Executivo

Sábado, 07 de Setembro de 2019, 09h:17 | Atualizado: 08/09/2019, 08h:09

DESFILE DA INDEPENDÊNCIA

Com Emanuel ausente, Mauro garante que prefeito será ouvido na decisão sobre VLT

Rodinei Crescêncio

Mauro Mendes

Mauro Mendes em entrevista, momentos antes de desfile cívico do Dia da Independência

Na sua primeira participação no desfile cívico da Independência como governador, Mauro Mendes (DEM) ressaltou a importância do 7 de setembro e de valores como o patriotismo. Em meio ao cumprimento de atos protocolares da data, como o hasteamento da bandeira de Mato Grosso e desfile em carro aberto por trecho da avenida Getúlio Vargas, em Cuiabá, o democrata teve que contornar uma ausência já esperada: a do prefeito Emanuel Pinheiro (MDB), representado pelo vice Niuan Ribeiro (Podemos) – que curiosamente estava no local representando o Palácio Alencastro, mesmo sem saber os motivos pelos quais o emedebista não se fez presente.

Momentos antes do início da cerimônia, Mauro rebateu as reclamações de Emanuel quanto a não participação da prefeitura na comissão criada junto à Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana, vinculada ao Ministério de Desenvolvimento Regional, para debater o futuro do VLT.

Ao garantir que as prefeituras de Cuiabá e Várzea Grande serão ouvidas, o governador demonstrou que o prefeito teria agido com oportunismo ao declarar para a imprensa que não aceitaria qualquer intervenção urbanística na Capital, caso não fosse ouvido.

“Ouvi essa semana pela mídia que o deputado federal Emanuelzinho esteve lá [Secretaria Nacional de Mobilidade Urbana] e, certamente, ouviu que seria enviado um questionário as prefeituras. Ao saber disso, [Emanuel] vem com essa bravata de que quer ser ouvido. É obvio que ele será ouvido. Sem problema algum, todos serão ouvidos. Mas é um trabalho técnico. O VLT, assim como todos os temas, é tratado pelo governo com muita seriedade e não com conversas que não levam a nada”, disse o governador,

Rodinei Crescêncio

General Fernando Dias Herzer, Mauro Mendes e Niuan Ribeiro

Mauro Mendes e Niuan Ribeiro durante hasteamento das bandeiras, com o comandante do 13º Batalhão de Infantaria Motorizada, Fernando Dias Herzer

Dívida

Mauro também criticou Emanuel por conta de declarações feitas pelo prefeito e que, segundo o governador, são “desencontradas”. O gestor está na bronca com o prefeito por conta de notificação cobrando a quitação de uma dívida de R$ 68 milhões na área da saúde. O democrata, porém, reforçou que o Governo está cumprindo sua obrigação em relação aos repasses da Saúde com o município.

“É preciso parar com essas conversas desencontradas. O Governo mostra planilha. Tem dívidas do Governo com a prefeitura desde 2016, quando eu ainda era prefeito. O estado viveu algumas dificuldades. Mas, na nossa administração, nós estamos pagando desde janeiro os 141 municípios. Apesar da crise e dificuldades, a saúde sempre será uma prioridade.

O Estado, nesta sexta (06), já havia informado que de janeiro a setembro de 2019, a secretaria estadual de Saúde (SES-MT), repassou R$ 75,7 milhões à Prefeitura de Cuiabá. Além disso, garantiu que a dívida com Cuiabá é de apenas R$ 39 milhões, referentes aos anos de 2016, 2017 e 2018.

Rodinei Crescêncio

General Fernando Dias e Mauro Mendes

Com comandante do 13º Batalhão de Infantaria Motorizada "Brigada Barão de Melgaço", Fernando Dias Herzer, Mauro Mendes desfila em carro aberto

Postar um novo comentário

Comentários (1)

  • Tereza Cristina | Sábado, 07 de Setembro de 2019, 15h21
    5
    0

    Essas discussão entre MM e EP ta ficando muito prejudicial para a Capital do Estado de MT, MM seja mais Humilde, vc já foi Prefeito dessa Capital sabe muito bem das Dificuldades . esta como Governador pque passou pela capital como Administrou. Diminua seu EGO ,

Matéria(s) relacionada(s):

De fora da disputa em Rondonópolis

percival muniz 400   O pecuarista Percival Muniz (foto), hoje "mergulhado" nas duas fazendas na região do Xingu, adianta que não será candidato a prefeito de Rondonópolis, posto já ocupado por ele por três vezes. Mesmo com recall junto à população de bom gestor e popular, ele é...

Conselheira e o faturamento familiar

jaqueline jacobsen curtinha 400   Está repercutindo muito mal para a conselheira substituta do TCE-MT Jaqueline Jacobsen (foto) a notícia publicada pelo site O Livre, nesta sexta, de que a sua irmã, advogada Camila Jacobsen, em sociedade com Eveline Guerra, filha da conselheira, são sócias da "Jacobsen &...

Selma vê maior conforto no Podemos

selma curtinha 400   No grupo de WhatsApp "PSL Mulher MT", Selma Arruda (foto) escreveu um texto de despedida do partido. Disse estar chateada "com tudo isso", mas que não perdeu a fé e que o Governo Bolsonaro vai dar certo. Afirma sair do PSL com "coração partido" e que continua com os mesmos ideais no Podemos, onde...

Podemos esperando Selma se salvar

alvarodias_curtinhas   Na busca para ampliar a bancada do Podemos no Senado, o senador Alvaro Dias, derrotado à presidência no ano passado, só correu atrás de Selma, no sentido de convencê-la a se filiar no partido, depois que foi informado que ela tem chances reais de derrubar no TSE a cassação por...

Fávaro e esperança em assumir vaga

carlosfavaro_curtinha   O representante do escritório de MT em Brasília Carlos Fávaro (PSD) está convicto de que a senadora Selma não só será cassada de vez pelo TSE nos próximos meses, como a decisão da Corte lhe permitirá assumir a vaga enquanto não for eleito um novo...

Maturidade e nova visão sobre o TCE

janaina_riva_curtinha   No segundo mandato e sentindo-se mais madura politicamente, apesar de ainda bem jovem – completou 30 anos em 21 de janeiro – a deputada Janaína Riva revela que pensa diferente sobre a indicação de políticos ao cargo de conselheiro do TCE. Ao autorizar os colegas a derrubar a...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Mauro Mendes?

excelente

bom

regular

ruim

péssimo

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.