Executivo

Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 12h:32 | Atualizado: 28/09/2020, 18h:02

NO PAIAGUÁS

Ao comentar crise ambiental, ministro vê "mentira" para impor barreira a MT - veja

Rodinei Crescêncio

Onyx Lorenzoni e Mauro Mendes

O ministro ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao lado do governador Mauro Mendes, durante formalização de um convênio de R$ 10 mi com MT

Em visita ao estado, o ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, voltou a defender o governo federal quanto às ações voltadas ao meio ambiente, considera que o assunto é usado por países concorrentes para impor barreiras comerciais ao produto brasileiro e se referiu à Covid-19 como “presente da China”. Elogiou a pecuária do estado que considera ser “a mais sustentável” e chegou a ser interrompido pelo lado do governador Mauro Mendes (DEM) que afirmou não ter faltado recursos no combate aos incêndios no Pantanal.

“Vamos repor a verdade sobre isso. Começamos operações no Pantanal em julho quando tivemos os primeiros registros de focos de incêndio ali, desde o primeiro momento que entramos, com uma quantidade menor de focos, a Marinha sempre esteve presente. Então, essa conversa querendo atacar o Governo federal e que ele demorou, é uma mentira plantada por alguns”, disse o governador durante coletiva à imprensa nesta segunda (28).

Para Mauro, os incêndios que devastaram mais de 20% do Pantanal se deve ao acúmulo de material orgânico nos últimos 14 anos, condições climáticas e citou incêndios que teriam começado em terras indígenas e em propriedades particulares que seriam fruto da ação de minhoqueiros e “alguns acidentes que comprovadamente aconteceram”.

“As investigações prosseguem e nós estamos investigando onde começou e se foi criminoso, já disse que vamos responsabilizar. As imagens de satélite mostram quem começou de forma criminosa e o governo federal sempre esteve presente conosco”.

Antes da intervenção do governador, o ministro destacou a atividade pecuária no estado e parabenizou o setor por não ter parado durante a crise pela Covid-19. “Até um tempo atrás foi usada a febre aftosa como barreira comercial, como controlamos a doença no Brasil, troca de barreira e agora é a mentira sobre o meio ambiente, preservação da floresta. Aí se faz um redirecionamento do comprador, esse é o jogo. Tem que ser claro sobre isso”.

Rodinei Crescêncio

Onyx Lorenzoni e Mauro Mendes

Ministro ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, ao lado do governador Mauro Mendes, quando ressaltou medidas do Governo federal durante crise

Mais recursos federais

Onyx, que é do DEM e um dos ministros com grande atuação política, aproveitou para defender o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) das críticas na condução da crise. “Projetava um ano de 2020 de grande crescimento, mas lamentavelmente nós acabamos como o mundo todo recebendo esse presente da China e todos nós tivemos que enfrentar uma enfermidade que ninguém conhecia”.

Ele veio a Mato Grosso para a formalização de um convênio de R$ 10 milhões que visa adquirir produtos da agricultura familiar para destinar a pessoas em situação de vulnerabilidade e comentou os repasses de recursos para conter a crise sanitária.

“Bolsonaro, desde o primeiro momento, foi uma das poucas vozes de líderes mundiais que dizia que tem que haver equilíbrio entre a proteção à vida e o combate à Covid, e não faltaram recursos a estados e municípios para aplicar no SUS”.

Segundo Onyx, os recursos vem de diversas fontes, sendo R$ 5 milhões dentro da parcela do auxílio para estados e municípios, além de R$ 1,6 milhão de complementação, o restante seria por conta de parcerias com a Conab, totalizando R$ 10 milhões em ações. O aporte do estado, segundo Mauro, será de R$ 10 milhões e a previsão é que 120 mil pessoas sejam beneficiadas.

Postar um novo comentário

Comentários (8)

  • alex r | Terça-Feira, 29 de Setembro de 2020, 12h08
    0
    0

    Vergonhoso o que se transformou o Estado Brasileiro. Todo Governo deveria se preocupar com 2 bases: Seu povo e seu território e tanto o Governo Federal quanto o Estadual são traidores. Governo federal viu mais de 100 mil famílias perderem seus entes e deu um sonoro E dai? Viram o Pantanal pegar fogo e novamente E dai? O que me espanta não é os canalhas agirem e sim o silencio do bem , pois quando o bem não age o mal prospera!

  • CHIRRÃO | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 20h44
    2
    10

    "A CULPA É DO BOLSONARO !! EU VI ELE TACANDO FOGO BEM ALI Ó " DIZIA UM ESQUERDISTA DESMAMADO DAS PROPINAS ! .

  • Rafael | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 19h25
    8
    1

    Culpa do Mauro Mendes.... Ágil tarde preocupado com a política... Todos os dias ele via a baixada cuiabana de baixo de fumaças vindo do pantanal e, ficou de braços cruzados... Perdemos mais da metade do pantanal... Revoltante isso ....

