Executivo

Sexta-Feira, 18 de Outubro de 2019, 16h:55 | Atualizado: 19/10/2019, 08h:59

CERTAME CONFUSO

5 empresas têm interesse em transporte na Capital, após quase 20 anos sem edital

Rodinei Crescêncio

Onibus Esta��o Alencar

Estação Alencastro, na Getúlio Vargas, em Cuiabá; licitação deve terminar em dezembro

Cinco empresas se mostraram interessadas em assumir o transporte coletivo de Cuiabá. Nesta sexta (18), elas apresentaram documentos à Comissão de Licitação, após a prefeitura abrir o certame para empresários predispostos com o negócio. Do total, apenas duas são novas e as demais já atuam no município.

As novatas são Rápido Cuiabá Transporte Urbano Ltda. e Viação Paraense Ltda. Já as empresas que desejam permanecer com o coletivo cuiabano são Integração Transporte Ltda., Caribus Transportes e Serviços Ltda. e Pantanal Transporte Rodoviário e Serviço de Locação Eireli.

O edital do transporte coletivo se arrasta há quase 20 anos na Prefeitura, passando pelos mandatos de Wilson Santos (hoje deputado estadual pelo PSDB), Chico Galindo (PTB), Mauro Mendes (governador atualmente) e com Emanuel Pinheiro (MDB). A última licitação foi feita em 2002, na gestão do prefeito Roberto França, e os contratos só começaram a vigorar em junho de 2004, com prazo de duração equivalente a 10 anos.

Em 2009 foi assinado um termo aditivo e, em dezembro de 2012, o contrato foi estendido novamente por cinco anos. A constante prorrogação foi alvo de auditoria do Tribunal de Contas (TCE) em maio deste ano, que viu a necessidade de fazer nova licitação. Foi orientado que Emanuel retomasse o certame.

Em agosto, a prefeitura divulgou o edital e o deixou disponível por 45 dias para as empresas. A licitação prevê muitas condições e regras, como além de oferta de no mínimo 30% de ônibus de ar-condicionado. Mas, mesmo com muitas condicionantes, elas podem cobiçar um mercado de quase 200 mil passageiros que hoje utilizam o transporte.

Etapas do certame

A licitação do transporte coletivo para Cuiabá deverá conter três etapas. A primeira já teve início nesta sexta com a avaliação das exigências que apontarão se as interessadas estão aptas à concorrência. De acordo com o diretor de Licitação e Contratos da Secretaria de Gestão, Agmar Siqueira, o resultado será publicado nos próximos dias no Diário oficial.

A fase seguinte diz respeito à proposta técnica, quando é comprovada, por exemplo, a capacidade das empresas em operar com o número de ônibus e com a quantidade de veículos com ar-condicionado previstos no edital.

Depois disso, as classificadas partem para a proposta financeira. Sairão vencedoras quem oferecer melhores valores para investimento. O montante mínimo apontado por estudos de viabilidade técnica é de R$ 263 milhões, divididos entre quatro lotes, investidos ao longo de 20 anos em melhorias para o transporte coletivo da Capital. Do total de lotes, cada empresa pode arrematar no máximo dois.

Segundo o prefeito, o edital também reduz a idade média dos veículos de 5.5 para 4.5 anos. “Depois de quase 20 anos, tivemos a coragem de fazer uma nova licitação. Este é um dos compromissos mais emblemáticos que fiz e que tenho uma alegria enorme de honrar, porque é o retrato da minha gestão: a humanização e o respeito às pessoas em primeiro lugar”, afirmou o prefeito.

Emanuel também destaca a inclusão de veículos com ar-condicionado à frota cuiabana, que hoje conta com apenas 60 ônibus climatizados, do seu total de 390. “As vencedoras começarão a atuar com, no mínimo, 30% de ônibus com ar-condicionado, chegando à totalidade da frota em até cinco anos. Hoje não tem nenhuma cidade no Brasil com 100% da frota refrigerada. Seremos um case de sucesso”, afirmou.

O secretário de Mobilidade Urbana Antenor Figueiredo informa que previsão é de que as vencedoras sejam anunciadas em dezembro. “É totalmente diferente do que temos hoje. Um fato importante é que o sistema é adaptável a qualquer modal, tanto VLT quanto BRT, não causando prejuízos à cidade”, disse (Com assessoria).

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Elienay Cabral de Souza | Sábado, 19 de Outubro de 2019, 10h08
    0
    0

    Só queria saber de uma coisa , não vai aumentar o número de ônibus articulando?

Matéria(s) relacionada(s):

Políticos em peso em evento do HMC

A solenidade que marcou a entrega do HMC em Cuiabá, nesta segunda (19), está sendo considerada o evento do ano para o prefeito Emanuel. Ele conseguiu motivar a presença de diversas lideranças políticas, empresariais e de diferentes setores. Para se ter uma ideia, dos 11 membros da bancada federal, 8 estavam presentes, assim como 16 dos 24 deputados estaduais e 17 dos 25 vereadores. Também marcaram presença dezenas de prefeitos e outros...

Base na Câmara e apoio de Iva Viana

leonardo 400 curtinha   Leonardo Bortolin (foto), que comanda Primavera do Leste e um dos vários prefeitos que prestigiaram a solenidade de entrega 100% do HMC, nesta segunda à noite, em Cuiabá, revelou contar com uma base forte e sólida na Câmara Municipal, o que tem sido importante na aprovação dos...

Ato de EP atrai 6 últimos governadores

emanuel pinheiro 400 curtinha   Emanuel Pinheiro (foto), habilidoso nas articulações políticas, conseguiu levar para o mesmo evento, marcando a entrega 100% do Hospital Municipal de Cuiabá, nesta segunda à noite, cinco ex-governadores e ainda o atual. Prestigiaram a solenidade Júlio Campos, Carlos Bezerra,...

Governador tenta constranger prefeito

mauro mendes 400 curtinha   Mauro Mendes (foto) tentou constranger o prefeito Emanuel, nesta segunda, na festa da entrega para funcionamento pleno do Hospital Municipal de Cuiabá. Na presença de diversas autoridades, inclusive dos últimos cinco governadores, com exceção de Silval, o atual chefe do Executivo, em...

3 vereadores cuiabanos no Cidadania

diego guimaraes 400 curtinha   O Cidadania, hoje sem voz na Câmara de Cuiabá, poderá ter três vereadores a partir de março de 2020, com abertura da janela. Na dança das cadeiras, Felipe Wellaton sairá do PV para aderir ao Cidadania, que já é presidido em Cuiabá pelo seu chefe de...

6 na Câmara tentam barrar projetos

francis maris 400 curtinha   O prefeito cacerense Francis Maris (foto) luta junto aos vereadores, para, enfim, concretizar todas as etapas de um financiamento milionário para projetos na área de saneamento. São R$ 130 milhões para abastecimento de água e cobertura de rede de esgoto, com juros de 6% ao ano e 20...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Como você avalia a decisão do Supremo de suspender prisão imediata após julgamento em segunda instância?

Concordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.