SALÁRIOS E BENEFÍCIOS

Adunemat critica divulgação de salários e aponta falta de recursos na universidade

A Associação dos Docentes da Universidade do Estado de Mato Grosso (Adunemat) emitiu nota em que considera matéria publicada pelo na segunda (1) um ataque contra os professores da instituição. A nota, contudo, não contesta os dados obtidos pela reportagem junto ao Portal Transparência do Governo do Estado.

A associação lembra que o Estado renunciou, em 2018, a R$ 3,5 bilhões em impostos a favor “um punhado de empresas”. Enquanto isso, dos R$ 325 milhões de orçamento da Unemat, apenas R$ 280 milhões foram liberados pelo Governo, gerando déficit nos cofres da instituição. Desse montante, 90% foi utilizado para o pagamento de salários, calcula a associação.

Os professores afirmam que “há sacrifício da Educação Superior para que os cofres públicos financiem meia dúzia de bilionários”.

É preciso salientar que os ganhos institucionais são maiores do que o investimento salarial

Adunemat

A reportagem trouxe o dado de que dos 802 professores efetivos, 443 têm doutorado. “A formação de doutores, tanto para atuar nas regiões Norte e Centro-Oeste, bem como a formação de doutores nessas regiões é fato recente, considerando os últimos 20 anos, que consistiu de iniciativas e investimentos de programas de pós graduação com foco nessas regiões, onde sempre houve menor oferta de formação de graduação, pós-graduação e pessoal qualificado”, diz a nota.

A presença dos doutores, que era apenas um quando a universidade foi criada, levou a Unemat ao cenário nacional e internacional, segundo a associação. “Não há maior ativo numa Universidade do que seu quadro de pessoal. É preciso salientar que os ganhos institucionais são maiores do que o investimento salarial”, afirma.

A Adunemat defende que professores em regime de dedicação exclusiva no nível inicial recebem R$ 6,6 mil brutos. Doutores têm salários brutos na instituição entre R$ 15,2 mil e R$ 23,6 mil brutos “em 30 anos de serviços prestados”.

“Muito longe da alta remuneração divulgada na matéria e dos altos salários de outros Poderes e, ainda, dos benefícios dos grandes empresários com as renúncias fiscais dos cofres públicos”, diz a associação.

Os valores trazidos pela entidade de classe dizem respeito aos salários base da carreira. A reportagem analisou três meses da folha de pagamentos da universidade: novembro e dezembro de 2018 e janeiro de 2019. Além dos salários, foram constatados vencimentos incluindo outros direitos trabalhistas e benefícios que, somados à remuneração mensal, chegaram, em alguns acasos, a valores entre R$ 46 mil e R$ 80 mil brutos.

“É desonestidade intelectual selecionar e divulgar remunerações de servidores que, ocasionalmente, estão acima dos valores reais, em razão de recebimento de férias, décimo terceiro, progressões na carreira de forma retroativa e sentenças judiciais. Não se tratam de vencimentos pagos indevidamente, não se trata de desvio, fraude. E se assim fosse, a Unemat possui procedimentos, garantidos pela autonomia universitária, para apuração de eventuais irregularidades”, defende a Adunemat.

Queda-de-braço em Alto Araguaia

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), enfrenta uma queda-de-braço com os vereadores. Recentemente, oito dos 11 parlamentares encaminharam ofício ao chefe do Executivo, inclusive com cópia para o MPE, considerando inoportuna, descabida e suspeita, neste momento de pandemia, fazer obra...

Estado amplia leitos de UTI no Sul

gilberto figueiredo 400 curtinha   O secretário estadual de Saúde Gilberto Figueiredo (foto) reclama, sem citar nome, da forma como a prefeitura rondonopolitana está encarando a pandemia da Covid-19. Mesmo o governo federal já tendo pago diárias antecipadamente e, inclusive por três meses, de 10 leitos de...

Briga inconsequente com Santa Casa

z� do patio 400 curtinha   Acuado pela consequência da falta de planejamento e de gestão, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, está numa luta descabida de tentar encontrar culpados pelo avanço da Covid-19 no município. A prefeitura não construiu, sequer,...

2 secretários acionados sobre compras

ozenira 400 curtinha   Os secretários municipais de Cuiabá, Luiz Antonio Possas de Carvalho (Saúde) e Ozenira Félix Soares (foto), de Gestão, têm 48 horas para prestar esclarecimentos sobre compras, sem licitação, de óculos de proteção e macacões destinados a...

Valdir, conta rejeitada e pedido negado

valdirzinho 400 curtinha   Valdir Pereira de Castro, o Valdirzinho (foto), prefeito de Santo Antonio de Leverger, ingressou com pedido de revisão no TCE sobre o parecer contra aprovação das contas de 2018. O Tribunal apontou uma série de irregularidades, entre elas registros contábeis incorretos, abertura de...

Stopa vira trunfo do prefeito Emanuel

jos� roberto stopa 400   Filiado histórico do PV, José Roberto Stopa (foto) se tornou espécie de trunfo do prefeito Emanuel Pinheiro. Se o emedebista resolver buscar a reeleição, o que seria o caminho natural, Stopa pode entrar na chapa como candidato a vice ou simplesmente ficar de fora do...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a administração Emanuel Pinheiro em Cuiabá

excelente

boa

regular

ruim

péssima

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.