Executivo

Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2010, 14h:04 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

Eleições 2010

Carlão atrela pré-candidatura ao nome de Wilson para a disputa

  O secretário municipal de Educação, Carlos Carlão Nascimento, disse que só será candidato se o prefeito de Cuiabá, Wilson Santos (PSDB), deixar o posto para disputar o Palácio Paiaguás. “Se o prefeito for candidato eu vou disputar uma das vagas da Assembleia Legislativa. Se ele não for eu também não vou disputar”, enfatizou Carlão, que se prepara para deixar a pasta de Educação em abril, quando Wilson deve deixar o cargo para disputar o governo. O prefeito fez um acordo com o senador Jayme Campos, que também é pré-candidato ao Palácio Paiaguás. Ambos aguardam resultado de uma pesquisa a ser encomendada nos próximos dias para definir qual dos dois disputará o posto. A decisão final deve sair em março.

  Para Carlão, o nome de Wilson é bem aceito em todo o interior e, por isso, ele é um forte candidato. Ele reforça que se o PSDB tiver um candidato ao governo, as chances da sigla eleger mais deputados aumenta, principalmente porque o tucano José Serra, hoje governador de São Paulo, vai disputar a presidência da República. “Acredito que podemos eleger pelo menos quatro deputados estaduais, três federais e uma das duas vagas no Senado”, afirma Carlão.

  Entre os nomes para estadual ele cita o dele próprio, do médico Guilherme Maluf, que vai tentar a reeleição, do ex-secretário de Saúde Luiz Soares e o do ex-deputado e empreiteiro Carlos Avalone, envolvido no escândalo de supostas fraudes nas obras do PAC em Cuiabá e Várzea Grande. Para a Câmara Federal, Carlão acredita na reeleição de Thelma de Oliveira e nas eleições do ex-governador Rogério Salles e do ex-prefeito de Sinop Nilson Leitão. Perguntado sobre as alianças para a eleição majoritária, ele lembra a existência da parceria com o PTB e DEM e acredita na vinda do PPS e de outras siglas.

  Carlão, que era secretário estadual de Educação durante o governo Dante de Oliveira, não poupou críticas ao governo Blairo Maggi. Disse que o Estado avançou apenas nas questões relacionadas à infraestrutura. “É uma vergonha o que o Estado investe em áreas como saúde, educação e social".

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • JULIO CEZAR | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2010, 15h59
    0
    0

    eSSE cARLÃO É UM INSANO, TÁ VIAJANDO NA MAIONESE, ELE NÃO SE ELEGE NEM PRESIDENTE DO BAIRRO EM QUE MORA. sERÁ QUE ELE PENSA QUE O POVO ESQUECEU DA PASSAGEM DELE PELO PARLAMENTO ESTADUAL E PELA SEDUC, VÔTE, SAI FORA ZÉ MANÉ, VAI PROCURAR TUA TURMA

  • mario marcio | Terça-Feira, 26 de Janeiro de 2010, 10h53
    0
    0

    BASEADO EM QUE ESSE CARLAO SE ACHA ELEITO,,,? VAI LEVAR CHUMBO NA ASA,,CUIABA NAO VOTA NELE,,VEJA A ELEIÇAO PASSADA.

  • Graciano Falção | Sábado, 23 de Janeiro de 2010, 19h21
    0
    0

    Palpite de um mero cientista politico,que conhece bem a realidade de Mato Grosso: Se houver uma coligação nas eleições proporcionais de 2010,entre o PSDB-DEM-PTB-PPS-e outros pequenos partidos,esse agrupamento elegerá com certeza,3 deputado federais: são eles Julio Campos(DEM)Thelma Oliveira(PSDB)e Eduardo Moura(PPS),podendo até ter um quarto eleito(Rogério Salles ou Nilso Leitão);Para Deputado estadual,podem eleger 8 ou 9 parlamentares(Entre eles Dilceu Del Bosco,Zé Domingos,Guilherme Maluf,Carlão,Antero ou Avalone,Percival Muniz,e outros menos falado).Tá falado,o resto será suplente.

  • Alexandre | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2010, 16h44
    0
    0

    3 federais é demais né Carlão? Aposto em 3 estaduais e a Thelma pra federal do PSDB. mais do que isso é sonho.´ E claro... o governador... já que o WS será eleito.

  • Diego | Sexta-Feira, 22 de Janeiro de 2010, 15h10
    0
    0

    Esse Carlão não lembra nada nem ninguém rss Ó coitado!

Hospital cobra R$ 2,4 mi da prefeitura

luiz carlos pereira 400 tce   O Instituto de Saúde Santa Rosa recorreu ao TCE, na esperança de encontrar respaldo para receber R$ 2,4 milhões da secretaria de Saúde da Capital. Argumenta que a prefeitura, com quem mantém contrato desde 2019, está inadimplente, pois não teria pago integralmente os...

Definido novo presidente do Sanear

hermes avila 400   O prefeito Zé do Pátio nomeou à presidência do Serviço de Saneamento Ambiental de Rondonópolis (Sanear) o engenheiro Hermes Ávila de Castro (foto), que tende a se efetivar no cargo. Hermes ocupa a cadeira que, desde janeiro de 2017, pertencia à Terezinha Silva de Souza,...

Afilhado de Bezerra nomeado adjunto

clovis cardoso 400   O MDB, sob o cacique político Carlos Bezerra, "emplacou" mais um filiado histórico em cargo relevante na gestão Mauro Mendes. O advogado e ex-superintendente regional do Incra-MT, Clovis Figueiredo Cardoso (foto), foi indicado e já nomeado para o cargo de secretário-adjunto de Agricultura...

MPE suspende censo previdenciário

jose antonio borges 400 curtinha   O procurador-geral de Justiça, promotor José Antonio Borges (foto), suspendeu o censo previdenciário cadastral dos membros e servidores inativos e pensionistas do MPE. O recadastramento deveria ter iniciado no último dia 11 para ser concluído no final de fevereiro. Borges tomou...

Juca e os 7 secretários da Câmara

andre pozetti 400 curtinha   O presidente Juca do Guaraná definiu sete dos nove secretários que vão ajudá-lo a administrar a Câmara de Cuiabá. O secretário de Administração é Bolanger José de Almeida. O coronel PM da reserva Edson Leite conduz o Patrimônio e...

Morre mais um pastor da Assembleia

pastor jose alves de jesus 400   A Covid-19 transforma mais um pastor da Igreja Assembleia de Deus em vítima fatal. Morreu nesta terça José Alves de Jesus (foto), que presidia há vários anos o Campo Eclesiástico Autônomo da Igreja de Primavera do Leste e região. Ele estava hospitalizado com o...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

O Governo de MT optou pela implantação do BRT em Cuiabá-VG em detrimento do VLT. O que você acha disso?

Estou de acordo

Discordo

Tanto faz

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.