ENTREVISTA ESPECIAL

Sábado, 29 de Fevereiro de 2020, 09h:30 | Atualizado: 02/03/2020, 08h:04

Não queremos golpe militar nem um novo AI-5, garante líder da Direita MT - veja

Rafael Yonekubo garante que apoiadores do presidente da República estão satisfeitos com Bolsonaro

Rodinei Crescêncio/Arte/Rdnews

Rafael Yonekubo

Coordenador do movimento Direita Mato Grosso, o ativista Rafael Yonekubo está engajado na organização da manifestação prevista para 15 de março. Entretanto, garante que os conservadores vão às ruas para apoiar o presidente da República Jair Bolsonaro e, apesar do descontentamento com as instituições, não querem fechar o Congresso nem o Supremo. Segundo ele, não há espaço para golpe ou novo A-5 como defendem os chamados intervencionistas. Avalia que “fazem muito barulho, mas tem pouca força política”. Ex-assessor do deputado estadual Sílvio Fávero (PSL), Yonekubo também se dedica à coleta de assinaturas para legalização do Aliança pelo Brasil, partido conservador e de direita lançado por Bolsonaro.

Confira os melhores trechos da entrevista:

 Como começou sua militância na direita?

Morei no Japão entre 2003 e 2008, no auge do Governo Lula. Meu pai sempre dizia: “volta pro Brasil que aqui tá bom”.  Voltei e fiquei trabalhando. Um dia, fomos assaltados. Dois moleques colocaram as armas na nossa cabeça. Criou aquela revolta. Foi quando eu vi um vídeo, por acaso, do Bolsonaro, dizendo que bandido tem que se foder.  Eu comecei a segui-lo, até que em 2015, Bolsonaro veio em Cuiabá e eu participei da recepção no Aeroporto. Em 2016, fundamos o movimento Direita Mato Grosso. Quem fundou foi uma menina, a Thaiane, que depois se afastou um pouco por causa dos estudos e eu acabei assumindo e ajudando a organizar o movimento pró-impeachment da Dilma.

Na época, nem acredita que Bolsonaro chegaria à presidência?

No fundo, acreditava. Sabia que seria difícil, mas acreditava que fazendo o trabalho de formiguinha, seria possível chegar lá, botar o homem na presidência da República.

E como você avalia o Governo até aqui?

 Eu avalio como ótimo .Não só eu, mas toda a militância conservadora, acredita que Bolsonaro foi eleito para fazer isso que está fazendo: meter o pé na porta e xingar esquerdista. Ele cresceu fazendo isso. Eu acho que mudar, tira a essência dele. Tem que meter o pé na porta e entrar pra dentro.  A direita e os conservadores aprovam.

Dayanne Dallicani

Rafael Yanecubo

Líder do Direita MT, Rafael Yanekubo, em entrevista exclusiva ao jornalista Jacques Gosch, na sede do Rdnews, quando falou de Jair Bolsonaro

E sobre o vídeo compartilhando pelo presidente Bolsonaro, de certa forma referendando a manifestação do dia 15, o que você diz?

A informação que eu tenho é que nem é um vídeo atual, é um vídeo de 15 de março 2015, que o presidente resolveu compartilhar (o vídeo, no entanto, mostra o momento em que Bolsonaro é esfaqueado, durante ato de campanha em Juiz de Fora, em 2018). Para nós não tem diferença nenhuma. Vamos para rua e pronto.

Você é a favor do fechamento do Congresso e do Supremo?

Não acredito em golpe, em novo AI-5. A gente não quer isso. Existe revolta com o Congresso, com o STF? Existe. Mas  dizer que vamos fechar, os apoiadores do Bolsonaro nunca disseram isso.  Isso é coisa dos intervencionistas. Um setor minoritário, que perdeu força com a eleição do Bolsonaro. Eles fazem barulho, agitação nas redes sociais, mas são meia-dúzia.   

Você está apostando no sucesso do dia 15 de março?

Com certeza. Dessa vez, como é um ato de grande importância para a população brasileira, vamos fazer um percurso curto de carreta. Vamos sair da Praça das Bandeiras às 15h e depois fazer uma grande concentração em frente ao Choppão, a partir das 16h. Além do Direita Mato Grosso, participam os movimentos Ordem e Progresso, Ordem e Progresso Mulher, movimento  Conservador  e movimento Cidadania.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • marcus Vinicio | Segunda-Feira, 02 de Março de 2020, 09h39
    0
    3

    Quem tem medo de policia é traficante, ladrão, pedófilo, corrupto e vagabundo. Quem acorda as 06:00 ou antes disso para trabalhar ou procurar emprego não tem o que temer. Sei que é impossível acabar com as baratas mas podemos pisar em algumas kkkkkkkkkkkkkkkkkk

  • Critico | Domingo, 01 de Março de 2020, 20h19
    2
    8

    Pra cima deles. AI5 sim

  • Ricardo | Domingo, 01 de Março de 2020, 18h35
    2
    7

    Que venha a ditadura

  • alexandre | Domingo, 01 de Março de 2020, 17h59
    2
    6

    Populismo é gastar o que não tem, em programas sociais , Venezuela populismo de esquerda,botar o povo na rua pra pressionar deputados a não abocanhar 30 bilhões, STF e deputados, só temem povo nas ruas..

  • Karla | Domingo, 01 de Março de 2020, 15h03
    8
    3

    Verdade @Alexandre, palavra bem empregada, POPULISMO. Na Venezuela, militares e povo contra o legislativo e judiciário, país afundado numa crise sem fim. Aqui seguem a mesma receita, convocam a população com apoio de militares para protestar. Farinhas do mesmo saco, embora aleguem que não. Projetos totalitários, não funcionam nem pra direita, nem para esquerda, em direção alguma funcionará.

