Executivo

Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 11h:33 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

POLÊMICA

Cintra diz que confia em Pivetta e Taques para continuar no PDT

   O novo secretário de Cultura, Sérgio Cintra, não teme retaliações dentro do PDT e diz confiar na seriedade do presidente regional da sigla Otaviano Pivetta e do pré-candidato ao Senado Pedro Taques, escalados para resolver a briga interna na sigla em Cuiabá. Ele assegura que não houve nenhuma manobra para forçar sua nomeação na pasta, mas sim um convite que ele aceitou. "Eu fui convidado pela bancada do partido. Não vou me submeter a pessoas que não tem densidade eleitoral ou política", afirmou, instantes após tomar posse como novo secretário de Cultura da Capital.

  A solenidade ocorreu na sede da pasta e foi acompanhada por vereadores, secretários do Palácio Alencastro, além do ex-presidente do PDT Mário Márcio Torres, que entregou o posto nesta quinta (29) em sinal de apoio a Cintra e ao prefeito Chico Galindo (PTB). Para Torres, não há motivo para instauração de processo administrativo contra Adevair e Cintra. "Chega a ser uma espécie de perseguição. O partido tem como regra o respeito a seus filiados", disparou Torres. Ele argumenta ainda que não deve haver restrições ao nome de ninguém e que a indicação de Cintra deve ser acatada.

  O ex-presidente assegura que o novo secretário de Cultura tem serviços prestados, publicou livros e que tem gabarito para atuar na área cultural. "Não concordo com esse pedido de expulsão", defendeu Torres, numa referência a um movimento de membros da Comissão Provisória de Cuiabá que promete expulsar Adevair e Cintra da sigla. Eles alegam que os dois "patrolaram" o diretório e ignoraram a indicação de Paola Reis, que atuava como secretária-adjunta. Agora, caberá a Taques e a Pivetta resolver a pendenga.

   Projetos e Balanço

   Adevair Cabral retorna às atividades na Câmara na próxima terça (4). Durante o período em que comandou a Cultura ele assegura ter dado continuidade a todos os projetos da pasta e ter ampliado alguns. Diz ter recebido a secretaria com apenas R$ 0,14 e que agora deixa a pasta com R$ 40 mil. Além disso, pontua que o incentivo fiscal à Cultura era de R$ 400 mil na época em que Mário Olímpio administrava a pasta. "Agora temos R$ 1,3 milhão. Nunca se teve tanto dinheiro para se investir na Cultura de Cuiabá", ressaltou.

  Já Sérgio Cintra promete dar continuidade às ações feitas por Adevair e quer implementar políticas, que permitam a difusão da cultura para as crianças. "Não podemos deixar que a cultura cuiabana acabe", ressaltou Cintra.

Postar um novo comentário

Comentários (5)

  • ANA | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 16h55
    0
    0

    A PAOLA NAO ENTENDE DE NADA ENTENDE E DE OUTRAS COISAS

  • Artur Rocha Oliveira | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 15h07
    0
    0

    Artur Rocha Oliveira, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Joao Vasconcelos Junior | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 14h46
    0
    0

    Acredito que hoje a eleição pra senador de Mato Grosso está graças a Deus na mão de Antero e Pedro Taques. Até que me prove ao contrário, depois de tudo que ocorreu nos problemas da Serys com o Abilalil e do superfaturamento nos preços dos caminhões de Blairo Maggi, a vaca foi pro brejo.

  • reginaldo | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 14h20
    0
    0

    rsrsrsr faz me rir então a paolla esta querendo se engrandecer dizendo que é sub secretária , quem é o sub secretario é o moises martins que intende muito de cultura,ja a paolla é coordenadora adm e financeira disso ela intende.

  • ALA | Sexta-Feira, 30 de Abril de 2010, 12h55
    0
    0

    Cintra, que Deus abençoe vc como novo secretário quero ver o nosso lindo Festival de Siriri e Cururu ser o melhor de todos os tempos...Portanto Faça-o!

Nezinho, nova derrota e aposentadoria

nezinho 400   Aos 69 anos, o petebista Carlos Roberto da Costa, o Nezinho (foto), considerado da velha guarda política, tentou, mas foi reprovado nas urnas em Nossa Senhora do Livramento. Ele concorreu a prefeito em quatro pleitos. E já exerceu dois mandatos. Nezinho já foi secretário-adjunto de Fazenda do Estado,...

EP cresce 5; Abílio perde 3, diz Ibope

emanuel pinheiro 400 curtinha   Pelos números do Ibope, revelados nesta sexta à noite pela TV Centro América (Globo), Abílio Júnior (Podemos) oscilou negativamente 3 pontos percentuais em menos de uma semana, de 48% para 45% das intenções de voto. Já o emedebista Emanuel Pinheiro (foto)...

Sob arrogância, ataque e desrespeito

abilio junior 400 curtinha   O candidato Abílio Junior (foto), que disputa o segundo turno em Cuiabá com o prefeito Emanuel, chegou bastante nervoso e irritado para o debate nesta sexta, na TV Vila Real (Record). Demonstrando arrogância, ignorou o superintendente do Grupo Gazeta de Comunicação, Dorileo Leal, na...

Candidatos, tensão, debate e bate boca

antoniocarlos   Em debate tenso, na TV Vila Real (do grupo Gazeta) e, após troca de acusações sobre atos de corrupção e servidores fantasmas, os candidatos à Prefeitura de Cuiabá Abílio Júnior (Pode) e Emanuel Pinheiro (MDB) protagonizaram bate boca por mais de uma vez. O clima ficou...

Abílio contrata 400 fiscais para eleição

A campanha do candidato Abílio Júnior (Pode) decidiu contratar 400 fiscais para atuar nesta eleição de domingo. Isso derruba o discurso do candidato do Podemos de que todos atuam de forma voluntária em prol da sua vitória. Aliás, quando questionado sobre a grande estrutura que montou neste segundo turno, inclusive sobre a equipe de marketing, disse que todos são colaboradores. Na sua versão, ninguém recebe pelo trabalho,...

Entrando na briga à AMM muito tarde

maurao curtinha 400   Mauro Rosa, o Maurão (foto), que está encerrando o segundo mandato como prefeito de Água Boa, é o único candidato no duelo com Neurilan Fraga, que busca mais um mandato no comando da AMM, entidade que representa as prefeituras mato-grossenses. O problema é que Maurão entrou...