Esportes

Sábado, 01 de Dezembro de 2018, 20h:20 | Atualizado: 01/12/2018, 20h:24

Reservas do Furacão viram o placar sobre o Flamengo com 2 a 1 e calam Maracanã

O que era uma festa de despedida para o meia Lucas Paquetá terminou com vitória do Atlético-PR sobre o Flamengo por 2 a 1, neste sábado, no Maracanã. Os paranaenses precisavam dos três pontos, mas terminaram o Campeonato Brasileiro na sétima posição, atrás do xará mineiro, fora da zona de classificação para a Libertadores. Os cariocas finalizam a temporada com o vice-campeonato.

CRF

Brasileir�o Atl�tico PR e Flamengo

Enquanto os flamenguistas encerram a temporada, o Atlético-PR terão ainda a disputa da final da Copa Sul-Americana, contra o Junior-COL

O Flamengo foi superior no primeiro tempo e foi para o intervalo a frente no placar após gol de Rhodolfo. Só que na etapa final, o Atlético-PR, mesmo com os reservas, mostrou força para virar com gols de Rossetto e Rony, para estragar a despedida de Paquetá.

Enquanto os flamenguistas encerram a temporada, o Atlético-PR terão ainda a disputa da final da Copa Sul-Americana, contra o Junior-COL.

O jogo

A partida começou equilibrada, com as duas equipes voltadas para o ataque. O Atlético-PR teve a primeira boa chance, aos cinco minutos. Márcio Azevedo arriscou de fora da área e obrigou Cesar a espalmar para longe. A bola sobrou para Lucas Paquetá, que iniciou contra-ataque, mas o meia finalizou fraco após receber passe de Diego.

Os visitantes tiveram um momento de domínio, mas viram o Flamengo logo aumentar o ritmo e abrir o placar aos 22 minutos. Após cobrança de escanteio de Diego, Rhodolfo cabeceou no canto, sem chance para Felipe Alves.

O revés foi sentido pelo Atlético-PR, que claramente não manteve o ritmo dos primeiros minutos. Com isso, o Flamengo cresceu e passou a chegar com facilidade ao ataque. Aos 34 minutos, Diego arriscou de fora da área e assustou Felipe Alves. No minuto seguinte, foi a vez de Lucas Paquetá escorar para Uribe cabecear sobre o travessão.

O domínio dos donos da casa aumentou nos minutos finais. Tanto que aos 42, o Flamengo teve grande chance de ampliar o placar. Lucas Paquetá cruzou rasteiro e a bola sobrou para Éverton Ribeiro. O meia dominou e chutou colocado, mas Felipe Alves se esticou para salvar os paranaenses. Com isso, os visitantes conseguiram sair para o intervalo apenas com um gol de desvantagem no Maracanã.

No segundo tempo, o Atlético-PR voltou melhor e desperdiçou duas boas chances de empatar, ambas com Rony. Na primeira, o atacante chutou muito mal. Já na segunda, após falha de Cesar na saída de bola, o jogador chutou sobre o travessão.

Enquanto o Flamengo caiu de rendimento, os visitantes eram mais objetivos. O Atlético-PR teve nova chance de marcar aos 18 minutos, quando Rony recebeu na entrada da área e chutou próximo ao gol. No entanto, no minuto seguinte, os paranaenses chegaram ao empate. Após bola troca de passes, Rossetto ficou com a bola na área e chutou sem chance para Cesar.

Somente depois do gol, o Flamengo acordou e equilibrou a partida. Os donos da casa quase marcaram o segundo aos 24 minutos. Uribe recebeu passe na área, girou sobre a marcação, mas chutou para fora. O castigo veio no minuto seguinte. Em avanço rápido, Rony pegou a bola no bico da área, puxou para o meio e chutou forte no ângulo, sem chance para Cesar.

O Flamengo sentiu o revés e deixou de ser perigoso durante alguns minutos. Somente aos 25 minutos, os cariocas quase empataram com Willian Arão. O volante arriscou de longe e quase acertou o ângulo paranaense. Depois, foi a vez de Vitinho chutar colocado e ver Felipe Alves fazer grande defesa.

