Executivo

Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2011, 10h:27 | Atualizado: 14/01/2011, 10h:45

Infraestrutura

Com mais orçamento, Borges foca em coleta e pavimentação

   A secretaria municipal de Infraestrutura (Seminfe), que desde 2009 protagoniza uma das maiores crises da Prefeitura de Cuiabá, com a deficiência na coleta de lixo, teve um acréscimo de quase 21% em seu orçamento para este ano. A intenção é resolver o problema de uma vez por todas, já que a empresa contratada para a execução dos serviços venceu o processo licitatório e deve regularizar a coleta nos mais de 250 bairros. Ao todo, a pasta terá R$ 508 milhões para aplicar, principalmente, em duas frentes de trabalho, limpeza urbana e pavimentação e recuperação das vias públicas.

   O secretário Paulo Borges (PSDB), que assumiu a Seminfe no final de outubro de 2010, quando o problema com a coleta de lixo passava por um de seus momentos mais críticos, não esconde que a limpeza urbana é sua maior preocupação. Contudo, a principal meta da pasta em 2011 é a realização de um trabalho de recapeamento de aproximadamente 500 Km de ruas e avenidas e a pavimentação de, pelo menos, 50 bairros da Capital.

   A medida vem justamente no momento em que o Estado pede prioridade de todos as esferas administrativas para a realização das obras de mobilidade urbana para a Copa de 2014. Em Cuiabá, as intervenções viárias estão previstas para iniciarem em março e devem afetar as principais vias urbanas.

   Desta forma, a Capital já se prepara para estudar rotas alternativas para o desvio do fluxo do trânsito. “´Nós iremos fazer o recapeamento nas vias onde não vai haver alteração visando a Copa”, explicou Borges.

   Para isso, ele revela que precisará da ajuda do Estado e da União. “Nós pretendemos buscar junto ao governo federal cerca de R$ 160 milhões, mais R$ 100 milhões da administração estadual e temos aprovada na Câmara de Cuiabá a possibilidade de um empréstimo de até R$ 80 milhões na Caixa Econômica Federal”, detalhou.

   Em relação à coleta de lixo, cuja promessa é a regularização a partir de fevereiro, a Delta, contratada em regime emergencial após a rescisão unilateral com a Quálix em junho do ano passado, venceu o processo licitatório realizado na segunda (10) e fechou um contrato com a Prefeitura de R$ 15,4 milhões por ano.

   Diferentemente do que acontecia, o serviço não será tarifado pelo volume de lixo coletado. A empresa terá que disponibilizar 30 caminhões e mão de obra para o serviço, além de mais dois caminhões específicos para coleta seletiva e 70 contêineres. Para garantir a efetividade da coleta, os veículos serão monitorados por GPS que, para o secretário, é a principal vantagem do novo contrato.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • Adaildon Costa | Segunda-Feira, 17 de Janeiro de 2011, 09h04
    0
    0

    Secretário quero aproveitar este espaço para dar a minha contribuição como cidadão: 1. Quero lembrá-lo que na Av Antártica ( próximo a Peixaria do Cacalo ) tem uma nascente e há muitos anos é feito no local um tapa burraco, porém, óbviamente, não resolve o problema, mas sim é um claro desperdiço do dinheiro público, sugiro que seja feito uma obra que solucione o problema definitivamente. 2. O Bairro Santa Rosa encontra-se completamente abondonado pelo poder público a muitos anos, cito: as ruas estão emburacadas, as praças estão tomadas pelo mato, os terrenos baldios não recebem a mínima atenção dos proprietários, todos tomados pelo mato favorecendo a criação e dissiminação do mosquito da dengue ( checar rua Dinamarca esquina com a rua Itália ), a coleta de lixo não tem um planejamento semanal, há trechos de ruas sem pavimentação. Todas essas informações são fácilmente constatadas. De modo que, invoco o espírito público que lhe credenciaram para tão nobre missão, para que de um tratamento mais respeitoso com o citado Bairro. As intervenções são necessárias e urgentes.

  • Walter Arruda (Presidente da FEMAB) | Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2011, 19h28
    0
    0

    Fazer criticas a um Secretário que esta começando agora o seu trabalho é como cobrar que uma criança de 01 ano ja saiba ler,escrever e caminhar,vamos torcer para que tuda de certo,pois se der certo os moradores nos Bairros é quem são os verdadeiros beneficiados.que Deus abençõe o seu trabalho Secretário.

  • antonio | Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2011, 16h06
    0
    0

    ô Jorge afonso, vc tá sendo maldoso. Agora que começou o seu trabalho. Ano passado não tinha mais orçamento. Pelos que sei ele sua equipe passaram a maior parte do tempo arrumando a casa, a estrutura da seminfe. A parte administrativo de lá estava um terror, fruto das horríveis gestões de seus antecessores. Boto fé que agora as coisas vão andar.

  • joão carlos da silva | Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2011, 16h05
    0
    0

    vereador existe obras sendo executadas sem serem licitadas e sequer empenhadas por enpresa de fora,,,,,abra o olho vereador ou vai cair a casa....tamo de olho ai,.....

  • Jorge Afonso | Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2011, 13h53
    0
    0

    De todos que por ali passaram esse concerteza esta sendo o pior, até agora não mostrou pra que veio esse Paulo Borges.

  • Jucelino | Sexta-Feira, 14 de Janeiro de 2011, 13h21
    0
    0

    Exmo. Sr. Secretário: Por favor, inclua nossa "rua" ou Avenida B, no Recanto dos Pássaros em seus planos.São apenas 200 metros que ficam atrás do Mercado 3 M. À época o Exmo. Sr. Prefeito bem como o Sr. Wilson Santos não só estiveram lá como prometeram o asfaltamento, fizeram a medição através dos topógrafos e nada. Agora, novamente os topógrafos estiveram na localidade, não deixe que tudo fique só nas promessas. São só 200 metros de buracos, lama e/ou pueira, já que alí o trânsito de caminhões pesados é uma constante. Aguardo não só uma visita da equipe mas também ação. Muito obrigado.

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.