Executivo

Quarta-Feira, 30 de Janeiro de 2019, 12h:32 | Atualizado: 30/01/2019, 13h:31

R$ 109,2 mil anual

Paiaguás aluga imóveis para segurança do governador desde a Gestão Blairo Maggi

O Palácio Paiguás se manifestou sobre a polêmica em relação ao aluguel do imóvel no condomínio Alphaville, pelo valor anual de 109,2 mil, para abrigar a equipe de segurança do governador Mauro Mendes (DEM). Em nota, o Gabinete Militar esclarece que desde o Governo Blairo Maggi Desde o governo Blairo Maggi, o Estado promove a locação de imóvel para garantir a segurança e integridade do chefe do Poder Executivo, sempre no local mais próximo possível da sua residência.  

A medida de segurança é padrão em todos os Estados brasileiros e, em Mato Grosso, está regulamentada pela Lei Complementar Nº 566, de 20 de maio de 2015, atualizada em 28 de janeiro de 2019 pela Lei Complementar Nº 612

Governo de Mato Grosso

O assunto foi levantado por , através da curtinha Alphaville e segurança para MM, ainda na noite de terça (29). Na manhã desta quarta (30), repercutiu em diversos veículos de comunicação.

“A medida de segurança é padrão em todos os Estados brasileiros e, em Mato Grosso, está regulamentada pela Lei Complementar Nº 566, de 20 de maio de 2015, atualizada em 28 de janeiro de 2019 pela Lei Complementar Nº 612”, diz trecho da nota ressaltando que o valor da locação está na mesma faixa de preço dos imóveis locados para a segurança dos ex-governadores de Mato Grosso.

O contrato de aluguel foi assinado pelo  ordenador de despesas do Gabinete Militar e secretário-adjunto da Casa Civil, Wanderson de Jesus Nogueira.  O  proprietário do imóvel é  José Cristovão Bruno.

O aparato de segurança  com até 10 homens PMs a paisana funciona praticamente ao lado da mansão do próprio Mauro dentro do Alphaville. Dali, ele já sai e chega em casa em carro oficial e seguido por seguranças em outros veículos Amarock blindados.

 O último governador a morar em residência oficial foi Dante de Oliveira (já falecido). A partir de Blairo, cada um teve liberdade de definir pela própria residência ou por outro imóvel para habitar no   exercício do mandato  com direito à  adaptações para ter por perto seguranças, viaturas e carro oficial.

Postar um novo comentário

Comentários (13)

  • Maria | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 14h42
    2
    0

    Esse dinheiro dá pra pagar qtos servidores, hein? Aí não tem corte né, Governador?

  • NOÉ MONTEIRO DE BARROS | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 13h52
    5
    0

    Vemos salários de magistrados, membros do TCE, legislativo e executivo, entre outros, que recebem verdadeiras imoralidades por mês, para se ter uma ideia a Assembléia Legislativa, tem um orçamento anual no valor de quinhentos milhões, isso é uma barbárie. Tem que botar fogo nesse Brasil, só assim quem sabe, um novo rebento nos trará uma nova pátria mãe gentil

  • Armindo de Figueiredo Filho | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 12h53
    4
    0

    COMENTAR O QUE??? UM "D I S P A R A T E" DESSE???? Fora de cogitação........Tem que por um "FIM" nessa "DESPESINHA VERGONHOSA" Fim de Papo .

  • joaoderondonopolis | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 11h13
    3
    0

    Deve aparecer alguém, partido político, alguma ong ou mesmo o forum sindical para comunicar estes gastos do governador para o ministro da fazenda em Brasília, se o estado está em calamidade financeira, comunicar também aumento nos repasses dos poderes, o que é inadmissível, comunicar também que cada os deputado da ALMT tem uma verba indenizatória mensal no valor de R$ 65.000,00 (sessenta e cinco mil reais) e outros gastos.

  • alexandre | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 10h36
    9
    1

    O Estado de MT tem residencia oficial do governador com estrutura no Goiabeiras, inclusive pros seguranças... não precisa alugar...

