Executivo

Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 18h:02 | Atualizado: 04/04/2020, 12h:40

COVID-19

Estou do lado de MT, alega Mauro ao falar sobre briga entre Bolsonaro e Mandetta

Mayke Toscano

Governador Mauro Mendes

Governador Mauro Mendes em uma das transmissões ao vivo pelas redes sociais realizadas esta semana: não me interessa disputa ou questões menores

O governador Mauro Mendes (DEM) afirmou que o governo de Mato Grosso não toma partido na briga entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, que já se tornou pública. Segundo ele, o foco é somente o combate a pandemia do novo Coronavírus (Covid 19).

“Estou do lado do povo de Mato Grosso. Não me interessa disputas, demandas ou questões políticas menores. Nosso governo toma decisões técnicas, orientadas por técnicos e pelo Ministério da Saúde. Tenho muito carinho pelo ministro Mandetta, muito respeito pelo presidente Bolsonato, mas não me envolvo nesta briga”, declarou Mauro em coletiva realizada por live nas redes sociais.

Ocorre que Mandetta disse, em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, que não comenta ações do presidente da República e que, por isso, não pretende rebater as declarações de Bolsonaro sobre ele em entrevista à rádio Jovem Pan na noite dessa quinta (02).

"Não comento o que o presidente da República fala. Ele tem mandato popular, e quem tem mandato popular fala, e quem não tem, como eu, trabalha

Governador Mauro Mendes

Bolsonaro disse que “não se bica” com Mandetta há tempos. Além disso, declarou que falta humildade ao ministro da Saúde.

"Não comento o que o presidente da República fala. Ele tem mandato popular, e quem tem mandato popular fala, e quem não tem, como eu, trabalha", declarou ele, que tenta conduzir a pasta de Saúde em meio à pandemia de coronavírus.

Nos últimos dias, Mandetta e Bolsonaro vem travando um embate sobre as decisões tomadas para enfrentamento do coronavírus. O ministro tem defendido políticas de isolamento social diante da pandemia, incluindo o fechamento de estabelecimentos comerciais, como forma de evitar aglomerações e a proliferação da doença.

Em contrapartida, Bolsonaro tem criticado esse discurso e as medidas, defendidas por Mandetta, adotadas pelos governadores de decretar uma quarentena, e frequentemente pede que as pessoas voltem a viver a vida normalmente, isolando apenas pessoas pertencentes a grupos de risco.

A relação entre o ministro e Bolsonaro vem numa escalada de tensão e subiu mais um nível no domingo (29), quando o presidente resolveu dar um passeio pela periferia do Distrito Federal, contrariando todas as orientações do Ministério da Saúde.

O giro de Bolsonaro ocorreu um dia após Mandetta ter reforçado a importância do distanciamento social à população nesta etapa da pandemia do coronavírus.

Mandetta também criticou as manifestações pela reabertura de empresas e de estabelecimentos comerciais, desencadeadas por declarações de Bolsonaro.

"Fazer movimento assimétrico de efeito manada agora, nós vamos daqui a duas, três semanas, os mesmos que falam 'vamos fazer carreata" de apoio. Os mesmos que fizerem vão ser os mesmos que vão ficar em casa. Não é hora, agora", declarou no sábado (28).

(Com informações da Folha de S. Paulo).

Postar um novo comentário

Comentários (3)

  • Homero | Segunda-Feira, 06 de Abril de 2020, 08h55
    0
    0

    "Não comento o que o presidente da República fala. Ele tem mandato popular, e quem tem mandato popular fala, e quem não tem, como eu, trabalha" Afinal, quem afirmou isso: Mauro Mendes ( como destacado) ou o Min. da Saúde ( conf.teor da notícia)? Esse site está precisando de um revisor, mesmo! - todos os dias há erros graves no seu noticiário... Logo vc, Romilson !

  • Ralf | Sábado, 04 de Abril de 2020, 06h52
    0
    2

    A população passando por uma pandemia e a imprensa e pessoas preocupadas em pesquisa? É o fim mesmo.

  • Leonildo | Sexta-Feira, 03 de Abril de 2020, 20h04
    7
    1

    Bolsonaro - 33%; Mandeta - 76%. As pessoas de bem sabem a diferença entre os dois. Agora, ter respeito por uma caricatura de presidente como o Bolsonaro, aí já ultrapassa os limites do bom senso.

Corrida de Teis no noticiário nacional

waldir teis 400 curtinha   As imagens que mostram o conselheiro afastado do TCE Waldir Teis (foto) descendo em alta velocidade as escadas de um prédio para jogar no lixo vários cheques rasgados que somavam R$ 450 mil ganharam o noticiário nacional, com destaque neste domingo em veículos, como Folha de S. Paulo, G1 e IG....

Esforço de ex-senadora para eleger 2

rafael ranalli curtinha 400   Eleita no pleito de 2018 e cassada em definitivo em abril deste ano, a ex-senadora Selma Arruda, presidente do Podemos de Cuiabá, pode deixar o partido após o processo eleitoral deste ano. Segundo informações, a juíza aposentada se afastaria da política partidária para...

6 parlamentares já foram infectados

wilson santos 400 curtinha   Desde o início da pandemia, em março, seis dos 24 deputados estaduais já testaram positivo para Covid-19. O último foi Wilson Santos (foto). Ele disse que recebeu medicação e está em isolamento. Observa que a doença está no início e segue trabalhando...

Pedido para TSE definir data da eleição

sebastiao carlos 400 curtinha   Na última quarta (2), um dia após a Câmara aprovar a PEC que adia as eleições municipais para 15 de novembro, André de Albuquerque Teixeira, advogado de Sebastião Carlos, que concorreu ao Senado e um dos que denunciaram Selma Arruda por crimes eleitorais, já...

Uma das apostas do PP para vereador

alex rodrigues 400 curtinha   O PP já tem no rol de possíveis eleitos a vereador em Cuiabá o jovem Alex Rodrigues (foto), de 31 anos. Filho do empresário Valúcio Rodrigues e sobrinho do secretário de Obras Públicas da Capital, Wanderlúcio Rodrigues, Alex criou uma comunidade com mais de mil...

Prefeito, efeito pandemia e a reeleição

ze do patio 400 curtinha   Mesmo com o poderio da máquina, considerada preponderante para cooptar partidos e aliados por causa da oferta de cargos e do assistencialismo, o prefeito Zé do Pátio (foto), de Rondonópolis, terceira em população e segunda no ranking da economia estadual, terá muitos...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Em Cuiabá, o prefeito suspendeu a decisão de implantar rodízio de veículos entre placas pares e ímpares devido à Covid-19. Mas quer debater a ideia. Você concorda com rodízio?

concordo

discordo

tanto faz

não sei

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.