ENTREVISTA ESPECIAL

Sábado, 13 de Fevereiro de 2021, 07h:31 | Atualizado: 13/02/2021, 07h:33

Coordenador da bancada diz que CPI não acabará em pizza e nega ser do Centrão

Rodinei Crescêncio

LEONARDO_RAIOx

Eleito deputado federal com 52.335 votos, Doutor Leonardo acaba de assumir a coordenação da bancada de Mato Grosso no Congresso, substituindo o colega de Câmara dos Deputados Neri Geller (PP). Satisfeito com o respaldo dos outros sete deputados federais e dos três senadores, ele garante que não medirá esforços para responder ao desafio de articular os representes do Estado com todas as esferas do Poder Público.

Doutor Leonardo, que não abriu o voto nas eleições para a presidência da Câmara Federal, diz que não faz parte do Centrão e que as práticas políticas do bloco são rejeitadas pela população.  Também garante que a CPI das Fake News, da qual faz parte como membro, não acabará em pizza.

   Médico, ele considera que o Governo Bolsonaro errou muito ao politizar o coronavírus, mas que agora acerta ao entender a importância da vacinação. Por fim,  pontua que acredita na Gestão Eliene Liberato e promete ajudar Cáceres com políticas para geração de emprego e renda.  

Veja os principais trechos da entrevista:

A coordenação da bancada não pode prejudicar suas articulações pensando na reeleição em 2022?

É um desafio. A coordenação traz algumas demandas a mais do que já tenho com o mandato. Agora, tenho que cuidar de demandas do Estado todo e dialogar com os 11 integrantes da bancada, fazendo a articulação dos outros deputados federais e dos senadores com o Governo Federal, Governo do Estado e sociedade. Estou preparado. Já cuido das questões inerentes ao mandato e das bases sempre pensando em Mato Grosso. Vou ampliar esse trabalho com a mesma equipe e sem ganhar mais por isso.

A imprensa noticiou a liberação de mais R$ 3 bilhões em emendas para garantir a vitória de Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) nas presidências da Câmara dos Deputados e do Senado. Mato Grosso vai se beneficiar desses recursos?

Mato Grosso vai receber emendas dentro da normalidade. O orçamento ainda nem foi votado. Eu não participei de nenhuma negociação neste sentido. Como coordenador da bancada, vou cobrar que Mato Grosso  tenha tratamento privilegiado porque contribui muito com o PIB através do agronegócio. Queremos investimento em logística e em infraestrutura. Mas, nem eu, nem meu partido participamos dessa negociação de R$ 3 bilhões, se é que existiu.

Assessoria

Deputado federal Leonardo Albuquerque

O Centrão tem o “filme queimado” com a população. Como o senhor lida com isso?

 Sou do centro. O Solidariedade  não está no Centrão. Hoje, somos um partido de centro-direita, apesar da origem estar nas lutas trabalhistas. Somos de centro, muitos de centro-direita. Todos são respeitados internamente.  Não participamos deste bloco que faz acordos com Executivo. Em minha opinião, Centrão é um termo pejorativo para um grupo de partidos que faz acordos que a população não aceita.

Na sua avaliação enquanto médico, o Governo Federal soube lidar com a crise da Covid-19?

Centrão é um termo pejorativo para um grupo de partidos que faz acordos que a população não aceita

Leonardo Albuquerque

Sem dúvida, essa é a maior crise sanitária do século, já que a pandemia da gripe espanhola aconteceu há mais de 100  anos. Para piorar tudo, politizaram o vírus. O Governo Federal acertou e errou. O presidente Bolsonaro entrou em brigas pensando em 2022, prejudicou os avanços no combate a Covid-19, fez pronunciamentos desnecessários e promoveu confusões. Hoje, o mesmo Governo Federal que errou lá atrás, compreendeu a necessidade da vacinação. O que nos trás esperança é que entenderam é que vacina é única forma de retomar a economia e única forma de fazer com que as pessoas parem de morrer.

E a CPI das Fake News, que o senhor é membro, vai acabar em pizza como tantas outras?

A pandemia veio no momento da apresentação dos relatórios, que estão  prontos para serem entregues à sociedade brasileira. Não vai acabar em pizza. Vamos propor legislações e mudanças. As empresas que ganham milhões no mundo virtual já tomaram providências que diminuíram o fluxo de notícias falsas nas redes. A CPI das Fake News vai ter resultados concretos, sim. Mas, a maior medida é a educação e acesso à informação pela  imprensa formal, que trabalha com jornalistas sérios e responsáveis. Cito como exemplos sites como e outros que apuram as informações e têm compromisso com a veracidade dos fatos. Mas, muitas coisas ainda precisam mudar.  Os planos das operadoras de telefonia,  por exemplo, oferecem WhatsApp e Facebook de graça, onde as informações falsas mais circulam, mas não oferecem internet para acessar as plataformas de jornalismo.