  • vantonil | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 09h32
    0
    0

    Se essa moda pega! Já imaginou se o governo federal resolve imitar o governo corrupto do Estado do Mato Grosso? É muita cara de pau.. cria uma crise um caos no estado e aluga casa por 9.000,00. A segurança não precisa morar e dormir junto na mesma cama. Podem muito bem ir e vir entrar em um condomínio que já existe forte esquema de segurança. Agora além de não pagar salários...não pagar IMPOSTOS devido a fraudulentos incentivos que tem, Ainda gasta o dinheiro do cidadão advindo dos poucos e pequenos Empresários que pagam impostos com muito suor... "Intervenção Federal JÁ!" pra acabar com a farra do uso pessoal do dinheiro público por todos os poderes ou melhor "PODRES"...Diz estarmos em momento de crise e ASSEMBLEIA Inaugurando rádio própria... Judiciário aumentando Duodécimo"Não precisa prestar contas do dinheiro arrecadado pelo "FORUM" onde tudo é cobrado e ainda zomba do cidadão não julgando a quadrilha da ASSEMBLEIA que saqueou o DETRAN (Não faz o seu serviço, desnecessário sua existência)... E o que dizer dos Procuradores verdadiros Marajás que não fazem jus ao alto salário que recebem não é mesmo "Rogério Gallo!" Não conseguem cobrar quem deve o Estado assim o Estado arrecada menos e ainda tem que arcar com seus Salários de Marajás.... Criem vergonha na cara a parem de saquear o Estado de 4 em 4 anos...

  • deovaldo | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 08h18
    2
    15

    Está certo, se está amparado na lei e tem que ter segurança em detrimento do cargo, pq não, pode sofrer atentado de pessoas lá dentro do condomínio,,,está certíssimo governador, faria o mesmo. Quando gente condenado que visita parente quando morre ou saem para visitar ou audiência e voam e o estado monta um aparato e gasta muito ninguém chora né,,,,MUITO MIMIMIMIMIMIMIMIMIMIMIMIMI

  • Servidora envergonhada | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 08h04
    12
    2

    Engraçado, se gastar um valor exorbitante como esse, apenas com um aluguel, enquanto a nossa segurança publica está sucateada, carros estragados, sem combustível, sem manutenção, policiais pagando juros, se afundando em empréstimos, o Governador deveria fazer uma visita nas bases da Policia Civil do Estado de Mato Grosso.

  • Assis castro | Quinta-Feira, 31 de Janeiro de 2019, 07h53
    4
    4

    bom dia a soma total desse imóvel não seria melhor o gov.. compra esse imóvel nessa localidade e colocar com patrimônio público.

  • rogeu | Quarta-Feira, 30 de Janeiro de 2019, 20h19
    4
    2

    tá óbvio que o correto é alugar uma outra casa pro Governador (equivalente a que ele vive) e do lado alugar uma para seus seguranças.

Matéria(s) relacionada(s):

5 ensaiam em Cáceres pela oposição

tulio fontes curtinha   Enquanto três tucanos da base do prefeito Francis vivem expectativa por candidatura pelo palanque situacionista em Cáceres, grupos de oposição se movimentam para lançar nomes competitivos. O advogado e ex-prefeito por dois mandatos Túlio Fontes (foto), do PV, demonstra certo...

Base de Francis, Júnior e divergências

eliene liberado curtinha   O prefeito de Cáceres Francis Maris, no segundo mandato e, portanto, fora do projeto majoritário de 2020, não esconde mais de ninguém que o nome preferencial para a disputa à sucessão é do seu secretário de Turismo, Júnior Trindade. E isso não tem...

Prefeito é ovacionado em solenidade

emanuel pinheiro curtinha   O prefeito Emanuel Pinheiro (foto) foi ovacionado nesta segunda (17), durante a solenidade que marcou entrega das chaves das unidades do Residencial Nico Baracat I,  no Jardim Liberdade, região da Grande Osmar Cabral. No geral, 360 famílias receberam as chaves dos imóveis, programa do Minha...

Governador, Nota MT e provocação

mauro mendes curtinha   Ao lançar a Nota MT, programa que estimula e incentiva o contribuinte a pedir nota em toda compra de mercadoria, o que ajuda na cultura do combate à sonegação fiscal, o governador Mauro Mendes (foto) copia para o Estado a mesma proposta implantada em Cuiabá na época em que foi...

Cândida Farias troca MDB pelo DEM

candida farias curtinha   Aos 68 anos, completados nesta segunda (17), a empresária Cândida Farias (foto), segunda-suplente do senador Jayme Campos, está desembarcando do MDB e vai se filiar ao DEM. Apesar da mudança de legenda, ela não tem pretensões de concorrer a cargo eletivo nas urnas de 2020....

Vander forte pela oposição em Tangará

vander masson curtinha   O nome mais forte hoje da oposição em Tangará da Serra, do ponto de vista da densidade eleitoral, é do empresário Vander Masson (foto), que ficou em terceiro lugar para prefeito em 2016 e, no pleito do ano passado, concorreu e perdeu para deputado federal. Filho do ex-prefeito e...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.