Executivo

Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 19h:14 | Atualizado: 18/03/2014, 19h:18

Ministério Público

Devido ao descaso na saúde, prefeito é acionado por ato de improbidade

.

jose_neves_interna.jpg

José Neves alvo de ação do MP

O Ministério Público ingressa com uma Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Chapada dos Guimarães, José de Souza Neves (PSDB), em razão da omissão à frente da administração da rede municipal de Saúde. A ação é proposta pela promotora, Nayara Roman Mariano, e elenca o caos nos serviços que deveriam ser prestados à população. Diante disso, a promotora ainda solicita a perda da função pública do tucano, a suspensão dos direitos políticos pelo período de três a cinco anos, além de ressarcir o erário, caso haja danos.

Segundo o documento, um dos principais motivos pela desordem na saúde é a falta de um secretário responsável pela pasta. Isso porque, após um ano de gestão, o prefeito não nomeou nenhum gestor para ocupar o cargo, mesmo depois do próprio MP ter expedido uma Recomendação Notificatória. Foram apontadas diversas falhas nos serviços, tais como ausências na gestão do trabalho nos estabelecimentos de saúde e de política de medicamentos; falhas da administração de pessoal, material, patrimônio e serviços do SUS. “O que se vê em Chapada dos Guimarães é um total descaso com a gestão de uma das pastas mais importantes”, diz trecho.

Conforme as recomendações sugeridas pelo MP, José Neves deveria retomar, imediatamente, a operacionalização dos sistemas de informação SISFAD (Programa de Febre Amarela e Dengue) e PNCD (Programa Nacional de Controle da Dengue), bem como apresentação do Plano de Combate e Prevenção da Dengue para o ano 2013/2014. Ainda teria que retomar a estruturação do Centro de Atendimento Psicossocial (CAPS) e a implementação da rede municipal de atenção à saúde mental. “O fato é que muito pouco foi realizado na área da saúde durante o ano de 2013 em Chapada dos Guimarães e a população usuária do SUS é que mais sofre com as omissões do poder público”, traz o documento.

De acordo com a promotora, o prefeito tem deixado de cumprir com suas atribuições e, por isso, a situação da saúde só vem se agravando. Exemplo disso, foi o manifesto feito pelos servidores, em fevereiro passado, no qual foram relatadas as péssimas condições de trabalho, como falta de papel, de telefone e de internet, risco de desabamento de telhados em vários pontos, confirmados por vistoria de Bombeiros, engenheiros e vigilância sanitária, falta de contratação de médicos especializados em cardiologia, psiquiatria, dermatologia e oftalmologia. “O administrador público precisa ser eficiente, ou seja, deve ser aquele que produz o efeito desejado, que dá bom resultado. O princípio da eficiência dirige-se à razão e o fim maior do Estado, a prestação de serviços sociais essenciais à população”.

Outro lado

A reportagem do Rdnews procurou José Neves, no entanto, até a publicação desta matéria, o telefone do prefeito não completou a ligação.

Postar um novo comentário

Comentários (10)

  • ana mariano | Quinta-Feira, 01 de Maio de 2014, 18h16
    0
    0

    o q falta na nossa chapada é povo e olha q eu sô nascida e criada aqui, o q vejo é todo mundo querendo se fazer, o q vejo é q esse prefeito tá é sendo sacaneado tá dormindo com inimigo, gente q quer se fazer, é q ele não aceita corrupção e sei q muita gente tá puta com ele e aí é fácil falar mau, claro q as ruas tão cheia de buraco, o meu bairro tá horrível mais sei q a chuva tá parando e sei q vão arruma...

  • anderson lima | Segunda-Feira, 24 de Março de 2014, 09h53
    0
    0

    chapada

  • Paulo Osório | Quarta-Feira, 19 de Março de 2014, 20h48
    1
    1

    O que eu consigo visualizar é que não existe gestão no Município de Chapada, pois se tratando de um Médico Prefeito, pelo menos a Secretaria de Saúde deveria funcionar, imagine as demais áreas, caos total.

  • Eugênio | Quarta-Feira, 19 de Março de 2014, 15h32
    7
    0

    Me admira ver gente com saudade do Gilberto Melo, além de incompetente e fanfarrão, perdeu a eleição por ser ficha suja condenado por desvio de verbas públicas, quem gostaria de ter ele de volta é o povo que mamou nas falcatruas perpetuadas por esse elemento condenado pela justiça, gente que tinha jornal bancado pelo desvio do dinheiro da prefeitura e outros sanguessugas do gênero. Fico triste em ver o Dr. Neves fazer uma administração lamentável e patética como vem fazendo, sei que é um homem honrado e de bem, tomara que consiga dar a volta por cima, ainda dá tempo, é só acordar e tomar consciência da responsabildade que assumiu com o povo chapadense, não pode acovardar-se frente aos desafios do cargo...

