Estado e seus Servidores

Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 15h:17 | Atualizado: 28/01/2019, 10h:19

SERVIDORES E VENCIMENTOS

Somatória de benefícios faz servidor da Metamat ganhar R$ 50 mil no mês - veja

Selo Estado e seus Servidores

 

Os 10 maiores valores pagos a empregados da Companhia Mato-grossense de Mineração (Metamat) dizem respeito a servidores do corpo técnico que ocupam cargos de direção da empresa. Um empregado da empresa pública chegou a receber R$ 50 mil se contabilizados valores de salários e outros benefícios de maio de 2018.

O fez um levantamento com os demonstrativos financeiros dos meses de maio, junho e julho do ano passado, os últimos disponíveis no Portal da Transparência do Governo.

O maior valor foi despendido com o servidor efetivo Wilson Menezes Coutinho, no mês de maio. Além do salário base de R$ 15,8 mil, foram pagos R$ 14,4 mil a título de comissão pela função de diretor técnico ocupada pelo servidor. Outros R$ 10,1 mil referentes a um abono e R$ 10,1 mil referentes a férias também constam no demonstrativo do mês de maio do servidor.

Sem o abono e sem o valor das férias, o servidor se manteve com os maiores valores nos dois meses seguintes com a soma de salário e comissão: R$ 30,3 mil.

Também em maio, Wanderlei Magalhães de Resende teve o segundo maior valor. Servidor efetivo da empresa, ele recebeu o salário base de R$ 15,8 mil mais R$ 7,9 mil de gratificação, R$ 7,9 mil de abono e R$ 7,9 mil de férias, somando R$ 39,6 mil.

O maior salário base – sem descontos de Imposto de Renda e Previdência – no período pesquisado entre os empregados da Metamat pertence ao diretor presidente da empresa, Roberto da Silva Vargas: R$ 18,2 mil.

Em maio, a folha salarial da Metamat custou R$ 765,3 mil. O valor caiu para R$ 709,2 mil em junho e voltou a subir para R$ 747,3 mil em julho. No período, houve mudança no número de servidores – de 103 empregados, para 102 e depois de volta para 103.

A Metamat é vinculada à Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sedec). Fundada em 1971, a empresa tem função de pesquisar e fomentar a exploração de minerais em Mato Grosso. Sociedade de economia mista, a Metamat tem um corpo técnico formado por geólogos que prestam apoio à exploração de materiais como calcário, diamante, rochas ornamentais, ouro, pedras coradas, águas termais, quartzo, argilas, minerais para artesanato, entre outros.

Rodinei Crescêncio

Quadro salarios Metamat

Quadro mostra maiores salários recebidos pelos servidores da Metamat em 3 meses; dados estão disponíveis no Portal Transparência do Governo

Proposta de extinção

O governador Mauro Mendes (DEM) enviou à Assembleia projeto de reforma administrativa que inclui a extinção de seis empresas públicas e sociedades de economia mista. Além da Metamat, o democrata pretende extinguir a Empresa Mato-grossense de Tecnologia da Informação (MTI), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), a Companhia Mato-grossense de Gás (MT Gás), a Desenvolve MT, e a Central de Abastecimento do Estado de Mato Grosso (Ceasa).

A esmagadora maioria dos trabalhadores destas organizações é de servidores concursados. A extinção, portanto, não implicaria na redução automática das despesas com folha de pagamento. O governo pretende realizar os chamados Planos de Demissão Voluntária (PDV), que devem abarcar principalmente funcionários antigos das empresas.

A primeira a dar início ao PDV foi a MTI. Ao todo, 101 funcionários aderiram ao programa, de acordo com o sindicato dos empregados. Na Empaer, o PDV teve adesão de cerca de 140 servidores. O programa da Metamat ainda está em fase de construção.

 João Figueiredo, presidente do Sindpd, que representa os empregados da Metamat, aponta que os salários são condizentes com a realidade da área e que os problemas da empresa dizem respeito à falta de gestão do Governo. Ele afirma que os salários dos servidores da empresa não têm tido reajustes desde de 2011.

“A grande falha é a falta de diretriz. Outros estados como Goiás e Mato Grosso estão melhorando a atuação na mineração e trazendo recursos. Aqui é um lobby danado e aí fica aquele marasmo. Isso é o que está matando a área de mineração. O governo não deixa acontecer. Os empregados estão conscientes do que tem que fazer, mas o governo tem que dar diretrizes. Se ficar solto, vai contratar aquelas pequenas empresas que só dão dor de cabeça. Ganham dinheiro e vão embora e deixando todo mundo na mão”, disse ao .