Na parte final, o confronto ficou nervoso após o volante Willian Arão ser expulso por entrada em Rony. Só que em seguida, o atacante paranaense agrediu Berrío e também recebeu o cartão vermelho. Assim, os dois times terminaram o jogo com um jogador a menos.

Nos minutos finais, o que era festa passou a ser protesto por parte da torcida, que não perdoou jogadores e diretoria. Dentro de campo, o Flamengo tentou pressionar, mas viu o Atlético-PR controlar a posse de bola até o fim.

  • FICHA TÉCNICA
    FLAMENGO 1 x 2 ATLÉTICO-PR
  • Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
    Data: 1 de dezembro de 2018 (Sábado)
    Horário: 19 horas (de Brasília)
    Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza (SP)
    Assistentes: Alex Ang Ribeiro (SP) e Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo (Fifa-SP)
    Renda: R$ 697.255,00
    Público: 62.994 pagantes
    Cartões amarelos: Piris da Motta, Lucas Paquetá e Pará (Flamengo); Wellington (Atlético-PR)
    Cartões vermelhos: Willian Arão (Flamengo) e Rony (Atlético-PR)
  • GOLS
    FLAMENGO: Rhodolfo, aos 22min do primeiro tempo
    ATLÉTICO-PR: Rossetto, aos 19min do segundo tempo; Rony, aos 25min do segundo tempo
  • FLAMENGO: César, Pará (Rodinei), Léo Duarte, Rhodolfo e Renê; Piris da Motta (Vitinho), Willian Arão, Diego e Everton Ribeiro (Berrío); Lucas Paquetá e Fernando Uribe
    Técnico: Dorival Júnior
  • ATLÉTICO-PR: Felipe Alves, Diego Ferreira (Lucho González), Wanderson, José Ivaldo e Márcio Azevedo; Wellington, Camacho (Bruno Guimarães) e Rosseto; Marcinho, Marcelo Cirino (Pablo) e Rony
    Técnico: Tiago Nunes

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Erros estratégicos e fim de mandato

niuan ribeiro 400   Niuan Ribeiro (foto) termina melancolicamente o mandato de vice-prefeito da Capital, marcado pela ambiguidade, erros estratégicos e vacilações. Logo no início da gestão, resolveu romper politicamente com o prefeito Emanuel, a quem passou a criticar, achando que se consolidaria como...

Retorno ao TCE ou cargo no governo

marcelo bussiki 400 curtinha   A partir de 1º de janeiro, com o fim do mandato de vereador pela Capital, Marcelo Bussiki (foto) retorna ao cargo efetivo de auditor do TCE-MT. Mas é possível que ele seja convidado por Mauro Mendes para compor o quadro de principais assessores do chefe do Executivo estadual. Bussiki foi...

DEM, bate-cabeça e plano B frustrado

fabinho garcia 400 curtinha   O ex-deputado federal e empresário Fábio Garcia (foto) acabou deixando o DEM órfão de candidatura a prefeito da Capital. Numa conversa com o governador Mauro, seu padrinho político, Fabinho o assegurou que iria sim disputar o Palácio Alencastro, mesmo pedindo trégua por...

Mauro sofre 2 derrotas para Emanuel

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto), principal estrela do DEM em MT, acabou amargando duas derrotas em Cuiabá para o prefeito Emanuel, neste ano, embora não tenha sido candidato nas urnas. Em princípio, buscou candidatura própria com o seu partido, mas todos os nomes possíveis, como de Gilberto, Gallo,...

Três derrotas do marqueteiro Antero

antero de barros curtinha 400   O ex-senador, jornalista e marqueteiro Antero de Barros (foto) não levou sorte nas campanhas eleitorais as quais coordenou nestas eleições. Em Lucas do Rio Verde, empurrou à reeleição o prefeito Luiz Binotti que, mesmo com o poder da máquina, perdeu para o...

Lideranças jogaram duro contra EP

carlos favaro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro teve uma reeleição sofrida em Cuiabá. Lutou contra os principais líderes políticos, que se juntaram em torno da candidatura de Abílio, uns publicamente, outros nos bastidores. O governador Mauro Mendes, por exemplo, jogou pesado para tentar derrotá-lo....

MAIS LIDAS