Executivo

Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 09h:08 | Atualizado: 11/02/2019, 08h:31

LUCAS DO RIO VERDE

Binotti quer apoio dos 4 representantes políticos de Lucas para garantir recursos

Gilberto Leite

Luiz binotti

Luiz Binotti, prefeito de Lucas, vê um bom momento

Prefeito da Capital da Agroindústria, Flori Luiz Binotti (PSD), avalia que a ampliação da representatividade política de Lucas do Rio Verde (a 334 km de Cuiabá), alcançada nas Eleições 2018, deverá garantir expansão de recursos destinados ao desenvolvimento econômico e social do município.

Lucas é o domicílio eleitoral do vice-governador Otaviano Pivetta (PDT), deputado estadual Silvio Fávero (PSL), deputado federal Neri Geller (PP), e do responsável pelo Escritório de Representação de Mato Grosso (Ermat), em Brasília, Carlos Fávaro (PSD), que é ex-vice-governador de Pedro Taques (PSDB) e foi candidato a senador por Mato Grosso nas últimas eleições, recebendo 434.972 votos.

“Lucas ficou muito bem e tem condições de pleitear mais recursos. Tenho certeza que os representantes daqui, embora vão trabalhar para todo o Estado e pelo país, também terão um olhar especial para a nossa região”, avalia Binotti.

Dos quatro representantes do município com destaque no atual cenário político, a relação mais espinhosa de Binotti ocorreu com o deputado Silvio Fávero, que foi seu vice-prefeito. Desde o primeiro mês de gestão, iniciada em 2016, a relação política entre os dois foi rompida por desavenças políticas.

“O que tivemos aqui foi uma incompatibilidade de trabalho, mas ele é meu amigo e tenho certeza que vai ser um parlamentar que vai olhar com carinho e trabalhar por Lucas, independente destas situações. Um parlamentar tem que pensar grande, não olhar pequenas picuinhas. Da minha parte é coisa superada, espero que seja por parte dele também”, aponta o prefeito.

Lucas ficou muito bem e tem condições de pleitear mais recursos

Binotti alega que a ampliação da representatividade política aliada ao recém recebido título de Capital Mato-grossense da Agroindústria, impulsionará o município a uma “grande campanha” para atrair mais investimentos desta natureza. “Lucas vai se consolidar como um grande pólo regional, principalmente com a implantação das ferrovias. Tudo isso nos dá um rumo e valoriza nossa vocação agroindustrial”.

Com essa perspectiva, o prefeito antecipa que em 14 deste mês vai estar em Brasília para uma audiência com o deputado Neri Geller, em conjunto com representantes da Concessionária Rota do Oeste e o secretário de Governo, General Santos Cruz. A reunião deverá buscar soluções para os entraves envolvendo a concessão da BR-163, sob responsabilidade da Rota, cuja perspectiva é a duplicação até Sinop (a 490 km de Cuiabá).

“Por enquanto esta duplicação está paralisada, porque a Rota não conseguiu captar financiamento em razão das investigações envolvendo a Odebrescht, que é a controladora da concessionária. Nesta reunião queremos buscar uma definição, ou o governo federal sinaliza a garantia dos recursos ou um novo processo de concessão”, defende Binotti.

Outra pauta que Binotti quer contar com apoio dos representantes políticos do município é em relação à renovação de outorgas das ferrovias da Vale, que em contrapartida investirá R$ 4 bilhões na construção de um trecho do modal entre Campinorte (GO) e Água Boa (MT).

Apesar de que a decisão do Governo Federal em adiar a renovação possa atrasar o início da construção da ferrovia, que tinha previsão para começar este ano, a perspectiva de Binotti é captar recursos que possam construir o trecho da ferrovia entre Lucas do Rio Verde e Água Boa, que dá um traçado de aproximadamente 420 km em linha reta. “A ideia é que enquanto a Vale constrói a ferrovia entre Campinorte e Água Boa, consigamos construir simultaneamente o trecho entre Lucas e Água Boa”, defende.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Jota | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 09h15
    1
    0

    Chuta que é macumba...

  • Joaquim Macedo | Segunda-Feira, 11 de Fevereiro de 2019, 09h08
    1
    0

    Tem que pedir socorro mesmo Prefeito Binotti, sua gestão infelizmente deixa muito a desejar, o senhor perdeu as rédeas.

  • Joao pagotto | Domingo, 10 de Fevereiro de 2019, 14h33
    0
    1

    Realmente lucas do rio verde esta em local previlegiado , e graças a grande trabalho feito pelos gestores que passaram, e agora com administração binotti Lucas do rio verde se coloca coma uma das melhores cidades para se investir no Mato Grosso e no brasil, vem fazer parte desta historia , montando seu sua industria , seu negocio aqui.assino joao pagotto

Matéria(s) relacionada(s):

Vereadores de Acorizal agora com VI

A Câmara Municipal de Acorizal resolveu seguir as demais e instituir verba indenizatória não apenas para os seus nove vereadores. Incluiu também no benefício financeiro ocupantes de diversos cargos. Agora, além do salário, cada parlamentar terá direito a R$ 1,5 mil mensal. E quem ocupa a presidência da Mesa receberá R$ 2 mil. Os vereadores alegam que essa verba tem caráter ressarcitório do exercício da...

Prefeito "estoura" limite da lei fiscal

asiel alt floresta   O prefeito de Alta Floresta, Asiel Bezerra (foto), do MDB, recebeu alerta do conselheiro Guilherme Maluf sobre descontrole dos gastos, principalmente com a folha de pessoal. Debruçada nos relatórios, a Secretaria de Controle Externo de Receitas de Governo do TCE constatou que as despesas com pessoal atingiram...

Trâmites para alugar carros à Câmara

misael galvao curtinha   Diferente dos antecessores, que omitiam informações, principalmente em relação a medidas consideradas impopulares, o presidente da Câmara de Cuiabá Misael Galvão (foto), numa demonstração de transparência e de coragem para enfrentar críticas,...

Silval é chamado de ladrão no Fórum

silval_curtinha   O ex-governador Silval Barbosa, que hoje ganhou o direito ao regime semiaberto, foi hostilizado por populares no Fórum de Cuiabá. Um homem, que estava no corredor, que dá acesso às salas onde acontecem às audiências, gritou: “Silval, ladrão”. Jornalistas chegaram a...

Jayme é simpático à reeleição de EP

jayme campos curtinha   Jayme Campos (foto) vai comprar briga interna no DEM em defesa da reeleição do prefeito Emanuel Pinheiro. Mas o núcleo ligado ao governador Mauro Mendes não é muito simpático a essa ideia. Numa reunião recente, com participação de Mauro Carvalho,...

Busca de brecha para demitir efetivos

A briga do governador Mauro Mendes com servidores, especialmente da Educação, que cruzam os braços na próxima segunda, tende não só se acirrar, como trazer consequências quase inimagináveis. O Executivo já anunciou que vai exugar 20% dos cargos comissionados e que, se necessário, pode demitir até efetivos, o que hoje seria impossível por causa de leis que asseguram estabilidade no serviço público....

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.