Executivo

Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 11h:59 | Atualizado: 13/12/2019, 12h:07

Imbróglio

Governador pede desculpas e adia decisão sobre VLT: já fui no pescoço dos técnicos

O governador Mauro Mendes (DEM) diz que já “foi no pescoço” de seus técnicos para que acelerem os estudos sobre o futuro do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT). Sem conseguir encerrar o primeiro ano de mandato com uma solução para o modal, que está paralisado desde 2014, conforme havia prometido durante campanha eleitoral, o democrata estabeleceu um novo prazo para tomar uma decisão sobre o tema. Dessa vez, Mauro espera ter um anúncio sobre a retomada ou não das obras  até o final do primeiro semestre de 2020.

Mayke Toscano

Mauro Mendes concede entrevista � R�dio Capital

Mauro Mendes concede entrevista para Rádio Capital

“Realmente eu disse que até um ano eu daria uma solução, peço desculpas porque não foi possível. Existem verbas do Governo Federal. Houve questões no meio do caminho, tivemos que contratar um novo estudo sobre tráfego de passageiros. Não é uma questão que depende de eu acordar inspirado e resolver a situação”, disse Mauro em entrevista à Rádio Capital FM, na manhã desta sexta (13).

Mauro destaca que a questão é complexa porque ainda está judicializada, com três ações que estão em andamento. “Não vamos ficar com mentiraiada. Quero tomar essa decisão no primeiro semestre do ano que vem. Já fui no pescoço dos meus técnicos. Fiquei super irritado”, destacou o governador, que em novembro teve que contratar uma consultoria para fazer novos estudos de viabilidade do VLT, ao custo de R$ 464,3 mil.

O democrata disse ainda não fará como o ex-governador Pedro Taques (PSDB), que chegou a anunciar a retomada do VLT por cinco vezes, mas em nenhuma delas conseguiu cumprir com a promessa.

Apesar das obras paralisadas, o modal vem consumindo o dinheiro público. Durante a gestão tucana, foram pagos R$ 500 milhões em empréstimos feitos por Silval para construir o modal. Nos 10 primeiros meses da gestão Mauro, o Estado já desembolsou R$ 120 milhões com pagamento de financiamentos. Ao todo, a obra do VLT já consumiu R$ 1,6 bilhão.

No estudo de viabilidade, que foi contrato pelo governo para verificar a viabilidade de tráfego de passageiros do VLT, é avaliada a implementação do BRT, sigla em inglês para trânsito rápido de ônibus.

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Ernani Camargo | Sábado, 14 de Dezembro de 2019, 19h26
    1
    0

    Facil decisão: se o custo de manutenção (só das composições) é de R$16.000.000,00, em cinco anos já foram R$960.000.000,00 (novecentos e sessenta milhões de reais). Decida pela conclusão que é melhor do que aumentar este custo... Vá sim, no pescoço dos seus assessores "especialistas"! Licite o término da obra. Peça o auxílio das bancadas estadual e federal. Faça alguma coisa, além de adiar.

  • cleber nunes rondon | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 18h32
    3
    0

    o lobi dos que querem o BRT é grande, Muita gente querendo ganhar dinheiro com isso, nao pensando realmente na população que ficaria com um transporte de primeira qualidade com o térmimo do VLT.

  • José Augusto | Sexta-Feira, 13 de Dezembro de 2019, 16h03
    3
    0

    Entrega essa obra para o atual prefeito e acaba com essa novela.

Galvan vai deixar PDT e ir pra o PRTB

antonio galvan 400 curtinha   Embora não tenha perdido de vistas o Aliança pelo Brasil, partido que está sendo criado por Bolsonaro, Antonio Galvan (foto), presidente da Aprosoja e que acabou levado à frigideira dentro do PDT em meio ao embate por tentativa de candidatura ao Senado, se mostra disposto a ingressar no...

"Pátio igual gato, comendo e miando"

jose medeiros 400 curtinha   O deputado José Medeiros (Podemos), vice-líder do Governo Bolsonaro na Câmara, disse que o prefeito Zé do Pátio, de Rondonópolis, está parecendo gato, comendo e miando, pois recebe recursos federais, inclusive de programas habitacionais e, mesmo assim, ainda alardeia nos...

Adair lançará ex-vice em Alto Paraguai

adair 400 curtinha   O ex-prefeito de Alto Paraguai, advogado emedebista Adair José Alves Moreira (foto), não vai disputar novamente, apesar da insistência do seu grupo. A tendência é de apoiar o seu ex-vice Luiz Figueiredo, com quem administrou a cidade de 2013 a 2016. Luiz também é do MDB e...

Deputado bolsonarista critica prefeito

claudinei deputado curtinha 400   O deputado Claudinei Lopes (foto), morador em Rondonópolis, ficou na bronca com o discurso populista do prefeito Zé do Pátio, para quem o povo nordestino votou em massa no PT e que não tem conseguido construir mais casas populares porque, diferente dos governos petistas, o presidente...

Sem Senado e tudo pela Mesa da AL

max russi curtinha 400   Presidente regional do PSB-MT, o deputado Max Russi (foto) tem participado das discussões para definição de candidaturas ao Senado, na suplementar de abril, mas não mais como pré-candidato. Seu desafio é outro. A prioridade é a busca da reeleição como...

Lúdio desiste e PT perde com Barranco

ludio cabral 400 curtinha   O deputado Lúdio Cabral (foto) estava se movimentando para tentar convencer o PT a lançá-lo ao Senado, por aclamação, e ainda instigar o diretório estadual a buscar recursos junto à Nacional para a campanha. Mas o tiro saiu pela culatra. O guru do partido no Estado,...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Na sua opinião, como está indo o Governo Bolsonaro...

excelente

bom

razoável

ruim

péssimo

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.