VALOR BRUTO

Delegados receberam acima de R$ 40 mil

Selo Estado e seus Servidores

 

Delegados aparecem na folha de pagamentos da Polícia Judiciária Civil (PJC) nos três últimos meses de 2018 com valores brutos acima dos R$ 40 mil. Em um dos casos, houve o pagamento de R$ 19 mil em ajuda de custo para mudança a um delegado que teve de ser remanejado por ser investigado por crimes de tortura.

O dá continuidade à série de levantamentos dos salários dos servidores públicos em Mato Grosso. Os dados foram obtidos por meio do Portal da Transparência.

Foram analisadas as folhas de pagamento de outubro, novembro e dezembro do ano passado. O delegado Luiz Felipe Nascimento de Leoni aparece com R$ 57.171,14 mil na folha de outubro – o maior valor no mês. Na ocasião, constam ao delegado lotado em Guarantã do Norte subsídios de R$ 52.689,69 mil. Além disso, também foram pagos R$ 3.595,36 mil de adicional noturno e mais R$ 886,09 de adicional de férias. Com deduções de Imposto de Renda e contribuição previdenciária, foram pagos R$ 37.829,71 mil líquidos.

Marcelo Fernandes Jardim é delegado da Delegacia Especializada de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP), em Cuiabá. Ele teve o maior valor na folha de pagamento de novembro, com R$ 57.506,90 mil – é o maior valor bruto no período pesquisado. Os subsídios do delegado naquele mês foram de R$ 53.510,90 mil. A única outra vantagem paga a Jardim foi o adicional noturno, de R$ 3.996,00 mil. Foram descontados o Imposto de Renda e a Previdência, e ainda R$ 17.876,38 mil foram retidos em razão do teto do funcionalismo público. No final das contas, foram pagos efetivamente R$ 26.440,95 mil.

No mês de dezembro, o delegado Carlos Fernando da Cunha Costa teve o maior valor da folha de pagamentos. Constam subsídios de R$ 33.540,59 mil, comissão de R$ 2.250,00 mil, adicional de férias em R$ 11.930,20 mil e ainda um abono de contribuição previdenciária de R$ 3.900,84 mil. Com as deduções de Imposto de Renda, Previdência e retenção em razão do teto, foi pago um salário de R$ 36.212,33 mil ao delegado.

De acordo com a tabela salarial disponível no Portal da Transparência, os delegados da PJC estão divididos em quatro classes com salários-base entre R$ 24.451,11 mil e R$ 33.540,59 mil.

Rodinei Crescêncio/Arte/Rdnews

Quadro PJC

Quadro mostra 10 maiores pagamentos feitos nos últimos 3 meses aos servidores lotados na Polícia Civil; Estado chegou a desembolsar mais de R$ 57 mil

Auxílio mudança

Entre os pagamentos acima de R$ 40 mil em novembro constam R$ 43,5 mil ao delegado Edson Pick, sem contabilizar os descontos de Previdência e Imposto de Renda. Ele é investigado na Operação Cruciatus, realizada contra policias civis acusados de crimes de tortura contra suspeitos durante investigações na região de Colniza.

O delegado foi preso pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) na deflagração da operação, em 19 de outubro, e solto três dias depois. No mês seguinte, Pick foi remanejado para a Delegacia Regional de Juína. Na folha de pagamentos constam R$ 19.080,00 mil de auxílio para a mudança.

Segundo a assessoria de imprensa da PJC, o valor da ajuda de custo é calculado de acordo com a distância em quilômetros entre os municípios com base na menor remuneração paga no serviço público no mês anterior. O valor é multiplicado por cinco vezes até 300 km, por 10 até 600 km, por 15 até 900 km e por 20 quando são mais de 900 km quilômetros de distância. Colniza e Juína estão 333 km distantes uma da outra.

Às 16h27 - PJC emite nota em nome do delegado Pick

Veja a íntegra da nota

A Polícia Judiciária Civil vem a público esclarecer que o delegado Edison Ricardo Pick recebeu ajuda de custo por ter sido removido para a Delegacia de São Félix do Araguaia, que fica a 1.156 km de Cuiabá. A portaria nº 78/2018/DPJCI, de 26 de outubro de 2018, foi entregue ao delegado no mesmo dia.  Em 12 de dezembro, o delegado entrou com pedido de reconsideração de sua transferência junto ao Conselho Superior de Polícia (CSP/PJC), para permanência na Regional de Juína, justificando, inclusive, o alto valor da ajuda custo que o Estado deveria pagar, em razão da distância entre os municípios de Colniza (onde era lotado) e São Félix do Araguaia. O delegado também abriu mão da ajuda de custo entre as cidades de Colniza e Juína.  No dia 18 de dezembro, o Conselho de Polícia deliberou favoravelmente pela remoção do delegado da Delegacia de São Félix do Araguaia e decidiu mantê-lo na Regional de Juína, sendo ele lotado na Delegacia de Polícia de Cotriguaçú, sem ônus ao Estado. A ajuda de custo, a qual o delegado recebeu pela transferência a São Félix do Araguaia foi paga na folha do mês de novembro e a devolução ocorreu na folha do mês seguinte, dezembro de 2018. Nos últimos 30 dias o delegado respondeu pelas Delegacias de Cotriguaçú, Juruena e Juína.

Pode recebe 2 já derrotados em BG

sandro saggin curtinha 400   O Podemos conseguiu juntar em Barra do Garças o grupo de dois já derrotados à prefeitura, Daltinho, que também foi deputado e em 2018 teve votação pífia na tentativa de reeleição, e Sandro Saggin (foto), um "eterno" candidato. Entregue ao ostracismo,...

Câmara de Barra devolve R$ 100 mil

joao rodrigues 400 presidente c�mara barra do gar�as   A Câmara Municipal de Barra do Garças devolveu à prefeitura R$ 100 mil para serem investidos em medidas de combate ao novo coronavírus. O presidente do Legislativo, vereador João Rodrigues de Souza, o doutor...

Auditor assume Secretaria de Controle

demilson nogueira 400   O auditor Newton Gomes Evangelista, servidor de carreira, é o novo secretário de Controle Interno da Assembleia. Ele já respondeu também pela Auditoria-Geral da Casa. Newton assumiu a Controladoria Interna no lugar do ex-prefeito de Ponte Branca, Demilson Nogueira (foto), que deixou o posto...

Cuiabá é a unica com tudo fechado

emanuel pinheiro curtinha   A pressão sobre o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) fica agora mais forte para flexibilizar logo o decreto restrito por causa do coronavírus. Ele é o único dos gestores das maiores cidades mato-grossenses que ainda mantém decisão de fechar praticamente tudo na Capital, com...

Deputado põe aliado no lugar do irmão

ronaldo taveira 400 curtinha   Coube ao próprio deputado Wilson Santos indicar um nome para o lugar do irmão Elias Santos, que na última sexta (3) deixou a secretaria de Gestão de Pessoas da Assembleia para concorrer a vereador em Cuiabá. E o ex-prefeito emplacou no cargo que rende R$ 19,9 mil mensais o velho...

Sem alarde, vereador muda de partido

viniciys clovito curtinha   De última hora e sem alarde, o vereador pela Capital Vinicyus Hugueney (foto) resolveu deixar o PP e se filiou ao Solidariedade. Com isso, o PP não se torna o único com a maior bancada. Está com três vereadores, assim como o PV e o PSDB. No SD, Vinicyus vai concorrer internamente com...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você concorda com a decisão de prefeitos, que começam a decretar estado de emergência, fechando comércio, serviços públicos e o transporte coletivo?

sim

não

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.