Executivo

Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 12h:40 | Atualizado: 15/04/2019, 14h:41

Apesar de reduzir déficit, Mauro não fixa mês para voltar a pagar folha no dia 10

Rodinei Crescêncio

Governador Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes afirma que prioridade é atender demandas de toda a sociedade 

Apesar da redução do rombo em R$ 50 milhões nas contas do Estado, o governador Mauro Mendes (DEM) não promete afrouxar o cinto dos gastos públicos. E isso inclui a regularização do pagamento de salários dos servidores do Executivo,  tão esperado pela categoria. O democrata afirmou que, ante a situação do funcionalismo, se pauta pela “ansiedade do cidadão”.

“Essa ansiedade é do servidor. Cem mil servidores no Estado de Mato Grosso, que merecem todo nosso respeito. Mas nós, Governo, trabalhamos com a expectativa de mais de 3 milhões de habitantes que vivem nesse Estado”, declarou na manhã desta segunda (15).

O planejamento do Governo era parar o regime de escalonamento de salários no segundo semestre deste ano ou no mês de agosto, e retornar para dia 10 o pagamento dos vencimentos. Mas, em fevereiro, Mauro conseguiu uma melhora no caixa reduzir mais de R$ 50 milhões do déficit de R$ 168 milhões em relação ao mês anterior. O valor se deve ao contingenciamento de despesas com o decreto de calamidade financeira e a redução de R$ 64 milhões nos proventos dos servidores ativos.

Mas nós, Governo, trabalhamos com a expectativa de mais de 3 milhões de habitantes que vivem nesse Estado

Governador Mauro Mendes

Servidores esperam que, com melhora do quadro fiscal, o escalonamento poderia ser interrompido antes do previsto. Mas Mauro pontou  que trabalha primeiramente com a “ansiedade do cidadão”. O governador citou em seguida que, apesar do objetivo da gestão em restabelecer o salário para o dia 10, precisa também honrar o pagamento com empresas contratadas, fornecedores e hospitais.

“Vamos trabalhar sim para voltar todos para o dia 10, mas estamos trabalhando para pagar os nossos fornecedores, para pagar os hospitais, para pagar o fornecedor de medicamento por que isso traz dor e sofrimento aí na falta de remédio e medicamento em todo Estado”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • Pagador | Terça-Feira, 16 de Abril de 2019, 08h56
    1
    0

    Sou servidor e pago a renúncia fiscal que o estado faz. O cidadão Mato-grossense também paga...

  • joaoderondonopolis | Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 15h49
    9
    4

    Os servidores do estado, não podem esquecer na hora de votar neste governador para reeleição ou quem ele indicar a prefeito da capital e do interior de MT. Assim como ele tirou o sono e desgraçou a vida de muitos servidores, iremos tirar o sono dele também, tudo tem a hora certa. Dê tempo ao tempo, que o tempo dá o tempo. Ele pagou a RGA para todos os poderes, e não autorizou para os servidores do executivo.

  • edriane welter | Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 14h18
    12
    5

    Este senhor nunca me enganou! Pleito único kkkk

  • Servidor | Segunda-Feira, 15 de Abril de 2019, 13h41
    19
    3

    Governador o servidor do executivo sofreu quatros anos nas mãos do Pedro Taques e depositou toda a esperança na sua fala de campanha de que iria valorizar o servidor e pagar os salários dentro do mês do trabalho.. E, agora nós trata desta forma pode certeza que vamos lembrar de suas palavras na hora do voto e vai começar pela eleição municipal e terminar com sua derrota na sua reeleição.. Servidores e seus familiares irão te dar a resposta pode esperar o Pedro Taques pagou para ver...

Matéria(s) relacionada(s):

Governo liquida toda folha de março

luciana rosa 190 curtinha tesouro   A secretaria de Fazenda creditou neste sábado o pagamento de março dos servidores ativos e inativos que recebem acima de R$ 7,5 mil para quem tem conta no BB. Já para aqueles com conta em outros bancos, a liberação será na segunda (22). Segundo a...

Delator afirma não ter promissórias

silval barbosa curtinha   As tais notas promissórias que o STF alegou não ter encontrado nos autos do processo, pelo visto, não vão aparecer. O próprio delator, ex-governador Silval Barbosa (foto), que confessou esquemas criminosos dentro de sua gestão, disse que jamais prometeu apresentar esses...

Ex-prefeito de Chapada agora na AL

gilberto mello chapada curtinha   Após duas tentativas frustradas de retorno ao comando da Prefeitura de Chapada, em 2012 e 2016, o ex-prefeito e pecuarista Gilberto Schwartz de Mello (foto) agora atua como assessor-adjunto da Primeira-Secretaria da Assembleia Legislativa. Tem salário de R$ 5,6 mil. Ele arrumou o cargo comissionado...

Projetos irregulares e ressarcimento

leandro carvalho curtinhas   Alguns proponentes da época de Leandro Carvalho (foto) como secretário estadual de Cultura, no Governo Taques, estão sendo obrigados a devolver ao erário o que receberam de ajuda financeira porque simplesmente não prestaram contas. Marcos Aurélio Oliveira da Silva é um...

Servidores do Judiciário ganham RGA

carlos alberto curtinha   Os servidores do Judiciário, sob Carlos Alberto (foto), assim como nos outros anos, receberam a sua Revisão Geral Anual. Neste ano, têm direito a 3,43% a título de reajuste, índice calculado com base na inflação. De um certo modo, trata-se de uma categoria de um Poder...

Presidente vê quebra de paradigma

misael galvao curtinha   Misael Galvão (foto) disse que nestes primeiros 90 dias como presidente da Câmara da Capital tem tomado decisões que representam quebra de paradigma e que terão reflexos positivos junto à população cuiabana daqui a dois meses. Enfatiza a questão da transparência,...

MAIS LIDAS