ENTREVISTA ESPECIAL

Quinta-Feira, 11 de Outubro de 2018, 08h:23 | Atualizado: 11/10/2018, 09h:23

Destaque no The Voice, Laís planeja gravar seu próprio DVD com parcerias em Cuiabá

Cuiabana, cantora Laís Yasmin chegou até a semifinal do reality global no time do cantor Michel Teló

Rodinei Crescêncio/Arte/Rdnews

Lais Yasmin

 

Desde os cinco anos de idade Lais Yasmin se dedica ao sonho de cantar profissionalmente. Com músicas tema de novela e composições influênciadas pelo estilo sertanejo dos anos 90 e música pop romântica internacional, ela se considera uma amante da moda antiga quando se trata de música. Semifinalista do The Voice Brasil este ano, ela foi elogiada pela sua afinação e comprometimento com a técnica e encantamento a cada apresentação. Antes do programa global, a cuiabana se destacou ao gravar a música "Eu Só Queria Te Amar (Corre)", que virou tema da novela "Mil e Uma Noites", da Band, uma versão de "Corre", da dupla mexicana Jesse & Joy. O single acumula mais de 9 milhões de visualizações no Youtube. Na entrevista da semana, respondeu ao seus planos para a carreira e a turnê que planeja iniciar até o fim de 2018.

Confira os melhores trechos da entrevista:

Começou a cantar quando?

Cantei pela primeira vez em publico aos 5 anos em um programa chamado Pantanal Sertanejo. Era exibido em Cáceres em um canal regional. Desde então não parei mais de cantar. Em 1997 me mudei para São Paulo com minha família toda e eles me deram muito apoio. Nunca fiz aula de canto, mas via minha avó e o esposo dela cantarem e ficava ali rodeando para aprender também. Sempre vivi da música, como artista independente e músicas próprias.

Com qual estilo e gênero musical mais se identifica? Quais suas inspirações musicais?

Meus estilos musicais preferidos são o sertanejo e o pop. Gosto do romantismo nas musicas e sempre me influenciei em artistas como Zezé de Camargo e Luciano, Cristian e Ralf e as musas internacionais Christina Aguilera e Mariah Carey. Acredito que este é o diferencial da minha música, gosto de artistas com um tempo de estrada e que trabalham com esse romantismo.

Reprodução/Facebook

Lais Yasmin

Cantora Lais Yasmin durante uma das suas apresentações no The Voice, em que chegou até a semifinal neste ano

O que move seu coração para continuar trabalhando com a música?

O amor pela música. Porque a carreira musical é muito difícil. Eu mesma pensei em desistir várias vezes. É um caminho cheio de desilusões, cheios de sim e cheios de não. Meu pai, que faleceu em 2012, era um dos meus maiores incentivadores. Vivemos alimentando muitos sonhos e lutar por isso é algo diário.

Achou justa a sua eliminação? Valeu à pena participar do The Voice Brasil?

Valeu à pena porque eu dei meu melhor. Eu morria de medo de participar de algo assim. Aprendi muito com essa experiência, estou aprendendo com isso até hoje. Tenho certeza que é uma vitrine para o Brasil e mundo. Marca a vida da gente.

Isso lhe abriu portas? Tem recebido convites? Parceiros para continuar sua jornada?

Sim, está abrindo muitas portas e agora estou focando no meu DVD que deve ser gravado em Cuiabá. A previsão é que aconteça até o final deste ano. No DVD vou trabalhar minhas musicas já produzidas e inéditas, mas sem sombra de dúvidas vou colocar alguns dos clássicos que acho especiais. Terei parcerias de renome para a gravação, mas ainda não posso revelar.

Qual o próximo passo? Daqui pra frente como irá conduzir sua vida musical?

Além do DVD, pretendo fazer uma turnê com shows em todo Brasil, acabei de lançar uma nova música em parceria com Bruno e Marrone e neste momento volto para São Paulo, mas muito em breve pretendo voltar a Mato Grosso para os outros planos, como o DVD. A gravadora Universal, que é a gravadora oficial do The Voice Brasil, já entrou em contato.

Qual a maior dificuldade para quem ainda não consegue viver só da música? Por que acredita que muitos dos cantores que vencem o The Voice Brasil não alcançam o sucesso?

É um mercado muito caro e sofrido de fazer ou de ter apoiadores e pessoas ajudando. Acredito que em Mato Grosso, Brasil ou em todo esse cenário, não há uma receita ou fórmula pronta. Muitas das vezes, nem chega ser por falta de talento. Acredito que são muitos os fatores e isso não está no controle de ninguém. Porém, o que está nas nossas mãos é valorizar a música daqui, a arte. Não que alguém vá para longe e só depois seja lembrado. É preciso mudar a consciência e, pelo que depender de mim, pretendo ajudar abrindo portas para outras pessoas assim como estão fazendo comigo, seja na divulgação ou chamar para cantar junto. É preciso, antes de tudo, se entender como artista e saber quem você é, isso já lhe abrirá muitas portas.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Rejeição a Abílio sobe e cai a de EP

abilio junior 400 curtinha   Nos últimos 15 dias, o candidato a prefeito da Capital, Abílio Júnior (foto), do Podemos, viu a rejeição aumentar 12 pontos percentuais, quase um por dia, saindo de 19% para 31%, de acordo com a nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta sexta pela TV Centro América....

Fávaro deixa governador em saia-justa

carlos favaro 400 curtinha   O senador interino do PSD, Carlos Fávaro (foto), que busca a reeleição, deixou o governador Mauro Mendes (DEM) em uma saia-justa em Barra do Garças. Mendes, que já declarou apoio no horário eleitoral ao candidato à sucessão municipal Wellington Marcos, do mesmo...

Sob efeito-cavalo paraguaio em ROO

thiago muniz 400 curtinha   Em Rondonópolis, o candidato a prefeito, vereador e empresário Thiago Muniz (foto), se transformou num cavalo paraguaio, expressão muito usual no futebol quando se refere a um time que dispara no início do campeonato mas, lá pela metade, começa a cair pelas tabelas. Acreditava-se...

Lula na TV deve afundar mais Julier

lula 400   O advogado Julier Sebastião da Silva, que disputa pela segunda vez a Prefeitura de Cuiabá - na primeira, em 2016, pelo PDT, ficou em terceiro lugar e, agora, pelo PT -, levou para o seu horário eleitoral o ex-presidente Lula (foto). A participação, com pedido de voto para Julier, da maior...

Na contramão dos investimentos

jose wenceslau 400 curtinha   Ao invés de reconhecer e aplaudir a iniciativa do governo estadual, que anunciou investimentos de R$ 9,5 bilhões em obras e ações, sendo R$ 6 bilhões (63%) de recursos próprios, a Fecomércio-MT, sob José Wenceslau Júnior (foto), reagiu com críticas....

Filho de ex-deputado rumo a vereador

willy taborelli 400   O coronel PM da reserva e ex-deputado estadual Perry Taborelli, que concorreu e perdeu para prefeito de Várzea Grande em 2016, lançou de novo o filho à cadeira de vereador. Trata-se do jovem advogado Willy Jacyntho Taborelli (foto), de 32 anos. Desta vez, ele concorre pelo PV. Na eleição...