Executivo

Domingo, 06 de Junho de 2010, 09h:22 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:26

MAQUINÁRIO

Delegacia resolve vistoriar máquinas nos 141 municípios

   Após percorrer 11 municípios para realizar a perícia nos maquinários adquiridos pelo programa Mato Grosso 100% Equipado, a Delegacia Fazendária vai inspecionar todos os 705 equipamentos referentes ao programa que é alvo de denúncias de fraude nas licitações. Em reportagem veiculada no jornal Diário de Cuiabá neste domingo (6), a delegada responsável pelas investigações, Luzia de Fátima Machado, afirma que o procedimento será ampliado devido à necessidade de maior apuração das denúncias de superfaturamento. O resultado das perícias já realizadas não foi divulgado pela delegada. A previsão é de que o inquérito seja concluído em 90 dias.

   O relatório técnico realizado pela Auditoria Geral do Estado (AGE), revelou um superfaturamento de R$ 44 milhões nas licitações. O “rombo” seria de R$ 8 milhões a mais que um levantamento anterior. Conforme os dados apresentados à imprensa, R$ 24 milhões foram acrescidos ao preço dos caminhões e outros R$ 20 milhões aos equipamentos. A aquisição custou R$ 241 milhões, viabilizados por meio de financiamento junto ao Banco de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

   A Polícia Civil ficou responsável por apurar se os equipamentos entregues aos municípios correspondem com o valor pago em nota fiscal, bem como se obedecem às especificações técnicas exigidas na licitação. Conforme a AGE, caminhões foram vendidos com até 22% de sobrepreço.
O secretário de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), Diógenes Curado, relata que um avião da secretaria está à disposição da investigação, assim como um delegado de polícia e dois peritos técnicos que fazem a análise in loco. O valor das vistorias não foi revelado.

   Diógenes declara que devem ser finalizadas nesta semana as instruções sumárias, abertas nas secretarias de Administração e Infraestrutura para apontar servidores envolvidos nas licitações supostamente fraudadas. Com a conclusão desses trabalhos, ele afirma que o governo irá instaurar procedimentos administrativos para punir servidores que teriam participado das supostas fraudes.

  Inicialmente, a polícia apurava os crimes de fraude em licitação, corrupção ativa e passiva e formação de quadrilha. Mas o conjunto de provas apontou para a necessidade de ampliação das investigações, já que também constam denúncias de que servidores teriam recebido propina dos empresários que venceram as licitações.

  A Delegacia Fazendária já ouviu o ex-secretário de Infraestrutura (Sinfra), Vilceu Marchetti, servidores envolvidos nas licitações e responsáveis pelas empresas fornecedoras dos equipamentos ao governo. Não foi confirmado o depoimento do ex-secretário de Administração, Geraldo De Vitto. Além dos secretários que saíram voluntariamente, nenhum outro servidor do governo envolvido no escândalo do superfaturamento foi afastado de sua função. 

Postar um novo comentário

Comentários (11)

  • OLIVEIRA | Quarta-Feira, 09 de Junho de 2010, 04h51
    0
    0

    Onde estava os mebros do Ministério Público, qual a sua função ? acho que também, deveria ser responsabilzado. Deve deixar de fazer papel de policia. Afinal, esqueceram suas funções...

  • joãobebado | Terça-Feira, 08 de Junho de 2010, 21h23
    0
    0

    mande esses butineiros irem para o seu Estado de Origem São Miguel do iguaçu, eé lá que eles deveriam ter ficados e não vir a este Estado para aplicar  que estiver com dó que vá junto

  • Jaime | Domingo, 06 de Junho de 2010, 19h36
    0
    0

    Eu estive pensando...existe dois amigos meus, pessoas muito boas, frequentadores de bares nas horas de folgas,aliás eles estão desempregados...e tempos atrás ele sumiram e ao retornar falaram que foram fazer um serviço em Cuiabá... é isto...os culpados vão ser eles...meus amigos "Bofeira e Tubaina",acho que eles são os culpados deste pequeno erro de quase cinquenta milhões ,é o que a policia vai apurar....federal nem pensar,né Maggi ?