  • Dos Santos | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 17h19
    15
    2

    Meu Deus, que governo é esse? Lançam mentiras na "cara dura". O Onix veio a MT com discurso prontinho de mais uma teoria da conspiração. Agora a nova teoria é a barreira comercial impostas pelos países concorrentes, como se os fatos e imagens já registradas pelo INPE e pela NASA não valem-se nada, como se todos de MT fossem trouxas e idiotas. A inércia e omissão do MMA, a desestruturação do IBAMA para fiscalização não conta, não é mesmo? Embora MT seja um estado, onde boa parte dos eleitores(torcedores) são Bolsominios, mistura de tudo quanto é porcaria e retrocesso que existe no mundo, nem todos são idiotas e imbecis. Ainda tem o governador do estado que para manter o jogo da bajulação, em troca de migalhas da União, ataca os índios e os minhoqueiros como culpados pelas queimadas, é mole?...

  • jUCA | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 16h30
    5
    4

    TEMOS QUE BOICOTAR O AGRO, só assim salvaremos a AMAZONIA E O PANTANAL. Vamos DEIXAR DE COMER CARNE, DE FAZER AQUELE CHURRASCO no final de semana com carvão vegetal, vamos PARAR DE BEBER CERVEJA pois tudo isso tem insumos do agronegocio, esses barões malvadões que destroem a natureza. É tão simples acabar com o agro, começamos boicotando a cervejinha, o churrasco e os barões do agro quebram, entram em falência pois não tem pra quem vender, as fazendas são abandonadas e assim a natureza vence. Vamos ter EXEMPLO DA CHINA, se eles sobrevivem comendo insetos, porque a gente não faz o mesmo, boicotemos os produtos do agro e vamos aderir a comer insetos. É MAIS SAUDAVEL, SEM AGROTOXICOS E SUSTENTÁVEL.

  • Benedita da Silva | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 13h54
    17
    1

    Seria cômico se não fosse trágico, ilações, mentiras, suposições, conspirações etc. Com a canetada do desminitro do 1/4 ambiente, espero que entrem no STF contra este absurdo. O que se pode esperar da tchurma da terra plana, que acredita que satélite faz fotoshop em imagens? Não precisa mais de dois neurônios pra entender.

  • Aldo | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 13h33
    19
    1

    Esses políticos tratam a população como analfabetos, que não sabem ler ou ver notícias. Tudo o que se vê no Brasil é aumento de temperatura e fumaça, os rios de Mato Grosso estão cada vez com menos água. Estamos bem próximos de uma catástrofe ambiental, e esses governos de braços cruzados. Não está havendo interesse algum sobre meio ambiente.

  • Eleitor | Segunda-Feira, 28 de Setembro de 2020, 13h15
    20
    1

    Olha tem gente que calado é um poeta! Esse ministro para bajular o presidente da republica vir dizer que a crise ambiental é piada, estamos com o pantanal ardendo em chamas e Cuiabá e Mato Grosso engolindo fumaça e esse senhor vir dizer que isso é mentira.. Esse é um daqueles que dizem que os cientista metem ao dizer que a terra é redonda porque a turma do presidente garante que é plana...

Olhar Dados mantém EP na liderança

emanuel pinheiro 400 curtinha   A sexta pesquisa do Olhar Dados sobre intenções de voto para prefeito de Cuiabá, divulgada nesta terça pelo site Olhar Direto, traz o prefeito Emanuel Pinheiro (foto) estável, em primeiro, com 31,2%. Em segundo, com 7 pontos atrás, figura Abílio Júnior, com...

Meraldo disputa e contra próprio irmão

meraldo sa 400 curtinha   Meraldo Figueiredo Sá (foto), ex-prefeito de Acorizal por dois mandatos, está rindo à toa. Mesmo com parecer contrário do Ministério Público Eleitoral, por considerá-lo ficha-suja, Meraldo conseguiu deferimento do registro de sua candidatura. E entra no embate eleitoral com...

Gamba e efeito-vice em Alta Floresta

chico gamba 400 curtinha   O agricultor Chico Gamba (foto), que concorre a prefeito de Alta Floresta pelo PSDB, estaria disposto a substituir a vice da chapa, a empresária Roseli Gomes, a Rose da Tradição (PSC), por esta enfrentar forte desgaste político, rejeição popular e até denúncia. Mas,...

PT, candidata vetada e novo ajuste

bob pt 400 curtinha   O PT em Cuiabá, comandado pelo assessor do deputado Lúdio, Elisvaldo Almeida, o Bob (foto), terá de ajustar de novo a chapa proporcional, especialmente sobre candidaturas femininas em Cuiabá. Depois que foi intimado pela Justiça a completar a cota de mulheres, sob pena de indeferimento da...

TCE vê superfaturamento em Juara

carlos sirena 400 curtinha   Em plena campanha eleitoral o prefeito de Juara, Carlos Sirena (foto), candidato à reeleição pelo DEM, está tendo que buscar explicações sobre irregularidades apontadas pelo TCE-MT em alguns casos de dispensa de licitação, especialmente nas compras de produtos para...

Doação à campanha a pedido de Jayme

jayme campos 400 curtinha   O senador Jayme Campos (foto) não tirou um centavo do bolso para colocar na campanha de Kalil Baracat, mas é o responsável pela entrada de praticamente a metade dos R$ 1,4 milhão doados ao candidato do MDB à Prefeitura de Várzea Grande. Graças à...