Executivo

Quarta-Feira, 21 de Maio de 2014, 16h:30 | Atualizado: 22/05/2014, 10h:46

tangará da serra

Após condenação, Câmara extingue mandato do Fábio, que diz não ceder

Reprodução

prefeito_tangara_interna.jpg

Prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira, diz que não entregará cargo

O mandato do prefeito de Tangará da Serra, Fábio Junqueira (PMDB), foi extinto por Decreto Legislativo publicado pela Câmara Municipal, nesta quarta (21). O cargo será preenchido pelo vice-prefeito Zé Pequeno (PT), que disputou várias eleições para gestor no município e, atualmente, atuava como secretário de Educação e Cultura. O Decreto, assinado pelo presidente da Câmara Weliton Duarte (PT), cumpre notificação recomendatória do Ministério Público devido à condenação que suspende os direitos políticos do prefeito, por cinco anos e determina o ressarcimento de R$ 31 mil ao erário. O ex-prefeito Jaime Muraro também recebeu a mesma sentença.

 Fábio foi vice de Muraro entre 1997 e 2000. À época, os gestores fizeram pagamentos à Associação Mato-Grossense de Municípios (AMM) sem comprovação da prestação de serviços.  A Câmara já notificou o peemedebista. O prefeito, entretanto, afirma que não entregará o cargo ao vice e ingressou com Mandado de Segurança no Tribunal de Justiça, para permanecer no comando do Executivo. Além disso, informa que contranotificou a Câmara, uma vez que o Decreto está baseado em jurisprudência sobre condenação criminal e não por improbidade, que é o seu caso.  

De todo modo, conforme o Decreto Legislativo, a posse de Zé Pequeno deveria ocorrer às 15h de hoje. Ocorre que o petista está em Cuiabá e não compareceu no ato que foi adiado para quinta (22), pela manhã. Ao Rdnews, Zé Pequeno declara que conversou com o prefeito por telefone e apoia o recurso para preservar o cargo. “O ideal é não me manifestar sobre esta questão porque a conjuntura está indefinida”, disse. A instabilidade política não é novidade em Tangará da Serra.Os antecessores de Fábio, Júlio Ladeira (PR) e José Jaconias (PT) tiveram os mandatos cassados por improbidade administrativa.

Prefeito perde direitos políticos, deve devolver R$ 31 mil, mas fica no cargo

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • irineu | Quinta-Feira, 22 de Maio de 2014, 15h48
    0
    0

    Ki pena, Tangará não merece isso. Quando é que vamos ter um Prefeito ou Prefeita de verdade ai.

  • carlos eduardo | Quarta-Feira, 21 de Maio de 2014, 19h40
    0
    0

    Este ex prefeito é um DEMAGOGO Tangara ta um caos é um péssimo prefeito ja tava na hora, ele foi um dos que manifestou a cassaçao do ex prefeito julio e do vice jaconias. sabe de nada INOCENTE

Luta de Misael e asfalto no Despraiado

misael galvao curtinha 400   O presidente da Câmara da Capital, Misael Galvão (foto), está comemorando uma vitória suada: a retomada das obras de pavimentação em toda extensão das ruas Afonso Pena e Oswaldo Correa, no bairro Despraiado. Ele fez várias indicações para...

Deputado reforça equipe com Nego

nego ramos 400 curtinha   Com larga experiência na política, Valdeny dos Santos Ramos, o popular Nego Ramos (foto), agora reforça a equipe do deputado Emanuelzinho, que, aos 25 anos hoje, é o terceiro federal mais jovem do país, e foi o terceiro mais votado nas urnas de 2018, em Mato Grosso, com 76.781 votos....

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.