Executivo

Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 17h:42 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

EXCLUSIVO

Após escândalo, Marchetti deixa governo para evitar desgastes

Vilceu Marchetti    O secretário de Infraestrutura, Vilceu Marchetti (PR), anunciou nesta sexta (30) a exoneração do cargo devido ao escândalo do superfaturamento superior a R$ 26 milhões na compra de caminhões e máquinas do programa “Mato Grosso 100% Equipado”. O republicano confirmou a saída do staff do governador Silval Barbosa (PMDB), em coletiva na sala de reuniões da secretaria de Infraestrutura (Sinfra). O nome mais cotado para substitui-lo é o de Nilton de Brito, assessor do Dnit, em Brasília, e funcionário de carreira da Sinfra.

   Marchetti disse que comunicou a decisão a Silval, por telefone, minutos antes de fazer o anúncio. Ele ressaltou que pretendia deixar o cargo em 31 de março, junto com o ex-governador Blairo Maggi (PR), mas optou por continuar no posto para ter certeza que a investigação do superfaturamento seria levada adiante. Marchetti decidiu deixar o primeiro escalão para se preservar e evitar questionamentos de falta de transparência na investigação instaurada pela Delegacia Fazendária.  Ele também disse temer desgastes à imagem de Silval, pré-candidato à reeleição.

    A notícia do superfaturamento caiu como uma “bomba” no Palácio Paiaguás, pois pode comprometer os projetos políticos de Maggi e Silval. Diante disso, membros da cúpula do PR passaram a pressionar Marchetti a deixar o governo. O processo licitatório de R$ 241 milhões foi realizado pela Sinfra e secretaria estadual de Administração, comandada por Geraldo De Vitto. A expectativa é que o próprio De Vitto também seja obrigado a “abandonar o barco”.

   Ao todo, foram comprados mediante processo licitatório 408 caminhões e quase 300 máquinas para recuperação e manutenção de estradas. O dinheiro foi obtido por meio de um empréstimo contraído com o BNDES. Segundo o secretário-chefe da Casa Civil, Eder Moraes, os empresários já devolveram R$ 6 milhões aos cofres públicos. Ele reforça que o próprio Maggi, à época em que ainda governava, solicitou à Auditoria-Geral do Estado a apuração dos indícios de sobrepreço. Após tomar posse, Silval prosseguiu o trabalho de investigação. 

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • selma | Domingo, 02 de Maio de 2010, 18h18
    0
    0

    É o preço do cargo meu amigo. sei que quem deve mesmo derepente nem vai dar um lenço para secar as lágrimas de quem foi fiél até neste momento tão cruel.

  • FRANCISCO | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 23h46
    0
    0

    É WILSON SANTOS ACREDITO QUE DEPOIS DESSA BOMBA, BOMBA, BOMBA, NÃO TEM PRA NIGUEM VC SERA NOSSO FUTURO GOVERNADOR, ANTERO E PEDRO TAQUES NOSSOS FUTUROS SENADORES.

  • Jorge Camargo | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 21h35
    0
    0

    NÃO PODEMOS ESQUECER QUE QUEM FEZ MAIOR PROPAGANDA COM OS CAMINHÕES FOI O BLAIRO MAGGICO "ESTADO SEM 100% EQUIPADO E POVO 20% ROUBADO" ESSE É O BLAIRO DOS RECORDES

  • Mário Quidá | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 20h27
    0
    0

    Essa turma já vai tarde! Semana passada esse ex-secretário, em companhia do secretário Pedro Nadaf e do ilibado deputado Pedro Henry, esteve em Cáceres e convocou a imprensa para anunciar supostos investimentos em infra-estrutura para o 30º Festival de Pesca que está sendo realizado, na verdade somente fizeram um tapa buraco mal feito em UMA ÚNICA RUA que liga o aeroporto à praça de eventos, pois neste domingo o governador Silval vem a Cáceres e fará este trajeto, os cacerenses estão ansiosos para vaia-lo sonoramente e dar a resposta em outubro.

  • Rômulo Gentil de Almeida | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 19h53
    0
    0

    Li hoje que a senadora Serys estava revoltada e muito brava, cheia de acusações pra cima do Silval & Cia por causa desse escândalo, lógico que aquilo ali era pura encenação, pra angariar prestígio pra seu agora aliado Mauro Mendes. Caminhão carregado de açúcar até o pneu é doce, gente no dia da entrega das tais máquinas, dei uma escapolida lá do serviço pra dar uma assuntada na festança, foi fuguetório, comes e bebe, tudo em nome do sucesso alcançado, Silval e Maggi, pareciam o Ronaldo fenômeno, todos queriam chegar junto dar um tapinha nas costa, a todo momento era abraço pra lá, abraço pra cá, o assédio pra cima dos prefeitos era geral, tudo em nome de apoio para as eleições que se aproximam, a senadora toda elegante jogando seu charme pra todos e todas, só que alguém jogou na mão dela uma prova, ou seja, um documento que os equipamentos estavam acima do preço de mercado, a pergunta que faço: porque ela não foi ao MP e denunciou? porque só agora depois da explosão da bomba ela se manifesta?

  • manoel dias | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 19h03
    0
    0

    Além de Marchetti tem que sair também o Eder Moraes e o Geraldo de Vitto pela moral do governo Silval e do Blairo.

  • alex bruno | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 18h42
    0
    0

    alex bruno, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • julio oliveira | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 18h27
    0
    0

    GANANCIA.

  • Luiz Felipe | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 18h19
    0
    0

    Que ótimo Cuiabá agradece, e digo + falta ainda os dois arrogantes e prepotentes deixarem o governo, pois fala sério nunca vi pessoas + estrelas que esses dois, e governador me poupe ficar defendendo Eder, será que ele vale tanto assim? Esse Eder está afastando todos que querem ou simpatizam com Silval, com esse jeito estrela dele, a´liás é bom ele sair tbém, pois a imagem já esta abalada e vamos ser sinceros o Silval puniu todos do grupo do PMDB pq vai segurar esse Eder, ele teria + votos que os aliados do PMDB? Abre o olho companheiro....

  • jovino | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 18h16
    0
    0

    Puxa vida , só faltava essa : o Vilceu anunciar que nao ia sair da Sinfra .Mais inusitado que isso é ver um caminhao atropelando um trator.

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...