Executivo

Quarta-Feira, 14 de Abril de 2010, 14h:02 | Atualizado: 26/12/2010, 12h:25

ASSEMBLEIA LEGISLATIVA

Deputados da CPI da Saúde ignoram informações do MP

Alexandre Guedes      Foto: Patrícia Sanches     Os membros da CPI da Saúde iniciaram os trabalhos há seis meses, mas até agora não procuraram o promotor de Justiça Alexandre Guedes, responsável pelas ações civis públicas na área da Saúde contra a Prefeitura de Cuiabá e o Estado. Todas tratam da demanda reprimida por atendimento médico em Mato Grosso. “Temos, por exemplo, uma demanda muito grande na oftalmologia, mas, por enquanto, ainda não fui contatado”, alerta o promotor, em entrevista ao RDNews. Ele relata que apenas uma vez os deputados resolveram acompanhar uma audiência do MPE, que tratava sobre a morbidade infantil.

   A CPI foi instalada pela Assembleia em outubro do ano passado para apurar as causas do caos na Saúde. Desde então, os deputados ouviram representantes de hospitais, secretários e das entidades de classe, além de levantar dados com inspeções in loco. Contudo, até o momento ainda não requisitaram informações ao MPE. Como os trabalhos foram prorrogados por mais seis meses, acredita-se que isso ocorrerá na segunda etapa.

   Nesta terça (13), os membros da comissão, presidida pelo deputado Sérgio Ricardo (PR), entregaram uma espécie de diagnóstico da Saúde no Estado ao governador Silval Barbosa (PMDB). Foram elencadas 19 sugestões, dentre elas a implementação do Programa Fila Zero. A estimativa é que existam cerca de 120 mil pacientes aguardando cirurgia, exames de média e alta complexidade ou consultas. Para eliminar essa demanda reprimida, Silval pretende investir R$ 40 milhões provenientes do superávit do orçamento deste ano.

   Além da Fila Zero, os deputados exigiram mais celeridade no término do Hospital Metropolitano de Várzea Grande. O Estado vai licitar cerca de R$ 40 milhões de recursos federais que serão utilizados para equipar o prédio. Também é aguardada a criação do Hospital da Criança, que seria implantado no prédio do Hospital das Clínicas e da Mulher. Para esses dois itens, ainda não há data para construção ou compra.

   Segundo os membros da CPI, os moradores dos municípios com Hospitais Regionais reclamam da falta de equipamentos. Hoje eles têm que viajar até a Capital para realizar um exame de média complexidade. Uma alternativa para o problema é a descentralização da Central de Regulação do SUS, atualmente gerida pela Prefeitura de Cuiabá. Para tanto, o Estado terá de investir na compra de equipamentos e ampliação do número de leitos e centros cirúrgicos.

Postar um novo comentário

Comentários (4)

  • bento o vampiro brasileiro | Quinta-Feira, 15 de Abril de 2010, 00h09
    0
    0

    Isso não é uma CPI isso chama-se:Palanque eleitoral para o Dep. Sergio Ricardo pronto!!!!!! liga no canal 12 do meio dia as treze horas todo mundo vê, só o MPE não enxerga

  • Zelito | Quarta-Feira, 14 de Abril de 2010, 22h06
    0
    0

    É impressionante,Cuiabá querer ser uma das sedes da Copa do Mundo,como todos nós torcemos para isso.Mas não ter vagas em UTIS em nenhum Hospital,ou Pronto Socorro.O cidadão morre por falta de atendimento,mas a Av. das Torres,está pronta, e povo morrendo nos Pronto Socorro,e essa CPI,é só para Ingles ver,nem vai dar nada,ainda mais com Sergio Ricardo.Até mais.

  • SANTOS | Quarta-Feira, 14 de Abril de 2010, 21h06
    0
    0

    ate que alguem viu que esse promotor so que aparecer na midia, nunca vi ele se preocupar com a sociedade que paga seu salario, ele não atende a sociedade, ja tentei fazer denuncia e o assessor dele sempre diz que ele estar em audiencia, ou o expidiente so é a tarde. mais um dia a casa cai e es pessoa abre o olho.

  • JD | Quarta-Feira, 14 de Abril de 2010, 16h32
    0
    0

    Esta CPI da saúde já nasceu morta, desde o momento que escolheram Dep. S. Ricardo como presidente da mesma, pois este dep.não passa de um parlamentar demagogo e de um populismo repugnante...

Reconhecimento de um governo ruim

pedro taques 400   Pedro Taques (foto) recorreu a uma observação feita pela mãe, professora Eda Taques, de que fora melhor senador do que governador. No horário eleitoral, o candidato ao Senado, agora pelo SD, menciona a frase da mãe para, em seguida, dizer que reconhece que sua atuação em...

Apoiado por deputados bolsonaristas

jose medeiros 400 curtinha   Um dos vice-líderes do Governo Bolsonaro na Câmara, o deputado José Medeiros (foto), do Podemos, vem recebendo apoio na disputa ao Senado de vários parlamentares bolsonaristas. O chamado núcleo duro do presidente no Congresso Nacional está com Medeiros, entre eles os deputados...

Justiça barra ficha suja em Poconé

clovis martins 400   A Justiça Eleitoral barrou em Poconé o ex-prefeito Clovis Damião Martins (foto), considerado ficha suja. Está inelegível por oito anos. Filiado ao PTB, ele foi condenado pelo TCU por irregularidade insanável que configura ato doloso de improbidade administrativa. Enquanto...

3 estão fazendo pesquisa em Cuiabá

Três institutos de pesquisa entraram em campo na capital nesta semana para levantar as intenções de voto para prefeito. São eles: Malujoa Comunicações, que geralmente divulga os resultados no site Olhar Direto; a Voice Pesquisas e Comunicação, do site Midianews; e Real Time Big Data. A Voice poderá tornar públicos os números apurados da pesquisa a partir de segunda (26), enquanto os outros dois estão autorizados...

Marino enaltece Leitão para o Senado

marino franz 400 curtinha   O empresário e ex-prefeito de Lucas do Rio Verde, Marino Franz (foto), anunciou apoio a Nilson Leitão (PSDB) para o Senado. Disse que conhece o candidato tucano de longa data, desde quando este foi prefeito de Sinop e assegura que Leitão é preparado, representa muito bem a região e o...

Magali de fora em General Carneiro

magali vilela 400   A ex-prefeita de General Carneiro, Magali Vilela (foto), que se lançou novamente à disputa ao Executivo, foi barrada pela Justiça. Teve o registro indeferido, já que está inelegível por ter sido condenada à suspensão de seus direitos políticos em...

MAIS LIDAS