Executivo

Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 07h:43 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:19

CHAPADA DOS GUIMARÃES

Daltro reconhece problemas de infraestrutura, mas elogia festival

Flávio Daltro    Apesar de reconhecer que Chapada dos Guimarães não possui a infraestrutura adequada para receber grandes shows e eventos como o Festival de Inverno, o prefeito do município Flávio Daltro (PP) ressalta que a economia local precisa deste tipo de evento para que se mantenha aquecida. “O comércio de Chapada depende muito desses eventos e de casas de veraneio. Por isso, acredito que deva ser fomentada a parceria entre o empresariado e o poder público”, afirmou Daltro, durante entrevista ao programa Caximbocó, na rádio Cidade.

  Ainda conforme ele, desde que assumiu a administração do município ele tem procurado a associação comercial da cidade para ampliar a parceria. Ressalta que a 26ª Edição do Festival do Inverno foi bastante agitada e que para atender demandas de grandes shows como o de Ivete Sangalo, a gestão precisou transferir a realização do evento da praça para o estádio municipal. “Tivemos uma grande preocupação. O Corpo de Bombeiros e o Crea participaram de todo o planejamento”, frisa o gestor.

  Perguntado se já existe um balanço sobre quanto foi arrecadado na cidade, Daltro disse que o conselho responsável pelo evento ainda faz esse levantamento. Todos os shows e eventos foram feitos pelo empresário Mário Zeferino, que segundo Daltro, vai entregar a prestação de contas nos próximos dias para que sejam repassadas. Ele revela que o governo destinou R$ 1,2 milhão para a realização do evento. Deste valor global, R$ 760 mil foram utilizados para o pagamento de cachês, passagens e hotel. Todo o valor arrecadado com o evento vai ser direcionado para instituições sociais.

Postar um novo comentário

Comentários (6)

  • carlos alfredo Guimarães | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 15h07
    0
    0

    "Ele revela que o governo destinou R$ 1,2 milhão para a realização do evento. Deste valor global, R$ 760 mil foram utilizados para o pagamento de cachês, passagens e hotel". Porque ao invés de realizar o festival não se preocuparam em investir primeiro na infraestrutura já que é precaria. Em um evento como este costumava faltar água, Chapada tgem um potencial turistico fantástico só não ve quem não quer. GAstou-se 1,200.000,00 para vir ivete, já pensou se investisse na cidade e com isso traria como consequencia empresas e até industrias principalmente se tratando de meio ambiente. Industrias de reciclagem enfim..., mas parece que falta vontade política para realizar tal feito uma vez que já está comprovado o potencial turistico para a cidade e geraria emprego a população local e aqueceria o mercado trazendo outros segmentos para a cidade. Mas ao meu ver não estão nem aí para explorar as belezas naturais de chapasda, conheço chapada muito bem e fico abismado com tamanho descaso com a cidade de chapada. Indignado demais.

  • rafael junior | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 13h41
    0
    0

    PREFEITO SÓ PRECISA VOLTAR A FAZER FESTIVAL SEM COBRAR ENTRADA.... FICOU VEXAMINOSO O SHOW DO TITAS E PARALAMAS...POUCA GENTE... E O PIOR...POPULAÇÃO DA CHAPADA DO LADO DE FORA........ GRATUIDADE NOVAMENTE...SEM BURGUESIA....

  • caio pereira silva | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 11h57
    0
    0

    Erros existem na gestão (excessivas reuniões improdutivas, oprtunismo do grupínho da UFMT, incompetência de Secretários, coleta de lixo, licitações), porem, inegavel, que ele é bem intencionado. Precisa corrgir, mas está no caminho certo

  • josué corre corre | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 09h20
    0
    0

    Bom Dia,Veja bem. "Ele revela que o governo destinou R$ 1,2 milhão para a realização do evento. Deste valor global, """R$ 760 mil""" foram utilizados para o pagamento de "cachês", passagens e hotel". Analise esta frase!. Agora vejamos, não seria melhor ter ficado um ano sem o festival, pego este dinheiro e investido na infraestrutura da cidade, com isso traria muito mais benefícios e resolveria eu acho o problema sério que chapada tem com a falta de água. Foi muito bom o festival 2010. Prefeito reveja seus conceitos e vamos trazer recursos para nossa chapada maravilhosa. Eu acho que falta vontade política para que chapada se transforme no maior polo turístico próximo da capital.Seria maravilhoso, a chapada com seus encantos e suas belezas naturais. Ainda não passou pela chapada um prefeito visionário para alavancar o turismo e gerar emprego a população, pois fora o "FPM"-fundo de participação dos municípios, qual outra receita, ao meu ver todos chapadenses ganhariam com isso, geração de emprego e aquecimento do comércio. Está aí minha dica. espero ter contribuido. Abraçosssssssssssss .

  • AUGUSTO CHAPADINHA | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 08h48
    0
    0

    DEPOIS DE SER VEREADOR, SECRETARIO DE TURISMO, O PREFEITO NO SEGUNDO ANO DO SEU MANDATO DEMONSTROU QUE NÃO CONSEGUE RESOLVER O PROBLEMA QUE SE ARRASTA NESTES ANOS TODOS DE FESTIVAL DE INVERNO. SÓ MORANDO AQUI PARA SABER DA VERDADE!!! HUM MILHÃO E DUZENTOS E O MUNICÍPIO ESTA COM O APARELHO DE ULTRASONOGRAFIA, NOVINHO E MODERNO, ENCAIXOTADO, O HOSPITAL NÃO TEM Rx, E A LISTA PODE SER GRANDE... A DESPESA PASSA DE HUM MILHÃO E DUZENTOS, PQ ELE NÃO FALA O QUANTO A PREFEITURA GASTOU DE SEU CAIXA.

  • PEDRO PAULO | Sexta-Feira, 23 de Julho de 2010, 08h19
    0
    0

    TODO PREFEITO DA CHAPADA DIZ QUE VAI CONSTRUIR PELO MENOS UM BANHEIRO PUBLICO. QUANDO SERÁ CONSTRUIDO ? O SISTEMA DE COLETA DE LIXO É PESSIMO, AGUA QUASE NÃO EXISTE... NÃOTEMOS GARIS PARA A LIMPEZA DA CIDADE QUE PARECE UM LIXÃO A CÉU ABERTO... NÃO VENHA PEDIR VOTOS DEPOIS...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

Câmara chama secretária para vaga

chico 2000 curtinha   Após a destituição de Ralf Leite (MDB) da vaga de Chico 2000 (foto), licenciado, por força de decisão judicial, a Câmara de Cuiabá convocou a primeira suplente Luciana Zamproni (MDB) para assumir mandato temporário no Legislativo, menos de 30 dias. Ela atua como...

PTB perdeu uns, mas ganhou outros

emanuelzinho 400   Em Várzea Grande, enquanto alguns militantes do PTB, puxados pelo secretário jaymista Silvio Fidelis foram para os braços do candidato a prefeito Kalil Baracat (MDB), que tem Hazama (DEM) de vice, militantes de outras legendas decidiram abraçar a candidatura do petebista Emanuelzinho (foto). São...

PT de Cuiabá passivo; ROO, autêntico

kleber amorim 400 curtinha   O PT de Rondonópolis se organizou melhor, mobilizou a militância, se tornando mais autêntico do que o núcleo petista de Cuiabá. Para se ter ideia, o partido, numa posição de coragem e levando preocupação ao prefeito Zé do Pátio, que tinha...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.