Postar um novo comentário

Comentários (18)

  • Claudio | Quarta-Feira, 23 de Janeiro de 2019, 02h49
    3
    2

    Francamente, não há razão nenhuma dessas empresas públicas existirem. Elas são dispendiosas e oneram os cofres públicos. Uma reforma nesse sentido já passou da hora. Não votei em MM, meu título é de SP, estou morando há 5 anos em MT e acompanho com muita tristeza a situação caótica do Estado. Avante Mato Grosso.

  • Ana | Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019, 13h04
    3
    0

    Pedro Cuiabano, são pessoas ligadas ao governo que conseguem.. não rendem mais e vivem conversando e reclamando de dor no joelho mas estão lá encostados e ganhando bem.

  • Lourenço | Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019, 09h38
    8
    1

    A METAMAT criada no governo Pedro Pedrossian já foi alvo de tentativa de extinção de pelo menos seis governadores. Houve equipe de transição que declarou que o "órgão não tinha nenhuma razão de ser para continuar, e que outra(s) poderiam executar suas funções de forma menos dispendiosa". Até hoje continuam cogitando a sua extinção. Não acontece porquê?

  • Leo | Terça-Feira, 22 de Janeiro de 2019, 08h15
    5
    1

    Os administradores deste Blog de Noticias,em nome da TRANSPARÊNCIA, deveriam também procurar saber o motivo pelo qual o governo do estado, até o momento não liberou o HOLERITE DE JANEIRO/2019, conforme outros governos faziam..Ah também tiraram o acesso do Servidor a visualizar a folha de pagamento no sistema SEAP.

  • CRcunha | Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 23h07
    12
    6

    Que absurdo essa matéria.... o que o RDNEWS pretende? Colocar a população contra o servidor público? Ajudar o governador ficar ainda mais PODRE DE RICO.... extinguindo autarquias para que empresas privadas, como as inúmeras que ele tem tomem conta do Estado????? Gente, acorda pra vida...

  • Pedro Henrique | Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 20h08
    13
    0

    RD NEWS faltou falar sobre as maracutaias do diretor anterior, assessores, chefe de RH e advogado da empresa. Sem contar nos geólogos que pedem diárias para pesquisa no interior e não trazem com nenhuma informação para a METAMAT. Vamos abrir o olho que tem mais coisas aí hein?

  • Hercules Santos | Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 20h00
    8
    1

    A Metamat foi uma empresa séria, e a muito tempo está desacreditada, concordo que deva ser extinta, mas com dignidade, há servidores sérios e honestos, pais e mães de família, mas também os "malas" que querem se beneficiar. Concordo em partes com a matéria, mas penso que o nobre jornalista deveria colocar também uma tabela com os salários dos meses de outubro, novembro e dezembro, já que tal informação deve estar no portal transparência, assim saberíamos se esses valores são fixos e quais realmente são os salários desses servidores. Vejo que é bem simples falar e publicar, mas é preciso a notícia completa. Porque fica parecendo que os servidores recebem esse salário todos os meses. Há muitos servidores de carreira que ganham em média 14.000 líquido de salário, sem os abonos. Deixa o povo trabalhar e receber em paz. Tem que cortar esses cargos comissionados, exonera 50 e nomeia 100, assim fica complicado. Haja dinheiro para pagar tanta gente final do mês. Por isso o Estado está quebrado.

  • Hope | Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 19h48
    5
    2

    Carlos Cassiano, não fale sem conhecimento de causa. A metamat era uma empresa enxuta com menos de 40 funcionários, não tinha ação trabalhista e Dante fez de conta que acabou com a Codemat e sabem até. Passou os ativos e passivos da Codemat pra metamat, aí incluso mais de 20 milhões de reais em ações trabalhistas. Os servidores que estavam na ativa permaneceram na Metamat e a folha foi pra mais de 200 servidores. Corpo técnico da Metamat é competente, 8 geólogos qdo trabalhei, lá mas o governo não se importa com a mineração como deveria. Uma grande pena. Qto aos altos salários a culpa é das leis que incorporam benefícios de gratificações e afins. Adoraria que fosse eu. Não acho vergonha ganhar bem, vergonha é ser mal remunerado. Maggi que começou com o cabidaço lá, começando por criar uma diretoria fantasma de portos pro Eder tb fantasma. Os servidores da carreira que estão pagando desde o governo Maggi e silval com o presidente João Justino que ficou que 15 anos lá enchendo de parente. Metamat precisa ser transformada numa agência ou algo assim. A mineração do estado precisa de apoio. Se acabar vai transferir os servidores da codemat pra que órgão? Se mudar o problema de lugar. Exonera os comissionados que são demais e desnecessários. Os recém formados em geologia precisam de apoio. Enfim. Que Mauro Mendes faça a coisa certa; sensatamente. É isto.

