Executivo

Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 09h:00 | Atualizado: 27/01/2011, 09h:06

Educação

Atestado falso é café pequeno, garante o presidente do Sintep

Gilmar Soares Ferreira   Após o escândalo sobre a venda de atestados médicos concedidos pelo psiquiatra Ubiratan Magalhães Barbalho virou destaque no cenário nacional, o Ministério Público pediu que as secretarias estaduais fizessem um verdadeiro pente-fino sobre a situação de seus funcionários. O maior número de licenças médicas foi concedido aos servidores da Educação, no entanto, os profissionais do setor não parecem preocupados com a medida.

   Dados do programa Qualidade de Vida, da secretaria estadual de Educação (Seduc), indicam que até outubro do ano passado, 1.142 professores se afastaram de seus cargos por motivos de saúde. O número corresponde a cerca de 53% das licenças concedidas a servidores estaduais.

   Apesar da quantidade de licenças no setor, o presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público (Sintep), Gilmar Soares Ferreira, não teme que os profissionais sejam prejudicados com o pedido do Ministério Público. “Se tiver atestado do Ubiratan, é café pequeno”, destacou. Ele ressalta que a entidade tem como comprovar que há uma sobrecarga de trabalho que obriga os professores a trabalharem doentes.

   Para o presidente, o episódio evidencia a falta de políticas efetivas na prevenção à saúde do trabalhador. “Falha o sistema quando permite que o professor acumule jornada e o expõe a péssimas condições de trabalho”, explica. Diante da situação, Gilmar defende um aumento salarial para que os profisisonais não precisem dobrar a carga horária. “Um melhor salário pode nos levar a trabalhar em uma única escola”, esclarece.

   Ele ainda aponta que as licenças são justificáveis, levando em conta as condições de trabalho dos professores. Isso, no entanto, não reflete em aposentadorias pelo mesmo motivo pois, segundo o professor, o benefício não é vantajoso para o profissional em razão da burocracia imposta pela secretaria de Administração (SAD).

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • julio jose | Sexta-Feira, 28 de Janeiro de 2011, 14h43
    0
    0

    o MP,esta cumprindo o papel dele afinal esta noticia tem que ser esclarecida,agora fazer um barulho encima disso não esta certo,o MP devia sim é cobrar a situação dos aposentados que ganham menos dos que estão na ativa ,por exemplo os da policia,os fiscais aposentados e outros aposentados,pois o blairo fez essa injustiça com os aposentados criando verba indenizatória,isso é desculpa para não pagar bem os aposentados,essa verba indenizatória escandalosa,pois não indeniza nada,indeniza o que?espero que o gov. Sival reveja essa verba,se merecem incorpore no salário,ai todos recebem.agora ,quanto aos funcionários,só os que precisam realmente de atestado é quem sabem de sua saúde,não secretário,nem governador,não sei para que esse alvoroço,é só cobrar mais rigor da pericia,se é incapaz exonere,pois tem muitos funcionários que realmente precisa e não conseguem,já vi comentários de funcionarios que precisaram até se aposentar e não foi concedida a aposentadoria tiveram que se humilhar esperando mais tempo do que necessarios e até morreu e a aposentadoria não saiu .

  • João Francisco | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 15h19
    0
    0

    Concordo com o xará, tem a ufa de atestado médico falso por ai, inclusive fora do estado. A perícia??? não funciona, só carimba os trens mal feito os seus amigos e dos maus servidores.

  • João Francisco | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 15h19
    0
    0

    Concordo com o xará, tem a ufa de atestado médico falso por ai, inclusive fora do estado. A perícia??? não funciona, só carimba os trens mal feito os seus amigos e dos maus servidores.

  • JOÃO DE DEUS | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 13h37
    0
    0

    Tá todo mundo criticando o Dr. Ubiratan, mas fico a me perguntar; e os médicos da perícia que atestam a validade dos atestados apresentados pelos servidores, como ficam nessa história? vamos investigar os médicos da perícia também, pau que bate em mané tem que bater em manoel tambem.

  • Vitão | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 11h38
    0
    0

    É uma vergonha este coorperativo, destes parazitas que querem ganhar sem trabalhar. Mas continua no bico de escola particulares.Vamos ter que acabar com estes coorperativismo barato?

