Executivo

Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 16h:55 | Atualizado: 19/10/2019, 08h:59

CERTAME CONFUSO

5 empresas têm interesse em transporte na Capital, após quase 20 anos sem edital

Rodinei Crescêncio

Onibus Esta��o Alencar

Estação Alencastro, na Getúlio Vargas, em Cuiabá; licitação deve terminar em dezembro

Cinco empresas se mostraram interessadas em assumir o transporte coletivo de Cuiabá. Nesta sexta (18), elas apresentaram documentos à Comissão de Licitação, após a prefeitura abrir o certame para empresários predispostos com o negócio. Do total, apenas duas são novas e as demais já atuam no município.

As novatas são Rápido Cuiabá Transporte Urbano Ltda. e Viação Paraense Ltda. Já as empresas que desejam permanecer com o coletivo cuiabano são Integração Transporte Ltda., Caribus Transportes e Serviços Ltda. e Pantanal Transporte Rodoviário e Serviço de Locação Eireli.

O edital do transporte coletivo se arrasta há quase 20 anos na Prefeitura, passando pelos mandatos de Wilson Santos (hoje deputado estadual pelo PSDB), Chico Galindo (PTB), Mauro Mendes (governador atualmente) e com Emanuel Pinheiro (MDB). A última licitação foi feita em 2002, na gestão do prefeito Roberto França, e os contratos só começaram a vigorar em junho de 2004, com prazo de duração equivalente a 10 anos.

Em 2009 foi assinado um termo aditivo e, em dezembro de 2012, o contrato foi estendido novamente por cinco anos. A constante prorrogação foi alvo de auditoria do Tribunal de Contas (TCE) em maio deste ano, que viu a necessidade de fazer nova licitação. Foi orientado que Emanuel retomasse o certame.

Em agosto, a prefeitura divulgou o edital e o deixou disponível por 45 dias para as empresas. A licitação prevê muitas condições e regras, como além de oferta de no mínimo 30% de ônibus de ar-condicionado. Mas, mesmo com muitas condicionantes, elas podem cobiçar um mercado de quase 200 mil passageiros que hoje utilizam o transporte.

Etapas do certame

A licitação do transporte coletivo para Cuiabá deverá conter três etapas. A primeira já teve início nesta sexta com a avaliação das exigências que apontarão se as interessadas estão aptas à concorrência. De acordo com o diretor de Licitação e Contratos da Secretaria de Gestão, Agmar Siqueira, o resultado será publicado nos próximos dias no Diário oficial.

A fase seguinte diz respeito à proposta técnica, quando é comprovada, por exemplo, a capacidade das empresas em operar com o número de ônibus e com a quantidade de veículos com ar-condicionado previstos no edital.

Depois disso, as classificadas partem para a proposta financeira. Sairão vencedoras quem oferecer melhores valores para investimento. O montante mínimo apontado por estudos de viabilidade técnica é de R$ 263 milhões, divididos entre quatro lotes, investidos ao longo de 20 anos em melhorias para o transporte coletivo da Capital. Do total de lotes, cada empresa pode arrematar no máximo dois.

Segundo o prefeito, o edital também reduz a idade média dos veículos de 5.5 para 4.5 anos. “Depois de quase 20 anos, tivemos a coragem de fazer uma nova licitação. Este é um dos compromissos mais emblemáticos que fiz e que tenho uma alegria enorme de honrar, porque é o retrato da minha gestão: a humanização e o respeito às pessoas em primeiro lugar”, afirmou o prefeito.

Emanuel também destaca a inclusão de veículos com ar-condicionado à frota cuiabana, que hoje conta com apenas 60 ônibus climatizados, do seu total de 390. “As vencedoras começarão a atuar com, no mínimo, 30% de ônibus com ar-condicionado, chegando à totalidade da frota em até cinco anos. Hoje não tem nenhuma cidade no Brasil com 100% da frota refrigerada. Seremos um case de sucesso”, afirmou.

O secretário de Mobilidade Urbana Antenor Figueiredo informa que previsão é de que as vencedoras sejam anunciadas em dezembro. “É totalmente diferente do que temos hoje. Um fato importante é que o sistema é adaptável a qualquer modal, tanto VLT quanto BRT, não causando prejuízos à cidade”, disse (Com assessoria).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Elienay Cabral de Souza | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 10h08
    0
    0

    Só queria saber de uma coisa , não vai aumentar o número de ônibus articulando?

Calistro, dúvida à reeleição e Sumaia

sumaia leite 400 curtinha   Jânio Calistro, reeleito para o 2º mandato de vereador em 2016 e como o mais votado em Várzea Grande, com 3.658 votos pelo PSD, se mudou para o DEM dos Campos, mas ainda avalia se vai encarar o teste das urnas deste ano. Ele se mostra um tanto baqueado, após ficar preso por três meses. E...

Grupos convergem para Emanuelzinho

emanuelzinho 400   O jovem deputado federal Emanuelzinho (foto) está cada vez mais empolgado com a possibilidade de disputar a Prefeitura de Várzea Grande. Até se mudou da Capital para a cidade vizinha, onde montou apartamento no Edifício Maktub. Uma das revelações políticas do PTB, Emanuelzinho tem...

Câmara de ROO e pasta de Controle

orestes miraglia 400 curtinha   A Câmara de Rondonópolis deu de ombros para uma decisão do Tribunal de Justiça e, em primeira votação, aprovou mensagem do prefeito Zé do Pátio, criando a secretaria de Transparência Pública e Controle Interno (SETRACI) em...

Morre pai do secretário da Casa Civil

Mauro Carvalho pai   Faleceu, aos 97 anos, o pai do secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho. O empresário, que também emprestava o nome ao filho, Mauro Carvalho, foi vítima de um infarto nesta quinta (9). A informação foi confirmada pela deputada estadual Janaina Riva (MDB) que publicou nota de...

Deucimar vence Covid-19 após 20 dias

deucimar silva 400 curtinha   Após 13 dias numa unidade intensiva e mais sete se recuperando no leito de hospital, o empresário e ex-vereador pela Capital, Deucimar Silva (foto), recebeu alta médica nesta terça. Ele está curado da Covid-19. Ex-presidente da Câmara Municipal, Deucimar ficou emocionado, fez...

Estudo sobre 13º a vereadores de VG

jaqueline jacobsen curtinha 400   A conselheira-substituta Jaqueline Jacobsen (foto) estabeleceu prazo de 120 dias, em sessão de julgamento do TCE por videoconferência no último dia 2, para que o presidente da Câmara de Várzea Grande, Fábio Tardin, realize estudo prévio de impacto...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.