ENTREVISTA ESPECIAL

Quinta-Feira, 20 de Dezembro de 2018, 09h:15 | Atualizado: 20/12/2018, 09h:48

"Insubstituível", Marcelo diz que Taques deve identificar onde foi mal interpretado

Marcelo Duarte deixa a Sinfra como um dos mais bem avaliados secretários e único a não ser trocado

Rodinei Crescêncio/Arte/Rdnews

Marcelo Duarte

 

Um dos poucos secretários de destaque do Governo Taques, Marcelo Duarte chega ao fim de sua gestão na Sinfra como o único do staff tucano a ficar na mesma função nos últimos quatro anos. Durante essa trajetória chegou ser eleito presidente do Conselho Nacional de Secretários de Transportes (2017 a 2019). Tornando-o o primeiro secretário da Sinfra, em Mato Grosso, a ocupar este cargo. Em visita a sede do , falou um pouco das ações e alega ter cumprido o dever o qual foi confiado. Garante não se arrepender em não ter se candidatado e, que, apesar das denúncias, o legado deixado para os matogrossenses foi muito maior.

Confira os melhores trechos da entrevista:

O senhor é o único secretário que não foi trocado ou remanejado no Governo Taques. A que isso se deve?

Aos resultados. Nós tivemos resultados que apareceram muito rápido. Isso fez com que tivéssemos tranquilidade para trabalhar ao longo dos quatros anos. Em outras secretarias o resultado demorou um pouco mais ou os resultados são mais difíceis de aparecer. As obras da Sinfra apareceram e isso foi virtuoso, as entregas geraram mais confiança, mais recursos e mais entregas.

Considerando que a infraestrutura é um dos pontos mais defendidos por Taques. Qual a avaliação que o faz da sua gestão na Pasta?

Foi uma gestão que fez muito por Mato Grosso e em todos os cantos, uma gestão que teve um grande acerto em continuar as obras passadas e dar essa continuidade. Recebemos muitas críticas por inaugurar obras que iniciaram em governos passados, mas acredito que dar continuidade em ações positivas, independente do governo, é um compromisso de responsabilidade com a sociedade. Isso, sem perder nosso toque na gestão. Várias mudanças estruturantes foram feitas nas obras, na gestão das obras e na maneira final que a gente via a infraestrutura. Começamos a acelerar as concessões do Estado, hoje a gente tem um processo de concessão em andamento em parceria com o Governo Federal de aeroportos e concessões de rodovias prontas.

Rodinei Crescêncio

Marcelo Duarte

Secretário Marcelo Duarte, da Sinfra, em entrevista na sede do Rdnews fala sobre resultados da sua gestão na Pasta e a não reeleição de Taques

Como funcionou essa estratégia na infraestrutura?

Muitas obras estavam licitadas, fomos ver se essas obras estavam com preços adequados e conferir se o trabalho foi feito. Porem, sem fazer que isso fosse nenhuma caça as bruxas ao governo anterior [Silval Barbosa], pois é meu dever como gestor checar as ações, mas tivemos a sabedoria de aproveitar o que era bom. Sempre dissemos que trocamos o pneu do carro andando.

Com tantas ações, na sua avaliação, o que levou Taques a ter tanta rejeição e não ser reeleito?

O governo não se resume a uma secretaria. Também foi avaliado por uma série de fatores que aconteceram, infelicidades, que prejudicaram muito a imagem dele com muitas operações e denúncias que afetaram muito. Eu acredito que o legado do governador vai muito além da infraestrutura, a secretaria conseguiu externizar isso de uma forma melhor e os resultados foram mais tangíveis. Isso foi mais que o dobro dos dois últimos governos juntos. O governador tem que respeitar, e respeita, o voto popular. Tem que ter sabedoria para analisar isso e verificar onde ele foi mal interpretado e onde errou.

Desistiu de seguir uma carreira política e não se candidatou. Teve medo de se frustar com a derrota?

Não me passou pela cabeça essa possível frustração pessoal minha, vivi um dilema muito grande de seguir ou não a carreira política e confesso que fiquei tentado, mas nunca me arrependi. Não acho isso irreversível, mas esse não era o momento.

Vai deixar a secretaria sem colocar em prática alguns editais importantes, como a concessão de rodovias na região de Tangará da Serra e a nova Rodoviária de Cuiabá. Qual foi o problema e quais são os prejuízos de tal estagnação?

Se não houveram interessados nesses casos é porque certamente nossas exigências estavam muito altas, eu acho que isso pode ser justificado. Faz parte de querer o melhor para o Estado. A rodoviária está sendo administrada por uma empresa, a gente só adiou o processo e possivelmente vão ter que ser ajustados às garantias que o Estado exige. Tanto que não foi a preço de banana que não houve interessados. Cabe ao novo governo buscar soluções, sem que isso represente prejuízo para o Estado.

Qual a expectativa do futuro governador Mauro Mendes e do escolhido para a Infraestrutura, Marcelo Padeiro?

Tenho certeza que entre os nomes que estavam sendo especulados o Marcelo Padeiro é o melhor nome para conduzir a infraestrutura do Estado, tem uma experiência larga em gestão publica, gestão de obras e é uma pessoa que tem todas as condições de desempenhar um bom papel.

A partir de janeiro, o que pretende fazer? Iniciar na vida política?

A gente não tem como se desvincular totalmente da política, porque isso é uma coisa que a gente gosta e o cidadão precisa participar. Eu naturalmente vou participar, mas particularmente vou voltar aos meus negócios. Mas para o próximo ano o que eu vou fazer é viajar e relaxar com as férias que eu não tirei nos últimos quatro anos.

