar o caos vivido pelo setor em todo o Estado e o dos mato-grossenses que ficam sem atendimento. “Isso precisa mudar. Por causa da falta de hospitais, as pessoas procuram atendimento em Cuiabá e há uma superlotação”, argumenta o tucano. Logo em seguida, se comprometeu em melhorar o atendimento de forma regional, como fez em Cuiabá.

   Para demonstrar seu comprometimento com o setor, ele lembrou ter construído a policlínica do Pedra 90, além de reformar outras cinco e o Hospital Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá. Enfatizou também que dobrou o número de unidades do PSFs na Capital. Após enaltecer seus feitos, o tucano apresentou algumas de suas propostas para a área. Entre suas prioridades está a construção de seis novos hospitais regionais, capacitação dos profissionais da saúde e ampliação do número de PSFs no Estado. Segundo o ex-prefeito, para cada unidade nova de saúde são necessários R$ 12 milhões. Assim, para construir todos os novos hospitais, segundo ele, seriam necessários R$ 72 milhões. O dinheiro necessário para as obras seria viabilizado por meio do corte de gastos de alguns setores como o de propaganda, além da destinação correta dos recursos voltados ao setor. “ Este atual governo deixou de aplicar R$ 55 milhões por ano. Se eleito, este dinheiro irá para o destino correto”, ponderou Silval.

   Silval Barbosa, por sua vez, fez um programa eleitoral “ligth”, buscando emocionar os mais de dois milhões de eleitores. Frisou que até o final do ano o Estado vai entregar 80 mil casas populares e, embalado por uma trilha melódica, Silval conversou com Cícero Gomes, um dos mato-grossenses contemplados com um lar. Durante a “prosa”, ambos ficaram com os olhos marejados. Mostrou também depoimentos de pessoas beneficiadas pelo projeto “Nossa Terra, Nossa Gente”, voltado à agricultura familiar.

   Além de explorar o lado emocional, Silval voltou a reprisar depoimentos dos apoios do presidente Lula e da candidata à sucessão dele, Dilma Roussef. Já o candidato Marcos Magno (PSol) abriu a propaganda eleitoral desta segunda e mais uma vez reprisou seu vídeo, que é veiculado desde 18 de agosto, quando os pretensos candidatos ao governo apareceram pela primeira vez TV e Rádio.

2 da AL em chapas distintas à AMM

nininho 400   Dois deputados estaduais estão divididos em chapas de honra da eleição da AMM, que acontece no próximo dia 15. O curioso é que Ondanir Bortolini, o Nininho (foto), filiado ao PSD e hoje presidente de honra da entidade comandada pelo segundo mandato consecutivo por Neurilan Fraga (PL), caiu fora da...

Trentini perde de novo para Pitucha

roland trentini 400 curtinha   Na queda-de-braço nos bastidores, o ex-prefeito por três mandatos de Alto Garças, Roland Trentini (foto), perdeu de novo para o rival político histórico, o também ex-prefeito Júnior Pitucha. Ambos, que já protagonizaram disputas acirradas, tensas e...

2 maiores líderes sob crise partidária

mauro mendes 400 curtinha   Os dois maiores chefes de Executivos em MT hoje enfrentam problemas partidários internamente. O governador Mauro Mendes (foto), mesmo sendo a principal estrela do DEM no Estado, não está confortável dentro do partido por causa de conflitos com os irmãos Júlio e Jayme Campos....

MM e deputados derrotados do MDB

carlos bezerra 400 curtinha   Por coincidência, deputados do MDB que tiveram seus candidatos derrotados nas urnas estão de afagos com o governador Mauro. E até convidaram-no para deixar o DEM e migrar para o MDB, numa articulação do cacicão do partido, o federal Carlos Bezerra (foto), que puxou a corda da...

Os Maia fincam força no Legislativo

silvio maia 400   O ex-prefeito por quatro vezes de Alto Araguaia, Maia Neto, perdeu nas urnas na majoritária, mas ganhou na proporcional. De um lado, a irmã Martha Maia, seu braço-direito durante todos os mandatos, foi derrotada à prefeita por Gustavo Melo, que se reelegeu. Por outro, Maia Neto viu dois dos seus...

Reeleito, Gustavo derruba o clã Maia

gustavo melo 400   O jovem prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), de 36 anos, manteve mesmo o "apertado" favoritismo, conforme mostrou na reta final a pesquisa do instituto Analisando, e derrotou o clã Maia. Venceu por 962 votos de diferença. Filiado ao PSB, Gustavo chegou a 4.805, enquanto Martha Maia (PP) registrou 3.840...