  • pedro | Domingo, 06 de Junho de 2010, 14h01
    0
    0

    algumas dicas para a delegacia que vai investigar o caso 1 ver quantida de lonas dos pneus 2 ver comprimento do chassi dos caminhoes 3 ver sistema hidraulico do levantamento das caçambas se é compativel com a caçamaba

  • João | Domingo, 06 de Junho de 2010, 13h21
    0
    0

    Pior é que a POLICIA ta indo nos municipios fazer esta vistoria!!!!!!!!!! e neles tbem nao se pode confiar, ta cada vez menos confiavél.

  • joao | Domingo, 06 de Junho de 2010, 11h54
    0
    0

    Luiz Antonio, coitado do Vilceu nada, nós não sabemos como foi o acerto entre eles.

  • ANTONIO MARCOS DE ARRUDA | Domingo, 06 de Junho de 2010, 11h46
    0
    0

    ANTONIO MARCOS DE ARRUDA , Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Ana Maria do Carmo | Domingo, 06 de Junho de 2010, 11h42
    0
    0

    Luiz Antonio, da quase nossa vizinha Primavera do Leste, vc sabia que existe coisa que não funda?

  • Luiz Antonio | Domingo, 06 de Junho de 2010, 10h09
    0
    0

    Coitado do meu amigo Vilceu, ficou somente ele como o grande responsavel. Com certeza deve tem muita gente boa nessa denuncia, espero que o Ministério Publico e o Tribunal de Contas faça as investigaçoes corretas e nao fica somente em uma unica pessoa o responsavel. Afinal cade o Éder Moraes? ele anda muito sumido, principalmente depois que houve outro escandalo das precatórias. Meu amigo Silval larga desse homem ele vai te afundar

  • IVAN | Domingo, 06 de Junho de 2010, 09h53
    0
    0

    e isso ai delegada espera acabar a polutica so maracutaia

Ex-vereador recua para apoiar primo

divino 400 barra do bugres   Ex-vereador, ex-presidente da Câmara e empresário bem sucedido, Chico Guarnieri (PTB) não será candidato a prefeito de Barra do Bugres nas eleições deste ano. Guarnieri, que disputou a prefeitura em 2016, até ensaiou, mas recuou ao ver que o primo, pedetista Doutor Divino...

3 ex-prefeitos viram cabos eleitorais

percival muniz 400 curtinha   Dois candidatos de oposição em Rondonópolis têm ex-prefeitos como principais cabos eleitorais. O empresário Luiz Fernando, o Luizão (Republicanos), conta com apoio de Adilton Sachetti, que já comandou o município e perdeu na tentativa de reeleição, e...

3 candidatos competitivos em Sinop

roberto dorner 400   Apesar da "inflação" de candidatos a prefeito de Sinop, com cinco no páreo, a disputa tende a se acirrar mesmo entre o empresário Roberto Dorner (foto), do Republicanos e apoiado pela prefeita Rosana Martinelli (PL), o ex-prefeito e deputado Juarez Costa, que atraiu 10 partidos para o palanque, e o...

Ex-prefeito no páreo em Alta Floresta

robson silva 400 curtinha   Alta Floresta, uma das cidades pólos do Nortão, tem sete candidatos a prefeito. Um deles é Robson Silva (foto), empresário, ex-prefeito entre 93 e 96 e que concorre pelo MDB, mesmo partido do prefeito Asiel Bezerra, que está encerrando o segundo mandato e se tornou um dos principais...

Vice sinopense quer retornar à Câmara

gilson de oliveira 400 curtinha   O vice-prefeito de Sinop e apresentador de TV, Gilson de Oliveira (foto), resolveu concorrer a vereador, cadeira já ocupada por ele por dois mandatos, o primeiro pelo PSDB, entre 2005 e 2008, e, depois, pelo PSD (2009/2012). Foi candidato a deputado estadual duas vezes (2006 e 2010) e, como suplente da...

Vice que morreu na praia em Tangará

renato gouveia 400 curtinha   Assim que percebeu que não seria escolhido pelo prefeito Fabio Junqueira (MDB) como o candidato governista na briga pela Prefeitura de Tangará da Serra, ainda em junho, o vice-prefeito Renato Gouveia (foto), do PV, correu para os braços do tucano Vander Masson. Levou com ele uma chapa de 21...

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você acha que o efeito-Bolsonaro terá impacto no resultado das eleições de novembro em MT?

sim - onda Bolsonaro continua

não - efeito não influencia mais

sei lá!

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.