Veja vídeo com trechos da entrevista:

 

Postar um novo comentário

Comentários (9)

  • Rocha | Domingo, 23 de Dezembro de 2018, 12h01
    0
    0

    Esse ae o mais incompetente !! Só joga para platéia !! Tem que comer muito arroz co. Feijão ainda !!

  • Eduardo De Lamonica Freire | Domingo, 23 de Dezembro de 2018, 08h44
    0
    0

    Entrevista muito boa! Cumprimento-o pela força em resistir, respondendo com trabalho (espero que plenamente honesto) a estes 4 anos de mau governo, no qual sem dúvida sua administração adjetivou a parte aproveitável do mesmo. Também destaco sua elegância e sua lealdade ao governador (gestos de poucos...). Idem pelo reconhecimento ao seu sucessor Marcelo Padeiro, na minha opinião o melhor nome do staff Mauro. Felizmente para a infraestrutura mato-grossense. Honesto, trabalhador, apaixonado pela nossa Cuiabá e pelo nosso Mato Grosso.

  • Adauto | Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 15h04
    2
    6

    Tem que respeitar esse secretario. Votei no Pedro Taques em 2014, no Mauro agora mas nao tem como negar que ESSA SECRETARIA, a SINFRA, descolou do governo Taques e fez muito por Mato Grosso, em todas as regioes. Digo isso porque viajo muito e hoje nossas estradas estao muito boas mesmo.

  • fmax | Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 10h37
    8
    3

    Noticia plantada, quero ver resolver escândalo dos ônibus AGER, PONTES SUPERFATURADAS EM MAIS DE 50 MILHÕES, CONFORME TCE, PRIVATIZAÇÃO DAS MT ( só rolo, nunca trabalharam no NORTÃO, vejam tb trecho Alto Taquari/ Alto Araguaia, ABSURDO ). MUITAS DENUNCIAS ILEGALIDADES QUE TCE, ESTAR APURANDO, ESPERE, POR ISTO QUE FUGIR

  • Humberto | Sábado, 22 de Dezembro de 2018, 08h17
    3
    8

    Ele foi a grande revelacao deste governo. Parabens pela competencia e honestidade!

  • Rubens de Paula | Sexta-Feira, 21 de Dezembro de 2018, 22h56
    3
    11

    Parabéns, Secretário Marcelo!!! Deixou um legado!

  • Robson Souza | Sexta-Feira, 21 de Dezembro de 2018, 00h59
    19
    6

    Esse Marcelo é um tremendo fikenews

  • Kleber | Quinta-Feira, 20 de Dezembro de 2018, 15h26
    25
    6

    A MT 100, FALTA POUCOS QUILÔMETROS, NEM ISSO CONSEGUIRAM FAZER, NÃO SEI ONDE ESSE CIDADÃO ACERTOU, OS SITES DE CUIABÁ, DEVIAM MANDAR SEUS COLABORADORES IN LOCO, CONHECER A REALIDADE, NÃO ACREDITAR EM TUDO QUE O GOVERNO FALA.

  • Comadreinhara | Quinta-Feira, 20 de Dezembro de 2018, 12h35
    6
    1

    Comadreinhara, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

Matéria(s) relacionada(s):

Diretor define contratos emergenciais

alexandre beloto 400 curtinha diretor hospital   O diretor-geral da Empresa Cuiabana de Saúde Pública, Alexandre Beloto Magalhães (foto), tem feito compras emergenciais de materiais hospitalares para surprir demandas, especialmente do São Benedito e do Hospital Municipal de Cuiabá (HMC), que detém uma...

Bancada garante R$ 10 mi para IFMT

neri 400 curtinha   O deputado Neri Geller (foto), coordenador da bancada federal mato-grossense, anunciou destinação de R$ 10 milhões em emendas para o Instituto Federal de Mato Grosso no orçamento de 2020. Dirigentes do IFMT promoveram duas reuniões para debater projetos para melhorar a estrutura física...

Juca e aval do prefeito a projeto social

juca do guaran� curtinha 400   Juca do Guaraná Filho (foto), do Avante, conseguiu sensibilizar o prefeito Emanuel Pinheiro a apresentar uma mensagem à Câmara isentando do pagamento de IPTU os portadores de câncer e HIV. O  projeto foi apresentado originalmente na Câmara Municipal da...

Supremo enterra pedido contra Maluf

maluf_400   A 1ª Turma do STF enterrou de vez um pedido do advogado Waldir Caldas (Novo), ex-candidato ao Senado, que tentava revogar os atos que conduziram o ex-deputado Guilherme Maluf (foto) a uma cadeira no Tribunal de Contas. Caldas queria, ele próprio, ter a chance de ser indicado ao cargo, que era de prerrogativa da Assembleia. O...

Rosana reassume Sinop na quinta

gilson de oliveira 400 curtinha sinop   Pela segunda vez, o apresentador de TV Gilson de Oliveira (foto), do MDB, comanda temporariamente Sinop, a chamada capital do Nortão. A prefeita e empresária Rosana Martinelli saiu de licença não remunerada por 12 dias para cuidar de assuntos pessoais. Viajou aos Estados Unidos....

Vereador induzindo as pessoas ao erro

diego guimaraes curtinha 400   O vereador oposicionista pela Capital Diego Guimarães (foto), do PP, está induzindo a erro às pessoas. Mesmo o prefeito Emanuel já tenho anunciado que vetará a proposta da Câmara Municipal de aumentar o seu próprio salário, uma forma de criar o efeito cascata e...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O que você acha das denúncias, principalmente sobre pagamento de propina, feitas pelo ex-presidente da AL José Riva, que tenta fechar delação?

São verdadeiras

Nem tudo é verdade

Acho que ele está mentindo

Não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.