Emprego e concurso

Quarta-Feira, 29 de Janeiro de 2020, 11h:15 | Atualizado: 29/01/2020, 11h:25

OPORTUNIDADE

Ainda sem prazo, Prefeitura já elabora o edital do concurso para PS e São Benedito

concurso hospital municipal e são benedito

Há previsão de abertura de vagas no Hospital Municipal e Pronto-Socorro de Cuiabá e assim como no São Benedito

Sem prazo previsto, o concurso público para o novo Pronto-Socorro, no Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), deve demorar alguns meses para sair. Porém, segundo a Prefeitura de Cuiabá, o edital está em fase de elaboração e deve contemplar também o Hospital São Benedito. Ambas as unidades são administradas pela Empresa Cuiabana de Saúde Pública.

A realização do concurso também é acompanhada de perto pela Justiça. O processo está com a juíza Celia Viddoti, na Vara Especializada de Ação Civil Publica e Ação Popular, no Fórum de Cuiabá. Em fevereiro de 2019, época em que autorizou a abertura do HMC, a magistrada autorizou realização de seletivo para contratação de profissionais temporários e, mais tarde, o concurso.

A preocupação em prover os cargos de forma efetiva é do Ministério Público Estadual (MPE). Investigações dos promotores constataram “a prática de contratação direta, excepcional e precária” de profissionais em caráter temporário, sem justificativa plausível, na Empresa Cuiabana de Saúde Pública. A informação consta em segundo processo, também com Vidotti, que não tem novas decisões desde fevereiro de 2019.

Nessa última decisão, Vidotti determinou a realização do concurso público para cargos da Empresa Cuiabana. Mesmo sendo uma empresa, aponta a magistrada, ela deve seguir direito público “em relação à exigência de concurso para acesso aos cargos”. “Verifica-se, em relação à necessidade de ser realizado o concurso público e fazer cessar a contratação temporária irrestrita”, enfatiza.

Em terceiro processo, o juiz Bruno d’Oliveira Marques aponta possível prática de improbidade administrativa pela contratação excessiva de servidores temporários na Secretaria Municipal de Saúde (SMS), também já denunciado pelo MPE. O prefeito Emanuel Pinheiro e o secretário de saúde Huark Douglas chegaram a se tornar réus por não obedecer à decisão judicial. Bruno é colega de vara de Vidotti.

Mas, por meio de nota, a Prefeitura afirma que cumpriu o que a decisão judicial determinava – a realização do seletivo em setembro do ano passado. Informa também que os “profissionais contratados da SMS estão sendo substituídos gradativamente, mês a mês, por aqueles que passaram no seletivo”. O concurso determinado pela Justiça, porém, é previsto para a SMS como um todo.

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Carla Silva | Quarta-Feira, 29 de Janeiro de 2020, 22h26
    1
    0

    Não basta concurso tem que ensinar trabalhar respeutando pacientrs e ate colega de servico no hmc uma enfermeira raquel maria falta bater nos pacientes com mau humor e grosseria tempo todo e qua do colega dela foi falar pra nao maltratar a senhora ela quase partiu pra porrada chimgou a colega e saiu como se fosse dona do hospital

  • Edu | Quarta-Feira, 29 de Janeiro de 2020, 12h38
    5
    2

    Realmente a secretaria de saúde cabide de emprego da Base aliada de Vereadores do Prefeito Emanuel Pinheiro. Muitas pessoas passaram no processo seletivo mas não foram chamadas, estão com as vagas indicação dos vereadores seus cabo eleitorais visando as eleições para vereadores e prefeitos ou seja Famoso Foto de Cabresto, excesso de contratos irregulares cometendo improbidade administrativa.

Senadora, ataques e defesa de Galvan

selma arruda 400 curtinha   Selma Arruda, senadora cassada por crimes eleitorais, um deles caixa 2, escreveu artigo entitulado "MP x Aprosoja. Afinal, quem tem razão", especialmente para defender o aliado político Antonio Galvan, presidente da Aprosoja. Ao concordar com plantio de soja dentro de período proibido pela...

Deputado, carona e ainda se gabando

paulo araujo 400 curtinha   Considerado de baixo clero na Assembleia, o deputado Paulo Araújo (foto) agiu de carona e num oportunismo condenável acerca do decreto do governador Mauro Mendes da última quinta, quando resolveu relaxar as medidas restritivas em meio à pandemia do coronavírus e liberou o funcionamento...

Políticos querem suspender eleição

Cresce o movimento entre políticos para adiar as eleições municipais de outubro. O argumento utilizado é o impacto que o coronavírus terá na economia, saúde e vida das pessoas. Isso porque, neste ano, uma vacina não deve ficar disponível ao mercado e os prejuízos causados pela Covid-19 ainda estão só começando. Entre os políticos de MT que defendem adiar o pleito para 2022, quando a...

Ex-vereador, demagogia e contradição

everton pop 400   O ex-vereador por Cuiabá e apresentador de um programa popular de TV que leva o seu nome, Everton Pop (foto), gravou um vídeo em que critica o fato da Mesa Diretora da Câmara da Capital pagar os servidores todo dia 20, antecipando o salário em 10 dias do fechamento do mês. Pop só não...

Jayme é contra decreto do governador

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto), que já foi governador e prefeito, engrossa a lista dos que defendem isolamento social mais rigoroso neste momento. A postura vai na contramão do correligionário Mauro Mendes. O governador editou decreto que prevê a abertura de shoppings e comércio, desde...

EP e 2 medidas junto à Águas Cuiabá

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) impôs duas medidas à concessionária Águas de Cuiabá. A empresa está proibida de cortar a água de inadimplentes e não terá direito a um aumento de 6%, aprovado pela Arsec. As medidas, segundo o prefeito, são...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.