Executivo

Sábado, 07 de Setembro de 2019, 09h:17 | Atualizado: 08/09/2019, 08h:09

DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

Com Emanuel ausente, Mauro garante que prefeito será ouvido na decisão sobre VLT

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Mauro Mendes em entrevista, momentos antes de desfile cívico do Dia da Independência

Na sua primeira participação no desfile cívico da Independência como governador, Mauro Mendes (DEM) ressaltou a importância do 7 de setembro e de valores como o patriotismo. Em meio ao cumprimento de atos protocolares da data, como o hasteamento da bandeira de Mato Grosso e desfile em carro aberto por trecho da avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá, o democrata teve que contornar uma ausência já esperada: a do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), representado pelo vice Niuan Ribeiro (Podemos) – que curiosamente estava no local representando o Palácio Alencastro, mesmo sem saber os motivos pelos quais o emedebista não se fez presente.

Momentos antes do início da cerimônia, Mauro rebateu as reclamações de Emanuel quanto a não participação da prefeitura na comissão criada junto à Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, vinculada ao Ministério de Desenvolvimento Regional, para debater o futuro do VLT.

Ao garantir que as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande serão ouvidas, o governador demonstrou que o prefeito teria agido com oportunismo ao declarar para a imprensa que não aceitaria qualquer intervenção urbanística na Capital, caso não fosse ouvido.

“Ouvi essa semana pela mídia que o deputado federal Emanuelzinho esteve lá [Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana] e, certamente, ouviu que seria enviado um questionário as prefeituras. Ao saber disso, [Emanuel] vem com essa bravata de que quer ser ouvido. É obvio que ele será ouvido. Sem problema algum, todos serão ouvidos. Mas é um trabalho técnico. O VLT, assim como todos os temas, é tratado pelo governo com muita seriedade e não com conversas que não levam a nada”, disse o governador,

Rodinei Crescêncio

General Fernando Dias Herzer, Mauro Mendes e Niuan Ribeiro

Mauro Mendes e Niuan Ribeiro durante hasteamento das bandeiras, com o comandante do 13º Batalhão de Infantaria Motorizada, Fernando Dias Herzer

Dívida

Mauro também criticou Emanuel por conta de declarações feitas pelo prefeito e que, segundo o governador, são “desencontradas”. O gestor está na bronca com o prefeito por conta de notificação cobrando a quitação de uma dívida de R$ 68 milhões na área da saúde. O democrata, porém, reforçou que o Governo está cumprindo sua obrigação em relação aos repasses da Saúde com o município.

“É preciso parar com essas conversas desencontradas. O Governo mostra planilha. Tem dívidas do Governo com a prefeitura desde 2016, quando eu ainda era prefeito. O estado viveu algumas dificuldades. Mas, na nossa administração, nós estamos pagando desde janeiro os 141 municípios. Apesar da crise e dificuldades, a saúde sempre será uma prioridade.

O Estado, nesta sexta (06), já havia informado que de janeiro a setembro de 2019, a secretaria estadual de Saúde (SES-MT), repassou R$ 75,7 milhões à Prefeitura de Cuiabá. Além disso, garantiu que a dívida com Cuiabá é de apenas R$ 39 milhões, referentes aos anos de 2016, 2017 e 2018.

Rodinei Crescêncio

General Fernando Dias e Mauro Mendes

Com comandante do 13º Batalhão de Infantaria Motorizada "Brigada Barão de Melgaço", Fernando Dias Herzer, Mauro Mendes desfila em carro aberto

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Tereza Cristina | Sábado, 07 de Setembro de 2019, 15h21
    5
    0

    Essas discussão entre MM e EP ta ficando muito prejudicial para a Capital do Estado de MT, MM seja mais Humilde, vc já foi Prefeito dessa Capital sabe muito bem das Dificuldades . esta como Governador pque passou pela capital como Administrou. Diminua seu EGO ,

Galvan vai deixar PDT e ir pra o PRTB

antonio galvan 400 curtinha   Embora não tenha perdido de vistas o Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado por Bolsonaro, Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja e que acabou levado à frigideira dentro do PDT em meio ao embate por tentativa de candidatura ao Senado, se mostra disposto a ingressar no...

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.