  • Rafael neto | Quarta-Feira, 19 de Março de 2014, 12h01
    2
    1

    Buscaremos uma nova via para fazer o povo de chapada sorrir de novo

  • Ana Bela | Quarta-Feira, 19 de Março de 2014, 06h55
    5
    1

    Isso porque esse Prefeito é médico, fez sua campanha em cima da melhoria na saúde (que já não estava boa) também em cima de "sou chapadense e vou melhorar a Chapada". Como diz nós chapadense - Agora de quê......

  • izaias | Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 22h24
    1
    8

    chapada realmente esta uma vergonha. sempre disse q esse prefeito ai n iria fazer nada. e nao esta fazendo. prefeito pra mim e gilberto mello. o resto sera sempre o resto.

  • Armando Siqueira | Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 21h28
    3
    2

    Se Chapada estivesse sem prefeito a situação estaria melhor, uma cidade sem comando , sem rumo, sem direção, totalmente abandonada, um caos total e olha que votei no Dr. José Neves.

  • Tchaco | Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 21h12
    0
    0

    Tchaco, Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

  • Benedito | Terça-Feira, 18 de Março de 2014, 20h37
    6
    1

    pra nóis que vive aqui na Chapada esse é o pior prefeito que a cidade já teve, nem o Tião foi tão ruim, é lixo pra todo lado, as rua esburacada, ele não tá nem aí, mora em Cuiabá e deixou na mão dos outro pra administra a cidade, ele não vê que vai por o nome da família Neves na lama e, por conta dele, o povo já fala que chapadense não tem competência pra ser prefeito, pior que ele estudo, fez faculdade que não adianto pra nada, morro de ver de ter nascido aqui...

Irmão de prefeito não deporá à CPI

francisco faiad 400 curtinha   Por meio de seu advogado Francisco Faiad (foto), Marco Polo de Freitas Pinheiro, o Popó, dono do instituto de pesquisa Mark e irmão do prefeito Emanuel Pinheiro, comunicou oficialmente hoje à CPI do Paletó, da Câmara da Capital, que não irá prestar depoimento nesta...

Nome reserva e vulnerável para IFMT

adriano 400 curtinha   O grupo do reitor Willian de Paula deve consolidar como candidato ao comando do Instituto Federal de Mato Grosso o professor Julio Santos, diretor do Campus de Alta Floresta. A eleição acontece em novembro. Mas há um candidato reserva da cúpula situacionista. Trata-se de Adriano Breunig (foto), que...

Prefeito e sobrepreço em álcool gel

gustavo melo 400 curtinha   O prefeito de Alto Araguaia, Gustavo de Melo (foto), e sua secretária de Saúde, Manoela Nunes, têm cinco dias para apresentar defesa prévia ao TCE sobre uma denúncia de superfaturamento na compra de materiais de higienização destinados à prevenção do...

Procon decide fazer audiências virtuais

rosamaria 400 curtinha   Por causa da pandemia, que levou à suspensão dos serviços presenciais, a secretária estadual Rosamaria Ferreira (foto), de Assistência Social e Cidadania, e o adjunto de Proteção e Defesa dos Direitos do Consumidor, Edmundo da Silva Taques, decidiram que agora o Procon-MT...

Empolgado e já morando em VG

emanuelzinho 400   O deputado federal Emanuelzinho (foto), do PTB, está tão empolgado com a possibilidade de concorrer a prefeito de Várzea Grande que não só transferiu o domicílio eleitoral de Cuiabá para o município vizinho, ainda no ano passado, como também alugou um apartamento...

Prorrogação de mandatos até 2022

Muitos prefeitos e vereadores já trabalham com a hipótese de ganharem mais dois anos de mandato, "esticando" o atual para 2022. O Senado está prestes a aprovar uma PEC para tornar coincidentes os mandatos eletivos. Nesse caso, mandato dos prefeitos, vice e dos vereadores, eleitos em 2016, teria duração de seis anos. E, a partir das urnas de 2022, as eleições passariam a ser gerais para presidente, governadores, prefeitos, senadores, deputados e...

MAIS LIDAS

ENQUETE

facebook whatsapp twitter email

Você conhece alguém próximo que foi infectado pelo coronavírus?

sim

não

em dúvida

Não se trata de pesquisa eleitoral, mas de um mero levantamento de opiniões de leitores do RDNews e do Blog do Romilson, com participação espontânea dos internautas. Resultado sem valor científico.