Esportes

Quinta-Feira, 11 de Fevereiro de 2021, 13h:36 | Atualizado: 22/02/2021, 18h:31

Palmeiras perde para Al Ahly nos pênaltis e fica em 4º no Mundial de Clubes - leia

Getty Images

Palmeiras no Mundial de Clubes

O Palmeiras viveu nova decepção no Mundial de Clubes nesta quinta-feira. Depois de ser derrotado nas semifinais pelo Tigres, do México, o time brasileiro empatou por 0 a 0 no tempo normal e perdeu nos pênaltis por 3 a 2 para o Al Ahly, do Egito, na disputa do terceiro lugar em Doha – com isso, virou o primeiro brasileiro (e também sul-americano) a terminar o torneio da Fifa em quarto. De quebra, o Verdão deixa o Catar sem ter feito um gol sequer com a bola rolando. O campeão mundial sairá do duelo entre o Bayern de Munique, da Alemanha, e o Tigres, ainda nesta quinta.

Os pênaltis 

Rony e Luiz Adriano erraram as duas primeiras cobranças do Palmeiras. Gustavo Scarpa e Gustavo Gómez acertaram as batidas seguintes. Como os egípcios também erraram duas, os dois clubes foram para os chutes finais empatados por 2 a 2. E aí Ajayi fez para o Al Ahly, enquanto Felipe Melo desperdiçou para o Palmeiras.
 Nem o prêmio de consolaçãoO Palmeiras é o primeiro sul-americano a não conseguir sequer o terceiro lugar no Mundial. Com brasileiros, a disputa havia acontecido duas vezes: em 2010, o Inter ficou com o prêmio de consolação ao bater o Seongnam, da Coreia do Sul, por 4 a 2. Três anos depois, o Atlético-MG fez 3 a 2 no Guangzhou Evergrande, da China.

E agora?

Palmeiras viaja ao Brasil nesta sexta-feira. E não terá tempo para descansar. No domingo, às 18h15, o Verdão recebe o Fortaleza pelo Campeonato Brasileiro – o Verdão é o sétimo colocado, com 53 pontos. Nos dias 28 de fevereiro e 7 de março, o Palmeiras ainda decide a Copa do Brasil contra o Grêmio.

Mudanças

bel Ferreira mandou o Palmeiras a campo com uma equipe diferente daquela que foi derrotada pelo Tigres nas semifinais. Entraram Mayke, Felipe Melo, Patrick de Paula e Willian. Saíram Marcos Rocha, Danilo, Gabriel Menino e Zé Rafael.

Primeiro tempo

Palmeiras começou o jogo de forma burocrática, sem intensidade, sem força ofensiva. Até tentou se posicionar no campo de ataque, mas caiu com facilidade na marcação adversária e deu espaços para saídas rápidas do Al Ahly. Os egípcios, sentindo que o jogo era confortável, começaram a avançar em campo e trocar passes mais perto do gol. Aos 25, Felipe Melo perdeu a bola na frente da área, e El Soleya desperdiçou a chance – chutou cruzado, para fora. Bwalya, aos 30, conseguiu girar para o gol entre os zagueiros do Palmeiras, mas pegou mal na bola. A resposta veio com Rony, em rebote de escanteio. O chute forte, da entrada da área, passou perto. O lance acordou um pouco o Verdão, e o jogo ficou mais equilibrado. Afsha quase marcou para o Al Ahly ao receber às costas da zaga, mas Rony, de novo, reagiu: só não fez porque El Shenawi se espichou e espalmou o cabeceio do atacante. O goleiro voltaria a trabalhar logo depois, em toque de cabeça de Luiz Adriano.

Segundo tempo

m Palmeiras mais ligado deu as caras na volta do intervalo. O time retornou a campo agressivo e começou a pressionar o oponente. Aos cinco minutos, Willian abriu para Rony, que bateu cruzado – a zaga afastou. Pouco depois, Patrick de Paula cabeceou para fora. Mas, pouco a pouco, o ritmo voltou a cair, e o Al Ahly se livrou do sufoco. Aos 21, a casa palmeirense quase caiu: Weverton fez uma defesaça em conclusão de El Soleya. Ajayi, no rebote, até fez o gol, mas estava impedido – o lance foi anulado. Apesar das dificuldades, Abel Ferreira só foi mexer nas peças aos 35 minutos: entraram Gustavo Scarpa, Gabriel Menino e Danilo, saíram Willian, Raphael Veiga e Patrick de Paula. Mas as mudanças não tiveram grande impacto, e a definição do terceiro lugar foi para os pênaltis.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Governista 2 e o desafio da reeleição

wilson santos 400 curtinha   Wilson Santos (foto), que conseguiu retornar à Assembleia "sangrando" nas urnas de 2018, impactado pelo desgaste pela defesa intransigente do Governo Pedro Taques, se prepara para atravessar outro purgatório no próximo ano, em busca de mais um mandato. O deputado tucano carrega desgaste...

Nobres chora a morte de ex-prefeito

flavio dalmolin 400   A pequena e turística Nobres, de 16 mil habitantes, parou neste Feriado de Tiradentes em comoção pela morte, por Covid-19, do ex-prefeito Flávio Dalmolin (foto). Um cortejo percorreu ruas e avenidas, parou em frente ao estádio municipal Balizão e à prefeitura, onde...

Derrotado ensaia disputa ao Governo

reinaldo morais 400 curtinha   O empresário Reinaldo Morais (foto), o rei dos porcos, está disposto a gastar mais uns milhões com nova candidatura majoritária, agora para governador. No ano passado, concorreu ao Senado e obteve votação decepcionante. Foi o penúltimo colocado numa corrida com 11...

Sicredi recua de comprar praça pública

enilson rios 400 prefeito araputanga   A diretoria do Sicredi nem esperou ser votado na Câmara Municipal o polêmico projeto sobre negociação de uma praça pública no centro de Araputanga para cancelar o negócio. A cooperativa havia "amarrado" entendimento com o prefeito Enilson de Araújo...

Sessão, voto e namoro com cantora

ulysses moraes 400   Na sessão virtual da Assembleia desta segunda, o deputado Ulysses Moraes (foto), do PSL, estava demorando para computar o voto na apreciação de um veto do governador. O presidente Max Russi (PSB), então, cobrou agilidade do colega e brincou, dizendo que agora ele só tem olhos para a Maraisa....

Misal é reeleito para o 10º mandato

misael galv�o 400 curtinha   Após dois anos fora do comando do Shopping Popular, período em que respondeu pela presidência da Câmara da Capital, o ex-vereador Misael Galvão (foto) voltou à direção do empreendimento, que abriga 500 lojas. E, sob forte...

MAIS LIDAS