  • Juraci Moreira Franco | Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 18h59
    3
    2

    Parem de falar abobrinhas pois se fosse para ser extinta já era para ter acontecido no Governo Blairo Maggi desde lá vem estudando essa hipótese, porém, só não realizam a extinção porque o Estado de Mato Grosso possui muitos minérios e mineradoras o que precisa ser feito é aplicar bem os recursos públicos e não ficar fazendo aí politicagem que é o que o atual gestor vem fazendo vai trabalhar Governador porque Vossa Excelência não mexe nos incentivos fiscais do Prodeic aos quais sua Empresa recebe e muitos milhões, porque o Senhor não faz uma articulação com o setor ao invés do que o Senhor quer fazer até com os pequenos produtores que dependem da Empaer, vai trabalhar Mauro e fazer políticas públicas voltadas para o bem do Estado e vê se não enrola para liberar os recursos do atual Pronto Socorro que ele atenderá 90% do Estado e não Cuiabá vamos pra frente Mato Grosso e Cuiabá tá no RUMO certo quero só ver o que o Senhor vai fazer com o VLT, vai leiloar os vagões?????????

  • Aladir Leite Albuquerque | Segunda-Feira, 21 de Janeiro de 2019, 18h35
    4
    2

    Todo empresário que vem para área publica, só tem um objetivo. (ENRIQUECER). Esse filhote das oligarquias camundongo dos incentivos fiscais não tem outro proposito, a não ser (ENRIQUECER). O seu amiguinho bobo cheira, cheira disse em campanha politica que este filhote das oligarquias estava pobre como pessoa jurídica, porém podre de rico como pessoa física. Por isso que este desmamado juridicamente quer extinguir á (METAMAT) para que suas empresas naveguem em águas tranquilas, principalmente a de (MINERAÇÃO) . Este filhote das oligarquias montou um time para atacar a inteligência dos mato-grossenses. Criando factoide e um show de pirotecnia através do decreto (CALAMIDADE FINANCEIRA). É uma vergonha este decreto, desmoralizando todos os poderes constituídos. Estamos de olho. Aladir ex. Candidato a senador por MT.

Matéria(s) relacionada(s):

Provando competência na direção AL

janaina riva curtinha   Na 1ª semana como presidente da Assembleia, a jovem deputada Janaína Riva, de 30 anos, tem surpreendido colegas parlamentares, secretários de diferentes setores da Casa, assim como servidores, pelo foco em gestão, empenho e dedicação para resolver problemáticas administrativas....

Imagem vazada de jogo não é oficial

A organização SpriMT Marketing Esportivo, juntamente com Perk Soluções Criativas, esclarece que o banner, que circula, não foi feito pela empresa – que tomou conhecimento sobre a existência dele após a publicação na coluna Curtinhas. Revela ainda que a imagem, sem a informação de que seria um clássico Master, foi vazada durante o envio para orçamentos gráficos. As publicidades oficiais...

Fla X Timão e propaganda enganosa

Quem vê um dos banners de publicidade sobre o clássico entre Flamento e Corinthians logo se empolga. A tendência é que haja uma correria por ingressos. Mas, a organização, de propósito, está ocultando uma informação importante. Na verdade, os times principais não vão se enfrentar. Haverá um jogo comemorativo entre os jogadores da equipe master (veteranos) - evento conhecido como “Encontro das...

Pregão é suspenso em Campo Verde

fabio 190 campo verde prefeito   Em Campo Verde, o prefeito Fábio Schroeter (foto) terá de suspender de imediato um pregão presencial programado para esta quinta, por causa de irregularidades. Buscava-se contratar, por R$ 327,9 mil, uma empresa para prestar serviço, junto à secretaria municipal de...

Após chuvas, prefeito pede socorro

moises_curtinha_juscimeira   As fortes chuvas de janeiro, agravadas pelas que castigaram Juscimeira no início deste mês, levaram o prefeito Moisés dos Santos a decretar situação de emergência nas 8 áreas afetadas (assentamentos, povoados e nos distritos de Irenópolis e Fátima de...

Prefeito e decreto para evitar mortes

Raimundo Nonato, prefeito de Barra do Bugres assinou o decreto 029 declarando situação de emergência por causa da suspensão de uma parceria com o Instituto Assistencial de Desenvolvimento (IAD), que prestava serviço de mão de obra na área da saúde. Alega que há um déficit de profissionais tais como enfermeiros, médicos, psicólogos, dentistas e nutricionistas. E que, por conta da suspensão da parceria, pode...

MAIS LIDAS