O senhor é uma das esperanças da prefeita de Cáceres Eliene Liberato para ajudar o município. Como atender a expectativa?

Cáceres tem um grande número desempregados, pelo menos  13 mil.  Como é uma cidade de fronteira, empobrecida, a população é alvo do aliciamento de narcotraficantes.  Junto com a prefeita Eliene, com a Câmara municipal e o Governo do Estado, buscamos investimentos que promovam geração de emprego e renda. Cito o turismo com a Orla do Porto e a atração de indústrias com a tão sonhada ZPE que, apesar de desacredita por muitos, está tendo ação do Estado. Também destinei emendas para os hospitais, para a Unemat, para a UFMT. Tudo isso impulsiona a economia local. Acredito muito na Gestão Eliene. Creio que Cáceres dará um salto nesses quatro anos.

Felipe de Albuquerque

Leonardo  Albuquerque

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • Ex-eleitor de Leonardo | Segunda-Feira, 15 de Fevereiro de 2021, 08h59
    0
    0

    Em 2012 teve mais de 28 mil votos em Cáceres, em 2018 teve 13 mil. Em 2022 se chegar a 5 mil tá de bom tamanho na cidade. Não fez nada e a população tá mais desacreditada dele. O golpe tá aí, cai quem quer!

  • Jandira santos Gomes- Várzea Grande | Segunda-Feira, 15 de Fevereiro de 2021, 07h57
    0
    0

    Deputado parabéns pelo seu grande trabalho na saúde, poucos tem essa preocupação, e obrigada por defender as 30 horas para nós, profissionais da enfermagem.

  • João de la Mônica | Segunda-Feira, 15 de Fevereiro de 2021, 07h54
    0
    0

    Tenho gostado muito da sua atuação. continue nesse caminho que nós agradecemos.

  • Caceres | Domingo, 14 de Fevereiro de 2021, 17h26
    1
    1

    DR LEONARDO É A ENCARNAÇÃO DAS FAKE NEWS. AFINAL ENGAVETOU A CPI DAS CARTAS DE CRÉDITO DO MPE. FORA LEONARDO. A POPULAÇÃO NÃO ACREDITA NAS SUAS BRAVATAS COVARDE !! DR LEONARDO NUNCA MAIS

  • Juarez sodre | Domingo, 14 de Fevereiro de 2021, 17h11
    1
    1

    ESSE É MAIS UM GOIANO QUE O POVO MATOGROSSENSE ELEGEU. ALGUÉM ACHA QUE ESSE ENGRAVATADO TA PREOCUPADO COM QUEM VAI ANDAR NOS COLETIVOS ?? ESTÃO POCO SE LINCHANDO. O QUE ELES QUEREM É LUCRO. TEM QUE TER PLEBISCITO SIM. O POVO É QUEM TEM QUE DECIDIR.

  • Emersom Antoniolli | Sábado, 13 de Fevereiro de 2021, 16h20
    4
    1

    Oque vc fez por Mato Grosso ou pelo Brasil até hoje nada por favor cale a boca.

  • Regina Mendes | Sábado, 13 de Fevereiro de 2021, 14h58
    4
    1

    to fora desse deputado

  • Luciana | Sábado, 13 de Fevereiro de 2021, 10h16
    1
    9

    Parabéns deputado, tem se revelado um grande parlamentar e que tem mostrado a que veio. Um deputado ficha limpa, que pelo o que eu acompanho em suas redes sociais e site....é muito trabalhador. Torço para que os frutos desse trabalho chegue a quem realmente precisa. Estamos de OLHO.

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

Oscarlino, Pros e "nocaute" em Gisela

oscarlino 400   Na queda-de-braço dentro do Pros por espaço político, o ex-sindicalista Oscarlino Alves (foto) nocauteou a ex-superintendente do Procon-MT, Gisela Simona. Ele foi um dos filiados que não aceitaram apoio a Abílio na disputa de segundo turno para prefeito de Cuiabá, se aliou ao projeto de...

Promotor recebe medalha do Exército

Mauro Zaque curtinha   O promotor de Justiça Mauro Zaque (foto) foi condecorado com a medalha do Exército Brasileiro na manhã desta segunda (19), no dia da instituição. A solenidade é considerada a segunda maior do Exército Brasileiro, foi reservada por conta da pandemia e contou com a...

Sema reabre os parques em Cuiabá

mauren lazzaretti sema 400   Fechados desde 1º de abril, em obediência às regras de decreto municipal, que suspendiam as atividades coletivas, os parques estaduais urbanos de Cuiabá reabrem nesta segunda (19) para utilização pelo público. Será possível acessar as tradicionais trilhas...