  • Maria | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 11h29
    0
    0

    Diga não aos atestados falsos, mais pressão ao professor c/ salário de fome, isso não....atente mais p/a os grandões dos órgãos públicos, que estão uma vergonha... roubalheira só... $$$$$$ sifras e mais $$$$$ sendo consumidos....

  • Willian | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 11h20
    0
    0

    A propósito do que falei anteriormente, um ótimo psiquiatra é o doutor Valença. Ele atende em uma clínica ao lado do hospital Jardim Cuiabá.

  • Willian | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 11h17
    0
    0

    Concordo com o Cléber. Porém, temos que analisar alguns fatos. Quando precisei desse especialista, tive que esperar quase 02 meses para uma consulta via Unimed, tendo em vista que tenho amigos médicos que me informaram que o citado doutor não era "muito bom". Existem pessoas que necessitam tratamento imediato, e nesse ponto Ubiratan tem esse atendimento imediato. Sua consulta não é cara. Então para quem não tem plano, não quer esperar meses e muito menos depender do Sus, que também é muito mais demorado, e ainda, não tem informações sobre o médico, acabam por procurar Ubiratan. Não podemos generalizar. É obvio que alguns agem de má fé.

  • Alexandre Cândido | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 10h28
    0
    0

    É isso aí Gilmar. Infelizmente, ao invés de se promover políticas mais consistentes e continuadas que visem à saúde do trabalhador, os governantes de plantão preferem "plantar" bravatas na mídia para dar respostas às denúncias. Essas medidas imediatistas são inócuas contra os que realmente se aproveitam de atestados falsos, e são constrangedoras para a grande maioria dos profissionais da educação que estão adoecendo devido ao alto nível de stress que gravita nos ambientes escolares.

  • neomar fernando | Quinta-Feira, 27 de Janeiro de 2011, 10h11
    0
    0

    porque o mp nao investiga o auto escalao do governo,certeza que la vai ter muito o que ver ,mas como moramos no brasil mesmo é mais facil bater naqueles mais fraco...professores tem que trabalhar jornadas desumanas par poder sobreviver,pois trabalham doentes sem condiçoes,ou entao passa fome...ou sera que a eduçacao nao é importante.acorda brasil.

Jayme incomodado com Flávio em VG

jayme campos 400 curtinha   A candidatura a prefeito de Várzea Grande do empresário Flávio Frical (PSB), principal aposta da oposição, passou a incomodar a família Campos, que apoia o ex-vereador Kalil Baracat, concorrente ao Executivo pelo MDB. Em uma noite que seria de festa, em comemoração...

Acordo com Euclides partiu de Allan

allan kardec 400   Otaviano Pivetta, vice-governador licenciado por 30 dias para cuidar de problemas de saúde, disse que nada tem a ver com o tal acordo "costurado" pelo presidente regional do PDT, deputado Allan Kardec (foto), com Euclides Ribeiro, candidato a senador pelo Avante. Explica que só apresentou Euclides para Allan e...

Família Maia tenta retomar o poder

martha maia 400   O ex-prefeito de Alto Araguaia por quatro vezes, Maia Neto, não entrou na disputa de novo ao Executivo, mas lançou a irmã Martha Maia (foto), cuja filha Sylvia Maia é vereadora. Filiada ao PP, Martha entra como principal candidata da oposição ao prefeito Gustavo Melo, que vai à...

Welinton fará grande ato em Barra

welinton marcos 400 curtinha   Welinton Marcos (foto) lança sua candidatura a prefeito de Barra do Garças, na segunda (28), em um grande ato. Mesmo pelo sistema drive-in, devido à necessidade de adotar medidas sanitárias contra a Covid-19, são esperadas na solenidade cerca de mil pessoas, num espaço amplo,...

Irmão de Riva está na disputa em Juara

priminho riva 400 curtinha   O irmão do ex-deputado José Riva, Priminho Riva (foto), filiado ao PL, será mesmo candidato a prefeito em Juara, posto já ocupado por ele por duas vezes (1997/2004). Priminho pertence a uma famíliade políticos. Além de Riva, que foi prefeito e deputado, é...

PSB deve ficar fora da aliança de EP

max russi curtinha 400   O PSB, presidido pelo deputado Max Russi (foto), pulou mesmo do barco de Emanuel Pinheiro. Deve formalizar apoio à candidatura de Roberto França ao Alencastro. O PSB não consta na lista oficial de siglas que estão com o prefeito, que busca à reeleição. Os 11 que estão...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.