Executivo

Segunda-Feira, 14 de Outubro de 2019, 16h:12 | Atualizado: 14/10/2019, 16h:19

sefaz

Após medidas, Gallo crê que reequilíbrio fiscal de MT vai se consolidar só em 2021

Rodinei Crescêncio

Secret�rio de Fazenda Rog�rio Gallo

Secretário de Fazenda Rogério Gallo durante coletiva na PJC; ele fala sobre expectativa positiva para próximos anos

O secretário estadual de Fazenda Rogério Gallo, que chefia a equipe econômica do governador Mauro Mendes (DEM), acredita que o reequilíbrio fiscal de  Mato Grosso deve se consolidar somente em 2021. Em sua avaliação, o cenário econômico apresentará melhoras a partir do final do ano que vem, com resultado das medidas adotadas pelo Governo do Estado para redução do custeio da máquina pública.

“Nós devemos chegar ao final de 2020 com todas as premissas ocorrendo, o País voltando a crescer, assim como o PIB, e com a economia de fato ativada. Assim, teremos no final de 2020, entrando em 2021, um cenário de equilíbrio econômico”, disse Gallo após a apresentação dos resultados da Operação Fake Paper, contra a sonegação fiscal no setor do agronegócio.

Gallo também pontua que Mauro iniciou a gestão com déficit orçamentário de R$ 1,7 bilhão. Para reduzir, adotou medidas como o decreto de calamidade financeira, o pacote de ajuste fiscal e a reinstituição dos incentivos fiscais que reduziram o valor.

 A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) serve como diretriz para a elaboração da Lei Orçamentária Anual (LOA) e previa, para 2020, uma receita total estimada em R$ 19,155 bilhões e uma despesa estimada em R$ 19,863 bilhões. Com isso, o déficit chegava a R$ 708 milhões para o próximo exercício.

Entretanto, a reinstituição dos incentivos fiscais, aprovada pela Assembleia em julho, trouxe um incremento de mais de R$ 800 milhões à receita do Estado. Assim, o Paiaguás enviou anexos à LDO prevendo superávit de R$ 122 milhões.

 “Isso já faz com que ao fim do ano, a gente não chegue com dívidas para o ano seguinte na ordem de R$ 1,5 bilhão como estava previsto. Vamos terminar em uma condição muito melhor. Em torno de R$ 1 bilhão a menos”, completou Gallo.

 Conforme Gallo, o Executivo trabalhou com responsabilidade para manter o controle das contas públicas. Apesar dos enfrentamentos, como a greve na educação, avalia o resultado das medidas como positivo.

“Foi feito um trabalho para melhoria da receita. Cortamos alguns incentivos fiscais que não tinham o menor sentido, que eram, de fato, privilégios. Mantemos os que tinham sentido para o desenvolvimento do Estado. De outro lado,  trabalhando fortemente no corte e no controle da despesa. Não deixamos crescer a despesa com pessoal, porque nós não podíamos, em função do estouro da Lei de Responsabilidade Fiscal. Tivemos inclusive uma greve”, concluiu.

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • alexandre | Terça-Feira, 15 de Outubro de 2019, 08h20
    3
    0

    não vai reequilibra nunca, enquanto não se reduzir os super duodecimos....

Álbum de casamento para 300 casais

marcia pinheiro 400 curtinha   A primeira-dama de Cuiabá, Márcia Pinheiro (foto), que desde 2017 lidera alguns projetos sociais de forma voluntária, fez questão de, mesmo com a pandemia da Covid-19, promover, na última segunda, entrega simbólica de álbuns de casamento para 10 casais, que foram...

Fora de vez da disputa para senador

cidinho santos 400 curtinha   O empresário e ex-senador Cidinho Santos (foto), recém-filiado ao DEM, desistiu de vez da ideia de entrar de última hora na corrida ao Senado, na suplementar que será realizada em novembro deste ano. E por algumas razões. Primeira, como sócio do frigorífico União...

TCE suspende licitação de R$ 12 mi

air praiero 400 curtinha   Uma concorrência pública, com valor estimado de R$ 12,5 milhões, tocada pela secretaria de Habitação e Regularização Fundiária de Cuiabá, sob o defensor público licenciado Air Praeiro Alves (foto), foi suspensa cautelarmente pelo TCE por causa de...

6 estão no páreo em Tangará; 2 fortes

vander masson 400 curtinha   Tudo indica que os tangaraenses terão nas urnas 6 candidatos majoritários nas eleições de novembro. O cenário está se desenhando com os seguintes "prefeitáveis": Chico Clemente (PSD), Gunther Duarte (PSL), Vander Masson (foto), do PSDB, Claudinho Frare (Republicanos),...

Bolinha é multado por irregularidades

humberto bolinha 400 curtinha   Por causa de irregularidades cometidas ainda em 2017, ao fazer aquisições sem realizar licitação e/ou pesquisa de preço, o prefeito de Guiratinga, Humberto Domingues, o Bolinha (foto), recebeu multa do TCE de 12 UPFs-MT, correspondente hoje a R$ 1,7 mil. E será intimado pelo...

Puxando o "rei" pra baixo em Tangará

reinaldo morais 400 curtinha   A pré-campanha ao Senado do empresário Reinaldo Morais (foto), o "rei dos porcos", evangélico e bolsonarista, vem ganhando aceitação popular em vários municípios. Mas, em Tangará da Serra, enfrenta muita resistência. Algumas pessoas próximas ao...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT estuda retomada das atividades escolares presenciais possivelmente em agosto ou setembro. O que você acha?

Estou de acordo

Não - aulas não podem voltar por agora

tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.