Executivo

Segunda-Feira, 27 de Julho de 2020, 18h:34 | Atualizado: 27/07/2020, 18h:46

HOMENAGEM EM CUIABÁ

Ouvidoria Geral de Polícia de MT lembra aniversário de Marielle Franco com placa

Da Assessoria

Rua leva nome de Marielle Franco em Cuiab�

Nesta segunda (27),  diversas organizações que defendem os Direitos Humanos comemoram o aniversário de 41 anos da ativista Marielle Franco, vítima de um homicídio político há dois anos, no Rio de Janeiro. Para lembrar a data e o símbolo que Marielle passou a representar, a Ouvidoria Geral de Polícia instalou uma das mais de 18 mil placas com a inscrição “Rua Marielle Franco”.

As placas são instaladas em instituições e espaços de defesa dos Direitos Humanos em todo o mundo. Com o registro da placa na OGP, Cuiabá, ganha mais um espaço marcado no mapa mundial de apoio à causa.

O ouvidor-geral de Polícia, Lúcio Andrade, afirma que “Marielle  deixou de ser referência de um partido e passou a ser o símbolo de luta por democracia e pelo amadurecimento da gestão em segurança pública”.

Marielle Franco era mulher, negra, lésbica e tem origem na favela. Foi vereadora pelo PSOL  do Rio de Janeiro, e assassinada no dia 14 de março de 2018.

Crime sem solução

Após dois anos e três meses do atentado, ocorrido no centro do Rio de Janeiro, que a matou e também vitimou seu motorista, Anderson Gomes, a população segue sem saber quem foram os mandantes do crime que vitimou   Marielle Franco.

O atentado ocorreu em março do 2018. Os criminosos perseguiram o carro dela por cerca de três quilômetros e efetuaram os disparos em um lugar sem câmeras. Ativista de direitos humanos, Marielle denunciava com frequência a violência cometida por policiais contra as populações mais pobres e a atuação de milícias nas favelas.

Desde o atentando até hoje, 65 pessoas foram presas em decorrência da investigação do crime. Entre os presos estão integrantes de quadrilhas desmanteladas pela Delegacia de Homicídios e pelo Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público do Rio de Janeiro.

Um deles é o sargento do Corpo de Bombeiros Maxwell Simões Corrêa, preso no dia 10 de junho em sua casa, num condomínio de luxo no Recreio dos Bandeirantes. Ele é acusado de obstruir o trabalho da Justiça por ocultar a arma usada no crime. Ele seria o responsável por jogar a arma no mar. A polícia afirma ter encontrado os autores, o policial militar da reserva Ronnie Lessa e o ex-PM Élcio Vieira de Queiroz, mas ainda não se sabe quem encomendou o ataque nem o por quê.

Recentemente, o Superior Tribunal de Justiça (STJ) rejeitou, de forma unânime, a federalização das investigações do assassinato da vereadora e do motorista Anderson Gomes, mantendo o caso com o Ministério Público e com a Polícia Federal do Rio de Janeiro. O julgamento ocorreu em meio às suspeitas de que o presidente da República Jair Bolsonaro estaria interferindo politicamente na Polícia Federal.

O pedido de federalização havia sido feito pela ex-procuradora geral da República, Raquel Dodge, em outubro do ano passado, momentos antes de deixar o cargo. A família e os amigos de Marielle eram contra.

Enquanto não se tem notícias dos mandantes, em relação aos dois suspeitos de terem executado a vereadora e o seu motorista, o processo começou a entrar em sua etapa final. A Justiça do Rio de Janeiro decidiu que eles devem ir a júri popular. (Com informações do Metrópoles)

Postar um novo comentário

Comentários (2)

  • Duarte Nogueira | Terça-Feira, 28 de Julho de 2020, 16h46
    0
    3

    Louvável atitude, parabéns!! Isso nos torna mais cidadãos e civilizados.

  • Junior | Segunda-Feira, 27 de Julho de 2020, 20h29
    8
    0

    Lúcio Andrade, apesar de falar pouco, falou muita porcaria! cade a homenagem de todas as pessoas?! até nossa Polícia está infestado de retardados!

Leitão x Fávaro sob efeito-Bolsonaro

nilson leit�o 400   O ex-vice-governador e hoje senador interino Carlos Fávaro (PSD) e o ex-prefeito sinopense e ex-deputado federal pelo PSDB Nilson Leitão (foto) travam uma guerra eleitoral, com críticas mútuas, como se só existissem os dois na disputa para o Senado, quando, em verdade,...

Leverger e ex em palanque separado

francieli magalhaes 400 curtinha   Dois candidatos em chapas majoritárias em Santo Antonio de Leverger, hoje em palanques diferentes, já estiveram juntinhos na vida particular. O empresário Ademilson Dantas de Matos (PV), vice da chapa de Franklin Luis Carvalho (PSDB), foi casado com a petebista Francieli Magalhães...

Prefeito cuiabano vira saco de pancada

emanuel pinheiro 400 curtinha   O prefeito cuiabano Emanuel Pinheiro (foto), que busca a reeleição e havia iniciado a campanha como grande favorito, inclusive com expectativa de ganhar no primeiro turno, se transformou em saco de pancada. Além de Abílio Júnior que o critica e ataca o tempo todo, o que acabou o...

Dal Bosco com 3 na disputa em Sinop

dilceu dal bosco 400 curtinha   Neste pleito eleitoral, a família Dal Bosco se dividiu em três grupos de apoio em Sinop, a chamada capital do Nortão. O ex-deputado estadual Dilceu Dal Bosco (foto) coordena no município e região a campanha à reeleição do senador Carlos Fávaro (PSD). O...

Tentativa de ser 1ª prefeita de Barão

margareth munil 400 curtinha   A candidata à prefeita de Barão de Melgaço, Margareth Gonçalves da Silva (foto), é tão conhecida nas ações conjuntas com o marido nas áreas da saúde e assistência social que está levando para as urnas a combinação do seu...

Froner segue com o vice de Gilberto

osmar froner 400   Osmar Froner de Mello (foto), escalado de última hora para a disputa em Chapada dos Guimarães, manteve de vice o mesmo que estava na chapa de Gilberto Mello (PL), o vereador Carlos Eduardo, que era conhecido como Carlinhos do PT e agora é do PDT. Froner e Carlinhos não têm afinidades...