  • alexandre | Domingo, 01 de Março de 2020, 12h40
    5
    10

    Acho que não entenderam, não tem dinheiro pra políticas sociais , o PT acabou com tudo, primeiro tem que reduzir a dívida pública, antes de fazer populismo.. ajuste fiscal, algo que a esquerda não fez..

  • Orlandir Cavalcante | Domingo, 01 de Março de 2020, 12h06
    14
    2

    Bela entrevista. Bolsonaro foi eleito para "xingar esquerdistas" ... revelador mas ja sabemos. Não há politica séria para educação. Meio ambiente. Assistencia Social. Educação. Saneamento. Moradia. emprego. renda etc etc etc ..... estamos num caos o Estado está falido mas é por entreguismo e agora com medo Bolsonaro canaliza todos os recursos aos militares tirando de aŕeas sensiveis a um pais como o Brasil que são as politicas sociais......bem enquanto ele tiver aquele gado preso naquele curralzinho que o espera todos os dias na alvorada e ldieres como este entrevistado seremos assim... uma republica de mentiras... mas lembre se que mentira tem pernas curtas

  • joao | Domingo, 01 de Março de 2020, 10h26
    13
    2

    Que medo é este? Eu não tenho um pingo de medo.

  • Carlos | Domingo, 01 de Março de 2020, 09h21
    17
    2

    A intenção desse Rafael é até boa, mas talvez falte mais um pouco de leitura, informação e menos ingenuidade. Conhecer o histórico político do estado será um bom começo:....“Um dia, fomos assaltados. Dois moleques colocaram as armas na nossa cabeça. Criou aquela revolta”.... Tem toda razão, é revoltante mesmo, e a revolta com os governos petistas do Mato Grosso que cuidavam muito bem da secretaria de segurança pública (polícia civil e militar)? Lembrei-me de um fato, o Mato Grosso nunca foi governado por governo esquerdista e está falido, como puderam né? Será que não foi fruto de corrupção dos governos anteriores, independente da cor, bandeira, ou sigla partidária? ....“Não só eu, mas toda a militância conservadora, acredita que Bolsonaro foi eleito para fazer isso que está fazendo: meter o pé na porta e xingar esquerdista”... Nós quem cara pálida? Votei no Bolsonaro por falta de opção, não foi para “xingar” e sim governar e trazer soluções, olhar pra frente, trazendo um furo promissor. É o que se espera de todo governante ....”A informação que eu tenho é que nem é um vídeo atual, é um vídeo de 15 de março 2015, que o presidente resolveu compartilhar”.... Ué não foi conferir? Fake News é uma das reclamações mais frequentes do presidente...... “Para nós não tem diferença nenhuma” ..... Pra mim tem diferença sim, está cada vez mais claro a incapacidade do presidente de liderar a nação, trazendo consigo um bando de alienados. Tanto a extrema esquerda quanto a extrema direita, trazem essa cegueira política, tão diferentes em alguns posicionamentos e iguais em outros. O país padece na miséria política e intelectual dos nossos governantes.

  • Amaral de souza | Sábado, 29 de Fevereiro de 2020, 22h24
    17
    1

    Lider? Da Direita? Mato Grosso tem interesseiros. Mato Grosdo não tem líderes. Nem filosofias partidarias. Cada eleição é barco diferente. Pseudos....

Vereadores de ROO e trocas de siglas

fabio cardozo 400 curtinha   Em Rondonópolis, praticamente a metade dos vereadores está aproveitando a janela, que se encerra neste sábado, para mudar de partido, e já com as atenções voltadas à reeleição. E, com a dança das cadeiras, o Solidariedade do prefeito Zé do...

Podemos absorve a turma do barulho

O Podemos conseguiu juntar no seu diretório em Cuiabá a turma do barulho. Dela fazem parte dois com mandatos cassados, Abílio Júnior, que perdeu a cadeira de vereador por quebra de decoro, e a senadora Selma Arruda, cassada por caixa 2 e abuso de poder econômico, mas que ainda continua no cargo. Selma impôs condições para seguir no partido. Chegou a negociar ida para o PSC. E ganhou a presidência municipal do Pode, forçando o...

Secretário, furtos e a incompetência

rodrigo metello 400 curtinha   O secretário de Transporte e Trânsito de Rondonópolis, Rodrigo Metello (foto), filiado ao MDB e pré-candidato a vereador, corre risco de ser acionado na Justiça por centenas de pessoas que tiveram motocicletas apreendidas e que depois acabaram furtadas do Pátio Rondon. O local...

Vereador na base e críticas a Leonardo

leonardo 400 curtinha   Chico 2000, vereador pela Capital, assegura que não procede a informação de que o seu Partido Liberal irá romper com o prefeito Emanuel, não o apoiando à reeleição. Segundo ele, foi Leonardo Oliveira (foto), que participou na quarta de uma reunião do...

Embates sobre a cadeira da discórdia

selma arruda curtinha 400   A cadeira da senadora Selma Arruda (foto), que está cassada há um ano mas, mesmo assim, continua no cargo, vem dividindo opinião de vários líderes políticos, uns torcendo logo para a Mesa do Senado decretar a vacância para Carlos Fávaro assumir a vaga, outros...

PL avisa Chico que não apoiará EP

chico 2000 curtinha   O vereador Chico 2000 (foto), único do PL na Câmara de Cuiabá e governista de carteirinha, se mostrou  desconfortável politicamente quando foi informado nesta quinta que a legenda liberal não vai apoiar a reeleição do prefeito Emanuel, do MDB. O partido é comandado no...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.