SALÁRIOS E BENEFÍCIOS

Adunemat critica divulgação de salários e aponta falta de recursos na universidade

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat) emitiu nota em que considera matéria publicada pelo na segunda (1) um ataque contra os professores da instituição. A nota, contudo, não contesta os dados obtidos pela reportagem junto ao Portal Transparência do Governo do Estado.

A associação lembra que o Estado renunciou, em 2018, a R$ 3,5 bilhões em impostos a favor “um punhado de empresas”. Enquanto isso, dos R$ 325 milhões de orçamento da Unemat, apenas R$ 280 milhões foram liberados pelo Governo, gerando déficit nos cofres da instituição. Desse montante, 90% foi utilizado para o pagamento de salários, calcula a associação.

Os professores afirmam que “há sacrifício da Educação Superior para que os cofres públicos financiem meia dúzia de bilionários”.

É preciso salientar que os ganhos institucionais são maiores do que o investimento salarial

Adunemat

A reportagem trouxe o dado de que dos 802 professores efetivos, 443 têm doutorado. “A formação de doutores, tanto para atuar nas regiões Norte e Centro-Oeste, bem como a formação de doutores nessas regiões é fato recente, considerando os últimos 20 anos, que consistiu de iniciativas e investimentos de programas de pós graduação com foco nessas regiões, onde sempre houve menor oferta de formação de graduação, pós-graduação e pessoal qualificado”, diz a nota.

A presença dos doutores, que era apenas um quando a universidade foi criada, levou a Unemat ao cenário nacional e internacional, segundo a associação. “Não há maior ativo numa Universidade do que seu quadro de pessoal. É preciso salientar que os ganhos institucionais são maiores do que o investimento salarial”, afirma.

A Adunemat defende que professores em regime de dedicação exclusiva no nível inicial recebem R$ 6,6 mil brutos. Doutores têm salários brutos na instituição entre R$ 15,2 mil e R$ 23,6 mil brutos “em 30 anos de serviços prestados”.

“Muito longe da alta remuneração divulgada na matéria e dos altos salários de outros Poderes e, ainda, dos benefícios dos grandes empresários com as renúncias fiscais dos cofres públicos”, diz a associação.

Os valores trazidos pela entidade de classe dizem respeito aos salários base da carreira. A reportagem analisou três meses da folha de pagamentos da universidade: novembro e dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Além dos salários, foram constatados vencimentos incluindo outros direitos trabalhistas e benefícios que, somados à remuneração mensal, chegaram, em alguns acasos, a valores entre R$ 46 mil e R$ 80 mil brutos.

“É desonestidade intelectual selecionar e divulgar remunerações de servidores que, ocasionalmente, estão acima dos valores reais, em razão de recebimento de férias, décimo terceiro, progressões na carreira de forma retroativa e sentenças judiciais. Não se tratam de vencimentos pagos indevidamente, não se trata de desvio, fraude. E se assim fosse, a Unemat possui procedimentos, garantidos pela autonomia universitária, para apuração de eventuais irregularidades”, defende a Adunemat.

COT do Pari segue travado até 2020

padeiro_400_curtinha   A secretaria de Infraestrutura, sob Marcelo Padeiro (foto), determinou a criação de uma Comissão Técnica de Trabalhos para estudar detalhadamente o contrato e a obra do COT do Pari, que só será retomada no ano que vem. Afinal, os trabalhos de análise, seguirão até...

Nezinho, enfim, remanejado na gestão

nezinho_400_curtinha   Mesmo com reclamações sobre a maneira burocrática e os passos lentos de Nezinho (foto) no Governo, o prefeito da Capital Emanuel demorou mais de dois anos para remanejá-lo. Ex-prefeito de Livramento e amigo de longa data de Emanuel, Nezinho agora assume a Controladoria do município. No...

Natal Solidário com prêmios valiosos

francis maris 400 curtinha   O empresário e prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) lança nesta quarta, às 14h, na Assembleia Legislativa, mais uma campanha solidária em nome do Instituto Cometa, do Grupo Cometa, com sede em Cáceres e uma das maiores concessionárias de revenda do país. Em...

Sem elevar vaga de desembargador

carlos alberto 400 curtinha   O presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Carlos Alberto Alves da Rocha (foto), até concorda com a proposta de se aumentar o número de vagas de desembargadores, podendo subir de 30 para 35, por causa da elevada demanda e da necessidade de desafogar os processos na Justiça em...

Piran e avião de R$ 6 mi via o BNDES

valdir piran 400   O Antagonista revelou hoje a lista de beneficiários de empréstimos do BNDES para a compra de jatinhos da Embraer. E nela estão banqueiros, empresários, advogados e artistas. Um deles é o empresário mato-grossense Valdir Piran (foto), que captou nada menos que R$ 6,4...

Com mestrado e pronto para o retorno

jose carlos novelli 400 curtinha   Mesmo afastado da ativa por imposição do Supremo, em meio a um processo controverso baseado em denúncias sem prova, o conselheiro do TCE-MT, José Carlos Novelli (foto), segue se aperfeiçoando e ampliando conhecimentos. Acaba de receber diploma do curso de Mestrado...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.