Executivo

Sábado, 02 de Fevereiro de 2019, 08h:20 | Atualizado: 02/02/2019, 08h:25

Rondonópolis

2º maior orçamento de MT, Rondonópolis deverá dispor de R$ 1 bilhão para 2019

Rodinei CrescêncioArteRdnews

Quadro Orçamento Rondonópolis

Neste ano, Rondonópolis dispõe de R$ 1 bilhão,  o  valor representa 7% a mais que o orçamento executado em 2018

Considerado o segundo maior orçamento do Estado, Rondonópolis (a 217 km de Cuiabá) contará com uma receita de R$ 1 bilhão este ano, 7% maior que em 2018, quando o Executivo contou com R$ 989 milhões. A maior parte dos recursos, o equivalente a 25,8% do total serão destinados à Saúde, enquanto que 17,9% serão aplicados em Educação, conforme estabelecido pela Lei Orçamentária Anual (LOA) 2019.

Os recursos para saúde somam R$ 273,6 milhões, 0,5% a mais que em 2018, quando foram R$ 272,2 milhões. Por outro lado, os recursos e despesas da Educação aumentaram 18,2%, passando de R$ 160,8 milhões em 2018 para R$ 190,2 milhões este ano.

Ao Poder Legislativo os recursos aumentaram 9,4% em 2019, passando de R$ 26,6 milhões em 2018 para R$ 29,2 milhões este ano. Também aumentou a quantidade de recursos que o prefeito Zé Carlos do Pátio (Solidariedade) utilizará diretamente com a administração do município, passando de R$ 49,9 milhões no ano passado para R$ 52,3 milhões este ano.

Com as obras e manutenção do urbanismo, as receitas e despesas também aumentaram 10,4% este ano frente ao balanço do ano passado, passando de R$ 88,2 milhões para R$ 97,4 milhões.

Na administração indireta, a maior expansão de receitas e despesas se dá com a previdência dos servidores inativos e pensionistas do município, que aumentou 52,5% este ano, passando R$ 31,6 milhões em 2018 para R$ 48,2 milhões em 2019, conforme projeção da LOA.

No setor de saneamento, o Executivo planeja um incremento de 19% nas receitas e despesas, passando de R$ 140,8 milhões para R$ 167,6 milhões entre 2018 e 2019, respectivamente.

Zé do Pátio tem enfrentado diversos embates para administrar o Poder Executivo, principalmente à forte articulação da oposição de nove vereadores, conhecidos como o grupo dos nove. Também já sofreu desgastes com o vice-prefeito Ubaldo Barros (sem partido), que critica publicamente o modelo centralizador de gestão adotado por prefeito.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Prefeitos e dinheiro público com shows

marquinhos do dede curtinha   Algumas prefeitos estão aproveitando datas comemorativas, como o aniversário de seus municípios, para promover farra artística com dinheiro público. Em Paranatinga, por exemplo, o prefeito Marquinhos do Dedé (foto) autorizou gastar R$ 115 mil em dois shows dentro da...

Possível duelo entre Pátio e Sachetti

adilton sachetti curtinha   Em 2008, Adilton Sachetti (foto) era prefeito de Rondonópolis e, com a máquina a seu favor, tentou a reeleição e, mesmo assim, foi derrotado por Zé do Pátio. No próximo ano, 12 anos depois, os dois devem se enfrentar de novo nas urnas. Agora em posições...

Situação de emergência na MT-100

As péssimas condições de trafegabilidade da MT-100, agravadas por ingerências e irresponsabilidade de empreiteiras que fizeram obras pela metade, levaram o governo estadual a decretar situação de emergência no trecho entre Torixoréu e Pontal do Araguaia e sob interferência da Defesa Civil. Com isso, está sendo possível executar obras paliativas sem licitação, uma forma de amenizar o transtorno,...

Após governador, prefeito vai à Bolívia

francis maris curtinha   Duas semanas depois do governador Mauro e dois secretários terem ido à Bolívia tratar da comercialização do gás e do fornecimento de ureia para MT, o prefeito de Cáceres Francis Maris (foto) e sua vice Eliene Liberato vão fazer igual. Ambos ficarão 10 dias em...

Articulação rumo ao Palácio Alencastro

cidinho curtinha   Continua repercutindo nos meios sociais, políticos e empresariais a festa do ano realizada em Cuiabá, na última quarta, pelo ex-senador Cidinho (foto). Para comemorar o cinquentenário e Bodas de Prata com a esposa Marli Becker, ele recebeu mil convidados, desde grandes empresários do PIB...

Câmara, Misael, corte de VI e pepino

misael galvao curtinha   Sobrou para o presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão (foto), o pepino de providenciar o corte de uma fatia generosa da VI dos vereadores por Cuiabá. Isso porque, o Supremo decidiu que os parlamentares poderão receber, a título de reembolso, até 60%  dos...

ENQUETE

Tramita na Câmara Federal o projeto 832/2019, do deputado José Medeiros, requentando uma proposta de 2007 do então deputado Jair Bolsonaro, propondo extinguir o Exame da Ordem como exigência para inscrição na OAB e, assim, poder exercer a profissão. O que você acha disso?

Concordo - esse Exame tem de acabar

Discordo - bacharel precisa, sim, se submeter ao Exame

Sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.