Executivo

Terça-Feira, 03 de Dezembro de 2019, 15h:54 | Atualizado: 03/12/2019, 16h:04

DIVISA SECA

Ministro autoriza uso da Força Nacional de Segurança na fronteira de MT e Bolívia

Assessoria

Sergio Moro e Wellington Fagundes

Senador Wellington Fagundes em conversa com o ministro da Justiça Sérgio Moro

O ministro da Justiça Sérgio Moro autorizou, nesta terça (3), o emprego da Força Nacional de Segurança Pública em apoio à secretaria de Operações Integradas do Ministério da Justiça e Segurança Pública, nas ações de Polícia Judiciária, no combate à criminalidade organizada na região de fronteira de Mato Grosso. A medida atende um pedido formulado ainda no mês de junho pelo senador Wellington Fagundes (PL-MT), durante reunião do Bloco Parlamentar Vanguarda.

De acordo com a portaria publicada na edição do Diário Oficial da União, também será implementado o Programa Vigia,  em caráter episódico e planejado, pelo prazo de 180 dias. O programa, uma parceria entre o Ministério da Justiça e Segurança Pública e Ministério da Defesa, visa a capacitação para policiais federais, civis e militares que atuam nas fronteiras do país.

Entre as linhas de atuação do programa estão operações integradas; aquisição de equipamentos; capacitações e bases operacionais com integração de sistemas. “O objetivo é aumentar a fiscalização e a repressão contra os crimes transfronteiriços, como contrabando, tráfico de drogas, armas e munições, que é o que mais estamos precisando neste momento”.

Em Mato Grosso, são mais de 720 quilômetros de divisa seca e  mais de 200 quilômetros de divisa por água. “Ou seja, 900 quilômetros de divisa, extremamente vulnerável”.

Ao anunciar a iniciativa, Wellington lembrou que há muito a bancada federal vem lutando para impor uma vigilância mais eficiente na fronteira de Mato Grosso. “E ao agir nessa direção, pelo fortalecimento da segurança na nossa fronteira, em verdade, estamos buscando paz e segurança não apenas para a população das cidades de Mato Grosso, mas, sobretudo, atacando de maneira direta a bandidagem que teima em tomar conta do Brasil, através do tráfico de drogas e de armas e munição”.

Na conversa com Moro, em junho passado, acompanhado pelo senador Jayme Campos, Wellington mostrou ao ministro a situação de abandono da faixa de fronteira em Mato Grosso. Destacou que a fronteira do Estado têm sido um caminho aberto para entrada de armas ilegais, e do contrabando, além, do tráfico de drogas – crime que, segundo ele, “tem destruído nossa juventude e as famílias brasileiras”.

Plano Integrado de Desenvolvimento

Além de atacar a criminalidade, Wellington afirmou que se faz necessário seguir trabalhando na defesa da implantação de um projeto integrado de ocupação da faixa de fronteira. “Inclusive – ele explicou – para gerar desenvolvimento, oportunidades e emprego”. O senador defendeu a regularização fundiária e investimentos em políticas públicas de atendimento específico às necessidades locais, dos municípios.

Fagundes atuou no ano passado como relator setorial de Orçamento de Justiça e Defesa. “Esperamos que esse trabalho da Força Nacional seja uma investidura para uma atuação mais efetiva das nossas forças de segurança nessa importante região brasileira”.

Postar um novo comentário

Comentários

  • Comente esta notícia

Matéria(s) relacionada(s):

Cotado à cadeira de desembargador

francisco faiad 400 curtinha   É forte o movimento nos bastidores entre os juristas, dentro e fora da OAB/MT, pela indicação do nome de Francisco Faiad (foto) pela classe Quinto Constitucional à cadeira de desembargador. Bem articulado e com bom conceito no meio jurídico, Faiad foi presidente da OAB/MT por dois...

Pivetta promete permanecer no PDT

allan kardec 400 curtinha   O empresário Otaviano Pivetta, que se tornou o mais badalado nesta fase de pré-campanha ao Senado por causa da grande logística em torno do seu nome, se encontra numa saia-justa. Para líderes do Podemos com os quais passou a ter afinidade política, como os senadores Álvaro Dias e...

Ao Senado, 2 partidos e apoio para EP

elizeu nascimento 400 curtinha   Elizeu Nascimento (foto), terceiro-sargento PM licenciado, não é nada bobo. Ex-vereador pela Capital e no mandato de deputado estadual, Elizeu hoje controla o DC-MT e ainda levou aliados de confiança para o PSL-MT, partido que ainda está ligado ao presidente Bolsonaro e que só de...

Digital de Selma no apoio para Pivetta

olga lustosa curtinha 400   Mesmo com laços antigos de amizade com Otaviano Pivetta, Olga Lustosa, que está se desligando do cargo de assessora do gabinete da senadora cassada Selma Arruda em Brasília, causou aquele climão dentro do Podemos quando apareceu no encontro do PDT, neste sábado. O ato marcou o...

Fritado ao Senado, Galvan deixará PDT

antonio galvan 400 curtinha   Como já esperado, o presidente da Aprosoja, Antonio Galvan (foto), foi mesmo patrolado dentro do PDT estadual na tentativa de concorrer ao Senado na suplementar de abril. Com a decisão oficial do partido de lançar o vice-governador Otaviano Pivetta à disputa, Galvan agora pensa em sair da...

Contratos suspensos de 7 prefeituras

domingos neto 400 curtinha   O conselheiro do TCE-MT, Domingos Neto, determinou, até julgamento do mérito, a suspensão de pagamento por sete prefeituras à Oscip Tupã. Ele é relator de uma representação feita pelo Ministério Público de Contas contra as prefeituras de Vera,...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.